Todos os posts de Márcia

Terapeuta floral, terapeuta homeopata, iniciada no ReiKi, nos códigos arcturianos, nos cristais, nas cores, no chacra do coração...

ÁRIES


Vamos entrar nessa energia de ÁRIES e conhecer como ela pode ser benéfica para todos aries_by_fabera-d3bj2xynós? Sim? Sim? Siiiimmmm? Ok, já que insistem, sim: Reverências arianas  à essa energia sideral disponível e ancorada pelos corações generosos nascidos nessa época de todos os inícios. O que devemos fazer nos inícios? Guardar recursos para todo período todo ué! Atualmente nosso calendário é propositalmente dissociado dos ciclos naturais e por essa razão há pouca compreensão das festividades de ano novo realizadas por outras culturas e grupos sociais. Memórias, registros históricos e espirituais, folclore e mitos à parte, estamos de fato no início do ano solar, considerado assim desde a antiguidade, quando em agrupamentos civilizatórios e na estruturação do planeta, o estágio primaveril, o reflorescimento da Terra, com o ingresso do sol em zero grau de áries ascendentemente, tornando os dia mais longos e aquecidos, com o derretimento do gelo do inverno, com águas cristalinas e calor, fertilizando e fazendo brotar vida nova. Dias longos, comida, saúde, vida! Vamos todos nos abrir para as tendências ígneas de áries, que nos guiam para a vitória contra todo tipo de limitação, ao aprendermos a nos relacionar com ela. Senhores do bom combate, vamos aprendendo a vencer as batalhas internas, que nos liberam espaços e quantas de consciência! No terreno das analogias, tudo o que for mental e a forma como digerimos os pensamentos e idéias. Sem controle, esse fogo, essa  força ígnea e viril, esse ímpeto e impaciência roubam energia dos outros centros de força do corpo e o resultado é a queda da energia e a baixa qualidade de saúde. Costumo brincar que pavio curto é vela que não deixa ler um livro inteiro. Bem compreendidas, as energias evolutivas arianas nos fazem crescer tomando consciência da vontade divina com a disciplina, aprendendo a identificar no que empregar a energia e com qual intensidade. Como todos os inimigos encontram abrigo nos nossos defeitos internos, devemos cuidar para não reverberar em luxúria e arrogância, com o respeito ao tempo das coisas e dos outros, retendo essa chuva magnífica de luz, empunhando a espada com Amor!

 

 

 

Anúncios

Postagens


Que essa mensagem chegue até você como um afago


Minha intenção é que essa mensagem chegue até você como um afago,

te desejo alento, acolhimento, conforto saúde e toda forma de beleza e prosperidade!

Tua alma é um templo sagrado que não deve ser profanado por sentimentos baixos contra você mesma.

Ao oferecermos para nós mesmas 

generosidade, compreensão e autoaceitação, nossas travas se rompem, nossa energia cresce e se identifica com tudo isso de prosperidade que estiver no externo e então assim construímos esse novo caminho em que recebemos tudo de volta, em um positivo fluxo e refluxo de energia.

Tem se falado em era de aquário, mas pouco se fala em termos práticos do que isso representa. Representa que nos movimentos do bailado universal, o nosso planeta está entrando um local do espaço mais luminoso, onde a energia fica mais sutil e veloz. Com isso, certas situações ficam agudas mais rapidamente, mais à vista, mais às claras, para que definitivamente cumpram com seus propósitos e liberem espaço, para que se instale a igualdade e a generosidade.

Aqui é possível recriar-se!

O simbolismo de “aquário” é distribuir generosamente e igualitariamente. Isso acontece melhor quando as coisas estão às claras, não para demonstrar aos outros, mas sim dentro de nós. Clareza para conosco.

Aqui somos capacitados em expressar o divino na Terra, elevando a nossa condição em totalidade, sem segregação, integrando todas as memórias e experiências, de alegria e de dor, recriando nosso estado interior e irradiando para o mundo, natural e consequentemente.

E a minha intenção é que essa mensagem chegue até você como um afago.

A alma é feminina e a natureza é feminina. Também por isso a mulher é mais sensível à mudanças ambientais e, muitas vezes sem saber como identificar o que sente, pode ser mal compreendida em seus comportamentos e expressões emocionais.

A condição da mulher, sendo portal de vida no mundo ou não, é matriz da criação e aí residem generosidade e criatividade, e essas duas têm mil faces, não somente a de procriar. 

Impedida dessa criatividade, a mulher acumula como suas as memórias de dor das suas antepassadas, ocasionadas nas transições civilizatórias.

E em termos evolutivos, as escrituras antigas revelam que o homem necessita da mulher para evoluir, enquanto que a mulher  nasce em um portal de energia superior ao do homem. Ou seja, não é melhor do que ele, mas detém atributos indispensáveis e em maior escala.

Acho que essa informação ajuda a esclarecer muita coisa, eu assim espero.

A minha intenção, é que essa mensagem chegue até você como um afago!

Somos todos OM, terminações de pétalas da mesma flor.

Márcia.

Sweet Chestnut – da noite escura, para uma nova manhã


“Quando mente ou corpo estão estão no limite das forças e nada mais podem fazer” Dr. Bach. Desespero extremo em que a pessoa acredita que chegou ao limite da resistência, quando sente que o sofrimento vai além de tudo o que um ser humano pode suportar. A pessoa se sente desamparada e desprotegida.

SweetChestnut

Ocorre que os arquivos mentais já não servem mais de modelos para o entendimento. Nesse momento de transição, há a confrontação da personalidade consigo mesma e a sua tentativa de não se render ao novo estado de consciência, já instalado no indivíduo.

O Floral Sweet Chestnut nos coloca em contato com a verdade de que é preciso vir a noite para ver o novo dia. De que todos os desenvolvimentos ocorrem ciclos, no eterno e natural morrer e nascer. Nesse processo carecemos profundamente  da entrega para alcançar a percepção do momento certo em que devemos, conscientemente, por escolha, de entregar-nos à direção de uma instância superior. Rendição… é chamado o Floral da Redenção.

Namas-te!

Márcia Cristina.

Você merece sofrer?


resilienci

“AVALIANDO A NÓS MESMOS QUANDO FOMOS MENOS QUE PERFEITOS

Numa atividade de rotina em meus seminários, peço aos participantes que se lembrem de alguma ocasião recente em que eles fizeram alguma coisa que gostariam de não ter feito. Em seguida, observamos como eles falaram consigo mesmos imediatamente após terem cometido o que em linguagem comum chamamos de “erro”. Algumas frases típicas são: “Isso foi burrice!”; “Como pude fazer uma coisa tão idiota?”; “O que há de errado comigo?”; “Estou sempre pisando na bola”; “Isso foi tão egoísta!”

Essas pessoas foram ensinadas a julgar a si mesmas de um modo que implica que o que elas fizeram foi errado ou ruim; sua autorrecriminação implícita pressupõe que elas merecem sofrer pelo que fizeram. É trágico que tantos de nós fiquemos enredados no ódio por nós mesmos, em vez de nos beneficiarmos dos erros, que mostram nossas limitações e nos guiam em direção ao crescimento.

Mesmo quando às vezes “aprendemos uma lição” com os erros pelos quais nos julgamos com tanta severidade, preocupo-me com a natureza da energia por trás daquele tipo de mudança e aprendizado. Eu gostaria que a mudança fosse estimulada por um claro desejo de melhorar nossa vida e a dos outros em vez de por energias destrutivas como a vergonha ou a culpa.”

Comunicação Não – Violenta – Técnicas Para Aprimorar Relacionamentos Pessoais e Profissionais – Rosenberg, Marshall B. – Ágora

Gentian – desenvolvendo a confiança e a fé na vida


Florais de Bach do A ao W – GENTIAN -indicado para aquelas pessoas que sãoGentiam facilmente desencorajadas, que desanimam e tendem a desistir diante de uma causa, de uma circunstância. Pelas palavras do Dr. Bach: “para os que desanimam facilmente. Essas pessoas podem fazer progressos satisfatórios no que diz respeito à enfermidade e aos negócios da vida cotidiana, mas diante do menor imprevisto ou entrave, começam a vacilar e logo desanimam.” Quando a pessoa fica depressiva, com atitude cética e pessimista. Quando apresenta recaídas.  Essa essência floral auxilia frente às dificuldades pois amplia as perspectivas, amplia o horizonte permitindo perceber o significado do processo de desenvolvimento. A pessoa se torna capaz de “ver a luz na escuridão”, desenvolvendo a confiança, a fé na vida.

Elm – responsabilidade com leveza e alegria


E retorna o nosso trabalhinho: “Florais de Bach do A ao W”! Vez do ELM – Ulmus procera – Para que acha que não estelmá a altura da sua tarefa, a Flor da Responsabilidade! O Floral Elm está classificado no Grupo do Desespero, vamos entender o porquê: por que está sobrecarregado pelo excesso de responsabilidade que a vida lhe impôe! Palavras do Dr. Bach: “Para aqueles que estão fazendo bem o seu trabalho, que estão seguindo a vocação de suas vidas e que espe
ram fazer algo de importância e, muitas vezes, para o benefício da humanidade. De vez em quando, há períodos de depressão, quando acham que a tarefa que empreenderam é difícil demais e acima das forças de qualquer ser humano.” Elm sofre porque chegou a uma situação em que se tornou indispensável, tem várias responsabilidades, acredita que não pode abrir mão delas e teme esmorecer. Não pede ajuda e vive rodeado de pessoas a quem tem de ajudar… porque Elm tem potencial altruísta e talentos acima da média! Com a essência floral Elm, é possível enxergar os problemas da perspectiva real e aprender a usar as virtudes em benefício do próximo com leveza e alegria!

11. Aquário e reconexão


aquarius

Uma troca de energia não é exata… a anterior e a próxima se entrelaçam enquanto uma se despede e a outra desponta. E sinto isso muito mais forte nessa passagem entre Capricórnio e Aquário, ambos governados pelo poderoso Saturno, como dizer… imagina todo o trabalho de construção para proteger, acumular bens, demarcar territórios e sentir-se seguro, aí aparece um tal de Urano e bum! ativa Aquário, o contraventor que quebra regras, nãos sabe obedecer, sai derrubando muros ( ao menos pulando-os ) quebrando paradigmas e pondo em xeque uma suposta segurança, imposta em um terreno de impermanência. Aquário lembra, na mesma medida que antevê… realidades criadas na impermanência… talvez venha daí, desse conhecimento, essa frieza e esse interior “querer ir embora” o maior desafio: abrir-se para o que está ao seu lado. Ficar. Essa é a energia que chega para o alento de todos nós: o reconhecimento de que não entre nós ninguém que não tenha sofrido e, quando os outros nos fazem sofrer, internalizar que estamos recebendo de volta o que emitimos no passado, aprendermos que, construir um muros não nos protege, na verdade nos aprisiona e nos adoece. A abertura para tudo o que o outro traz, com doação, partilha e troca, a passagem, o desbloqueio, talvez a cura pela qual oramos todas as noites. Aquário tem o desafio de ancorar o Amor Superior. Nesse período, diante das dificuldades, o desafio é escolher dar ao outro a libertação, não julgar, lembrar que cada um só pode dar o que tem e trabalhar para que todos possam retornar ao lar da paz. Reconexão.’A ti, AQUÁRIO, dou o conceito de futuro, para que através de ti o homem possa ver outras possibilidades. Terás a dor da solidão, pois não te permito personalizar o Meu amor. Para que possas voltar os olhares humanos em direção a novas possibilidades, Eu te concedo o dom da Liberdade, de modo que, livre, possas continuar a servir a humanidade onde quer que ela esteja”. E AQUÁRIO voltou ao seu lugar.

EU SEI

Aquário é a Mente Superior capaz de pensar à escala do universo, “pensar em Grande”, intuir as relações dinâmicas que se processam entre as várias partes do Todo. É o conhecimento intuitivo.

Liga os acontecimentos presentes ao passado que os originou e ao futuro que eles próprios anunciam. Aquário é a consciência do homem individualizado, participante na comunidade dos homens, seguro do seu papel criativo e interveniente. Aquário é a visão holística, abrangente, unitária. Relaciona o homem às forças do universo. Percebe o novo, o diferente, o que há-de vir. Responde à modernidade das coisas, acelera o tempo, prepara o mundo de amanhã.

Os aquarianos são progressistas, visionários, pessoas que apreendem o Mundo em Movimento, sendo eles  os agentes de sua própria transformação. Pessoas aéreas, vivem da mente criativa, da intuição, da força do pensamento.

Oposto a Leão, a referência que o Aquário tem de si próprio não é solitária, mas integra a humanidade como um todo. Ele já sabe que a viagem é colectiva e que dela faz parte. Aquarianos são, muitas vezes os intelectuais, os cientistas, as pessoas que se dedicam a uma ideia, a uma investigação e a ela se entregam sem reservas conscientes.

Seu desafio é aprender a descer do pedestal da vida anterior, aprender a ser elo de corrente, conectar, dar passagem e olhar para quem está ao seu lado.

Uma troca de energia não é exata… a anterior e a próxima se entrelaçam enquanto uma se despede e a outra desponta. E sinto isso muito mais forte nessa passagem entre Capricórnio e Aquário, ambos governados pelo poderoso Saturno, como dizer… imagina todo o trabalho de construção para proteger, acumular bens, demarcar territórios e sentir-se seguro, aí aparece um tal de Urano e bum! ativa Aquário, o contraventor que quebra regras, nãos sabe obedecer, sai derrubando muros ( ao menos pulando-os ) quebrando paradigmas e pondo em xeque uma suposta segurança, imposta em um terreno de impermanência. Aquário lembra, na mesma medida que antevê… realidades criadas na impermanência… talvez venha daí, desse conhecimento, essa frieza e esse interior “querer ir embora” o maior desafio: abrir-se para o que está ao seu lado. Ficar. Essa é a energia que chega para o alento de todos nós: o reconhecimento de que não entre nós ninguém que não tenha sofrido e, quando os outros nos fazem sofrer, internalizar que estamos recebendo de volta o que emitimos no passado, aprendermos que, construir um muros não nos protege, na verdade nos aprisiona e nos adoece. A abertura para tudo o que o outro traz, com doação, partilha e troca, a passagem, o desbloqueio, talvez a cura pela qual oramos todas as noites. Aquário tem o desafio de ancorar o Amor Superior. Nesse período, diante das dificuldades, o desafio é escolher dar ao outro a libertação, não julgar, lembrar que cada um só pode dar o que tem e trabalhar para que todos possam retornar ao lar da paz. Reconexão.

Mensagem Floral para Aquário

Water Violet positivo: "Eu me sinto mais unido aos meus semelhantes e consigo expressar melhor minhas emoções."
Water Violet positivo: “Eu me sinto mais unido aos meus semelhantes e consigo expressar melhor minhas emoções.”

 

 

 

 

Saúde:

Problemas no sangue, eczema, estados hepáticos, indigestão, neuralgia da cabeça e por vezes gota. Doenças do estômago. Precisa circular secreções aquosas do corpo.

 

 

 

 

 

 

 

 

Floral Crab Apple – Alento que limpa a mente de tudo o que pode se transformar em doença


Florais de Bach – do A ao W – CRAB APPLE – Malus pumila – maçã silvestre – vibração da pureza.  O alento que limpamalus-evereste a mente de tudo o que pode se transformar em doença. Palavras do Dr. Bach: “É o remédio da limpeza. Para os que sentem como se tivessem em si algo não muito limpo. Às vezes trata-se de algo aparentemente de pouca importância, em outros casos pode haver uma doença mais grave que é quase ignorada em comparação com o problema que os perturba no momento. Em ambos os casos se encontram ansiosos por se verem livres de uma coisa em particular que a eles parece maior e tão importante que é preciso curar-se dela. Ficam muito abatidos se o tratamento fracassa. Este remédio limpa e purifica as feridas, se o paciente tem motivos para crer que ingeriu algum veneno que deva ser eliminado.” Pessoas em estado Crab Apple negativo, nutrem desgosto e aversão de si ou de algo exterior. Ênfase demasiada em princípios de pureza e grande necessidade de asseio.Esta situação gera um sentimento persistente de angústia e insatisfação. Com estes sentimentos fica difícil conseguirem apreciar o que de belo acontece a sua volta. Tende a sofrer de alergia e de doenças psicossomáticas. A pessoa perde-se em minúcias e manias de ordem, exatidão e limpeza. Sente-se infectada, pode ter tem reações alérgicas e erupções na pele, apresenta vulnerabilidade a ataques viróticos e infecções. Medo de comida estragada. Suor nos pés, tosse nervosa, tosse crônica, corizas. Crabb desperta a capacidade de reconhecer as coisas não resolvidas e transforma-las. Faz reconhecer que é um ser afortunado, com qualidades individuais, deixando de lado as noções limitadas de ordem e pureza, se abrindo para os princípios de ordem mais elevados e sutis.

Floral Clematis – “com a cebeça no mundo da lua”


Momento gotinhas – Florais de Bach, do A ao W: CLEMATIS – Clematis vitalba – a vibração do idealismo criativo; clematisforwebpara os sonhadores, que vivem em outro lugar (mundo da lua). Palavras do Dr. Bach: “de grande utilidade para as pessoas sonolentas, indolentes, que nunca estão totalmente despertas, nem demonstram grande interesse pela vida. Para pessoas paradas, que não estão muito felizes com a situação em que se acham, e que vivem mais no futuro do que no presente, alimentando esperanças de que cheguem melhores dias, quando seus ideais tornar-se-ão realidade. Algumas dessas pessoas, quando estão doentes, se esforçam muito pouco para se recuperar e, em alguns casos, chegam a desejar a morte, na esperança de tempos melhores ou de encontrar uma pessoa querida que tenham perdido.” Clematis pertence ao grupo da falta de interesse pelas circunstâncias atuais e a pessoa em estado Clematis negativo não tem interesse no presente, tem olhar sonhador e vago, não se sente em casa na realidade concreta. É sonolenta, apresenta baixa vitalidade e rara agressividade. Pouca comunicação com o corpo, está sempre esbarrando em alguma coisa, reage indiferente às boas e más notícias, apresenta memória fraca, por puro desinteresse pelas coisas e assuntos, pode apresentar problemas de visão e audição. Sonham com grande sucesso no futuro, mas não estão suficientemente ancoradas na realidade. Dons criativos não aproveitados, exercem cargos simples, só para se manter, românticos excêntricos, grande atração por cores, formas e cheiros. Essas pessoas precisam de exercícios corporais. Clematis vai atuar na compreensão da conexão entre os mundos e o sentido mais profundo que representam. A pessoa desenvolve pensamento analítico, desperta assertivamente para desempenhar a sua criatividade, pondo em prática as suas aspirações.

Chestnut Bud – capacidade de aprendizagem


Florais de Bach do A ao Z, CHESTNUT BUD – árvore Aesculus hippocastanum – vibração da capacidade de budaprendizagem. Para pessoas em dificuldade de aprender com as experiências passadas e exemplos da vida, repetindo os mesmos erros. Palavras do Dr. Bach “Para os que não tiram todo o proveito da observação e da experiência, levam mais tempo que os outros para aprender as lições da vida cotidiana. Embora uma experiência baste para alguns, essas pessoas necessitam de mais, às vezes de várias experiências, antes de aprender a lição. Por isso, para seu pesar, acabam tendo de cometer o mesmo erro em diferentes ocasiões, enquanto uma vez seria o bastante, ou enquanto uma observação do outros poderia evitar até esse único erro.” Muitas foram crianças desatentas e nas atividades escolares repetiam os mesmos erros, crianças esquecidas, apesar das advertências do adultos, parecem ingênuas e atrapalhadas. As pessoas em estado Chestnut Bud denotam uma certa falta de comprometimento com a vida, não questionam a razão das coisas que fazem, como vivessem em piloto automático, tentam esquecer a experiência ruim o mais rápido possível, pois preferem atirar-se logo a uma nova aventura em vez de primeiro absorver a experiência passada. É necessário compreender que a vida é uma escola e que desperdiçar as experiências é desperdiçar a energia que deveria ser aproveitada em prol do próprio desenvolvimento.

Reforma Interior


”    O Grande Aliado

Ao invés de ser contra o que fomos, precisamos aprender uma relação pacífica de aceitação sem conformismo a fim de fazer do “homem velho” um grande aliado no aperfeiçoamento.

 

Meditação da Amizade Com o Homem Velho

A inimizade com o homem velho é extremamente prejudicial ao
desenvolvimento dos valores divinos, porque gastamos toda energia
para combater-nos e não para talhar virtudes e conquistar nossa sombra.     

Trechos colhidos do livro Reforma Íntima Sem Martírio, do espírito Ermance Dufaux e psicografia do Wanderley Soares de Oliveira.

fechadura-da-luz

Cherry Plum – aceito a orientação interior


Florais de Bach, do A ao W, CHERRY PLUM – Prunus cerasifera: A flor da serenidade. Palavras do Dr. Bach: “Para cherry-plumquando se tem medo que a mente se esgote, de que se perca a razão, de que se faça coisas espantosas e horríveis, indesejáveis e prejudiciais, embora se pense nelas e se sinta impelido por elas.” As pessoas no estado tem medo de perder a cabeça, de perder o controle e o domínio da mente. Apresentam explosões de mau gênio e sentem-se assediadas por pensamentos brutais, contra os outros, cônjuge, filhos e contra si mesmos. Sentem-se na iminência de um colapso nervoso. Apresentam idéias delirantes, atividade mental intensa; no comportamento a manutenção de afetos inadequados e desprazerosos. Passa por grande sofrimento. É o medo da personalidade em abrir-se ao desenvolvimento e ao crescimento espiritual. Cherry Plum desenvolve coragem e espontaneidade para a abertura, a entrega a partilha e também ao mergulho profundo no inconsciente integrando em sua vida as percepções intuitivas lá guardadas. Vai ajudar a definição do nosso sentimento em relação a outra pessoa, pois desfaz as projeções que criamos sobre o outro. Cherry Plum ajuda entender que somos um microcosmo dentro de um macrocosmo e só quando mantemos aberta a ligação com o sistema maior, através da orientação interior, vibramos e desenvolvemos junto com esse sistema.

Cerato – firmeza interior


Florais de Bach, do A ao W, CERATO – Ceratostigma willmottiana: para desenvolver a confiança nos próprios cerato_manyjulgamentos. Palavras do Dr. Bach: ” Para os que não têm bastante confiança em si mesmos para tomar as próprias decisões. Estão constantemente pedindo conselhos aos outros, sendo muitas vezes mal-aconselhados.” Quando necessitamos tomar uma decisão e a resposta vem intuitivamente, mas a mente racional não aceita a resposta intuitiva, evocando os argumentos padronizados de respostas, em teorias e doutrinas populares. Possuem opinião própria, mas não confiam nela. Não aprendem a confiar em si e acabam repetindo erros. São pessoas que não raro sentem-se seguras em seguir o que está na moda. “Maria vai com as outras”.Vítimas fáceis dos dominadores, pois não acreditam em si mesmos. Enganados com facilidade, mental e emocionalmente, ingênuos, os bobos do amor, mulheres e homens que amam demais. Para as mulheres muito lindas ou iludidas por um homem charmoso. Para os que falam muito, imiscuem-se nas conversas alheias, fazem muitas perguntas e deixam os outros irritados. – Para os que têm excessiva fome de informações, mas não utilizam os conhecimentos que possuem. São os que não acreditam no seu saber. A essência do Cerato vai ajudar essas pessoas a desenvolver uma forte convicção interior, segurança, liberdade de escolha e de pensamento.cerato_many

Centaury – do servir passivamente para o servir conscientemente


Florais de Bach, do A ao W – CENTAURY (Centaurium erythaea) – a flor do servir – a mãe em ação – Palavras do Dr. Bach: “Para pessoas delicadas, silenciosas e suaves, que se mostram demasiadamente ansiosas em servir aos

Credit: Photo by Beppe Di Gregorio
Credit: Photo by Beppe Di Gregorio

demais.” Esse floral nos ajuda a compreender a verdade de que somente quando servimos ao plano divino é que cumprimos o nosso propósito de vida. As pessoas que precisam de Centaury evitam conflitos para se adequar ao que se espera delas, esperando em troca reconhecimento e aprovação. Deixam de seguir seu próprio caminho, perdendo parte da alegria, apresentando baixa energia vital. Queixam-se do cansaço pelo excesso de responsabilidade, mas acham que devem sacrificar-se para ser útil, sem se perguntar até que ponto será útil para o próprio crescimento e o crescimento do outro. Centaury desperta a compreensão de que podemos nos tornar mais fortalecidos quando percebemos melhor nossas próprias necessidades e fazemos cada vez mais o que realmente queremos. Deixando assim de servir passivamente, para servir ativamente, aprendendo a externar a própria vontade e aprendendo a dizer não.

Floral de Bach Beech – “Sei que nada sei”


Florais de Bach, do A ao W: BEECH – Fagus sylvatica – atua na vibração da tolerância, desenvolvendo a capacidade beechde contemplar as situações de vários ângulos e reconhecendo o lado positivo, mesmo que não seja o da própria opinião, percebendo que toda crítica depreciativa, mesmo que interior, é uma interferência na personalidade dos outros, é uma ação contra a natureza e à Lei da Unidade. Foram crianças superprotegidas ou criticadas e desenvolveram critérios muito definidos ao fazer julgamento sobre os outros, demonstrando presunção e dificuldade em aceitar seus próprios erros. Palavras do Dr. Bach: “Para os que sentem necessidade de ver mais beleza e bondade em tudo o que os rodeia. E, mesmo que muitas coisas pareçam andar mal, necessitam ter a capacidade de ver o bem crescendo ali, para que possam ser mais tolerantes, indulgentes e compreensivos com as diferentes maneiras com que cada indivíduo e cada coisa caminha até sua perfeição final.” A intolerância de Beech é manifestada como explosões de irritabilidade demonstram atitudes racistas e preconceituosas. No estado Beech as pessoas carecem de compaixão e entendimento das diferentes circunstâncias e os diferentes padrões que outras pessoas têm e falham em ver que os outros também estão trabalhando para atingir a perfeição, mas de maneiras diferentes. O Floral o remédio ajuda a encorajar a tolerância, o entendimento, a indulgência e a compaixão.

Márcia Cristina Nogueira

Aspen – do pressentimento sombrio para a sensibilidade consciente


Florais de Bach do A ao W – Floral ASPEN – Populus tremula: para os medos indefinidos. Com ela fazemos contato com vibração do destemor, capacitando para o autodomínio e renascimento.aspen-580x480
As doenças se manifestam no corpo físico só depois de cristalizadas nos corpos sutis e Aspen, a flor do pressentimento, nos conduz na travessia do pressentimento sombrio para a sensibilidade consciente. Descrição do Dr. Bach:” Para medos indefinidos e desconhecidos, que não têm nem explicação nem razão de ser. O paciente também pode estar apavorado diante do pressentimento de que algo terrível vai acontecer, sem que saiba exatamente o que será.”
Aspen nos ajuda a compreender que no caminho da vida, nosso Eu superior nos faz enfrentar várias experiências de conscientização, para o nosso processo de crescimento individual. Devemo treinar e desenvolver conscientemente nossos instrumentos de percepção, para aprender a diferenciar as impressões vindas do mundo externo, dos imaginários impulsos de medo vindos de nosso interior.

Essência Floral Agrimony – limpeza dos venenos do corpo e da alma


Essência Floral Agrimony – limpa os venenos do corpo e da alma – Descrição do Dr. Bach: “Para pessoas joviais, 01-agrimony-agrimoniaanimadas, de bom humor, que gostam da paz e que se desagradam com discussões ou com brigas, a ponto de devido a isso renunciarem a muitas coisas. Essas pessoas, ainda que amiúde tenham problemas, tormentos e inquietações, e sintam perturbações na mente e no corpo, escondem suas aflições por trás do seu bom humor e brincadeiras, sendo consideradas ótimas amigas. Com frequência tomam álcool ou drogas em excesso para se estimularem e continuarem suportando suas atribulações com ânimo.” A pessoa no estado Agrimony, tem inquietude, sono agitado e armazena emoções. Não raro manifesta humor negro, processos alérgicos e intoxicações. Muito suscetível às influencias externas, tem grande medo do presente e do futuro e estão sempre ativos, fazendo alguma coisa, para escapar dos sentimentos conflitantes, por medo da rejeição e da solidão. O seu engano é acreditar que o seu valor pessoal está na importância que os outros lhes dão. Tem o receio de não ser aceita pela sua história. Sentimentos e emoções negados fazem integram o elemento água dentro de nós. A Essência Floral Agrimony limpa os venenos do corpo e da alma, fazendo ver a realidade pela luz correta e a aceitação dos aspectos menos agradáveis da vida. Faz desenvolver a assertividade para ver os fatos como eles são e integrar os diferentes níveis da personalidade. Agrimony é auxiliar nas terapias em que a pessoa busca o contato com recordações dolorosas e sentimentos reprimidos.

Água e Flor

Autoconhecimento e Harmonia


crencas_300px

 

“A maior parte da infelicidade humana deriva do fato de o homem não conhecer a sí próprio, de não saber distinguir, dentre as múltiplas flutuações da sua psique, sua essência íntima e verdadeira, sua nota permanente.

 

 

É raro encontrar um indivíduo em perfeita harmonia consigo mesmo, capaz de dar expressão ao seu “eu” real, e de chegar à autorrealização, que é fonte de equilíbrio, de bem estar e de serenidade.

Eis por que se dá tanta ênfase à importância do autoconhecimento e dos estudos psicológicos. Na verdade, o autoconhecimento não é , de fato, um alvo em si mesmo, porém estabelece a base para a reconstrução e harmonização da psique e para o reconhecimento do verdadeiro eu, que é a força integrante da personalidade.

Esse é o processo da individuação de que fala Jung, a psicossíntese de Assagioli, a luta pela autorrealização de Karen Horney, que, no prefácio de seu livro Neurose e Desenvolvimento da Personalidade, diz:     ” O conhecimento de si próprio não é… um escopo por si mesmo, e sim o meio de liberar a energia do desenvolvimento espontâneo. Nesse sentido, ocuparmo-nos de nós mesmos torna-se não só a mais importante obrigação moral, como, ao mesmo tempo, e no autêntico significado da palavra, o mais importante privilégio moral”.

É claro, pois, que se quisermos realmente encontrar o equilíbrio dentro de nós – alcançando, assim, a expressão do nosso verdadeiro eu – devemos começar pelo autoconhecimento. Isso não só nos trará serenidade e harmonia mas nos fará capazes de compreender melhor os outros, ama-los, auxilia-los, fazendo-nos fontes de bem e de força para todos aqueles que encontrarmos.

A aspiração ao conhecimento não é, todavia, sintoma de egocentrismo, e sim uma necessidade real do homem, de uma existência profunda e construtiva, que trará, em seguida, resultados úteis e benéficos para a própria pessoa e para os demais.”

Os Sete Temperamentos Humanos, Angela Maria La Sala Batá, Ed. Pensamento.

Não voe tão alto e nem tão baixo


” CAMPBELL: Você está descrevendo exatamente “The Wast Land” ( A Terra Devastada) de T.S. Eliot, a estagnaçãoicaro sociológica de vidas inautênticas e de um viver que nos foi imposto e não tem nada a ver com a nossa vida espiritual, com nossas potencialidades ou até mesmo com nossa coragem física – até, claro, que isso nos lance numa dessas guerras desumanas.

MOYERS: Você não é contra a tecnologia, é?

CAMPBELL: De modo algum. Quando Dédalo, que pode ser visto como o patrono dos técnicos de grande parte da Grécia antiga, colocou em seu filho, Ícaro, as asas que ele tinha feito, de modo que este pudesse voar e escapar do labirinto de Creta*que o próprio Dédalo tinha inventado, ele disse: “Voe moderadamente. Não voe muito alto, senão os sol derreterá a cera das suas asas e você cairá. Não voe muito baixo, senão as ondas do mar o apanharão”. O próprio Dédalo voou moderadamente, mas viu o filho, em êxtase, voando muito alto. A cera derreteu e o rapaz caiu no mar. Por alguma razão, fala-se mais de Ícaro que de Dédalo, como se as asas, em si, fossem responsáveis pela queda do jovem astronauta. Mas nada se diz contra a indústria e a ciência. O Pobre Ícaro despencou nas águas; mas Dédalo, que voou moderadamente, conseguiu atingir a outra margem.

O Poder mo Mito, Joseph Campbell com Bill Moyers – A Saga do Herói.

 

*Dédalo (pai) e Ícaro (filho) foram condenados por Zeus e exilados na Ilha de Creta, quando Dédalo tomado por ciúme e medo de ter sua função tomada por outro, matou seu sobrinho Talo.

Márcia Cristina Nogueira.

Não existe o acaso


Ouse confiar em sua capacidade: há uma parte de você que sabe tudo e vai repetir-lhe as lições até que aprenda, e se encontrem.

Água e Flor.

a-forca-da-natureza_0

Desfazer o Corpo de Dor Coletivo Feminino


“DESFAZER O CORPO DE DOR COLETIVO FEMININOwpid-fb_img_1429963480425

Porque é que o corpo de dor é um obstáculo maior para as mulheres? Geralmente, o corpo de dor tem
um aspecto coletivo para além do individual. O aspecto individual consiste no resíduo acumulado de dor emocional sofrida no passado da própria pessoa. O aspecto colectivo consiste na dor acumulada na psique colectiva humana ao longo de milhares de anos de doença, tortura, guerra, assassínio, crueldade, loucura, e outras coisas semelhantes. O corpo de dor de cada um de nós partilha igualmente do corpo de dor colectivo. Há diferentes elementos no corpo de dor colectivo. Por exemplo, os países e raças que sofrem formas extremas de violência possuem um corpo de dor mais pesado do que os outros. Qualquer pessoa com um corpo de dor forte, mas sem consciência suficiente para deixar de se identificar com ele, ver-se-á forçada não só a reviver a dor emocional contínua ou periodicamente, mas também a tornar-se um agressor ou uma vítima da violência, dependendo do seu corpo de dor ter uma tendência activa ou passiva. Por outro lado, poderá também estar mais próxima da iluminação. Este potencial não será necessariamente realizado, é claro, mas quem estiver a ter um pesadelo tem mais hipóteses de querer despertar do que alguém que esteja a ter um sonho comum.

Além do seu corpo de dor pessoal, cada mulher tem a sua quota-parte naquilo a que poderíamos chamar o corpo de dor colectivo feminino – a não ser que ela seja plenamente consciente. Este corpo consiste na acumulação da dor sofrida pelas mulheres, devido em parte à subjugação masculina, à escravidão, à exploração, a violações, à dor do parto e à morte de filhos ao longo de milhares de anos. A dor emocional ou física que, para muitas mulheres, precede e acompanha o período menstrual é uma manifestação do corpo de dor colectivo a despertar do seu estado de latência nessa altura, embora isso também possa acontecer em outras ocasiões. O corpo de dor restringe a livre circulação da energia da vida através do corpo, de que a menstruação é uma expressão física. Consideremos com mais atenção este aspecto e vejamos como ele se pode tornar uma oportunidade de iluminação.

Por vezes, o corpo de dor “toma conta” da mulher nessa ocasião. Ele possui uma carga extremamente poderosa que a poderá induzir facilmente a identificar-se inconscientemente com ele. Ela fica então activamente possuída por um campo de energia que ocupa o seu espaço interior e finge ser ela – mas que, é claro, não o é. Fala através dela, age através dela, pensa através dela. Criará situações negativas na sua vida para se alimentar da energia. Quer mais dor, seja de que forma for. Já descrevi o processo. Ele pode ser perverso e destrutivo. É dor pura, dor passada – e não é quem você é.”

Eckhart Tolle, O Poder do Agora, Ed. Pergaminho.

Os Doze Trabalhos dos Signos, por Martin Schulman


OS DOZE TRABALHOS , Martin Schulman, Karmic Astrology Vol I The Moon’s Nodes and a Reencarnation

“… E naquela manhã, Deus compareceu ante Suas doze crianças e em cada uma delas plantou a semente da vida humana. Uma por uma, cada criança deu um passo à frente para receber o dom e a função que lhe cabia.”

“Para ti, ÁRIES, dou a primeira semente, para que tenhas honra de plantá-la. Para cada semente que plantares, mais outro milhão de sementes se multiplicará em suas mãos. Não terás tempo de ver a semente crescer, pois tudo o que plantares criará cada vez mais e mais para ser plantado. Tu serás o primeiro a penetrar o solo da mente humana levando Minha Idéia. Mas não cabe a ti alimentar e cuidar dessa idéia, nem questioná-la. Tua vida é ação, e a única ação que te atribuo é dar o passo inicial para tornar os homens conscientes da Criação. Por este trabalho, Eu te concedo a virtude do Respeito por Si Mesmo”. Silenciosamente, ÁRIES retornou ao seu lugar.

“TOURO, a ti dou o poder de transformar a semente em substância. Grande é a tua tarefa e requer paciência, pois tens que terminar tudo o que foi começado, para que as sementes não sejam dispersadas pelo vento. Não deves, assim questionar; também não deves mudar de idéia no meio do caminho, nem depender dos outros para a execução do que te peço. Para isso, Eu te concedo o dom da Força. Trata de usá-la sabiamente!” E o TOURO voltou ao seu lugar.

“A ti, GÊMEOS, Eu dou as perguntas sem respostas, para que possas levar a todos um entendimento daquilo que o homem vê ao seu redor. Tu nunca saberás por que os homens falam ou escutam, mas em tua busca pela resposta encontrarás o Meu dom, reservado a ti: o Conhecimento”. E GÊMEOS voltou ao seu lugar.”A ti, CÂNCER, atribuo a tarefa de ensinar aos homens a emoção. Minha idéia é que provoques neles risos e lágrimas, de modo que tudo o que eles vejam e sintam desenvolva uma plenitude desde dentro. Para isso, Eu te dou o dom da Família, para que tua plenitude possa se multiplicar”.E CÂNCER voltou ao seu lugar.

“A ti, LEÃO, atribuo a tarefa de exibir ao mundo Minha Criação em todo o seu esplendor. Mas deves ter cuidado com o orgulho e sempre lembrar que é Minha a Criação, e não tua. Se o esqueceres, será desprezados pelos homens. Há muita alegria em teu trabalho; basta fazê-lo bem. Para isso, Eu te concedo o dom da Honra”. E LEÃO voltou ao seu lugar.

“A ti, VIRGEM, peço que empreendas um exame de tudo o que os homens fizeram com Minha Criação. Terás que observar com perspicácia os caminhos que percorrem e lembrá-los de seus erros, de modo que através de ti Minha Criação possa ser aperfeiçoada. Para que assim o faças, Eu te concedo o dom da Pureza”. E VIRGEM voltou ao seu lugar.

“A ti, LIBRA, dou a missão de servir, para que o homem esteja ciente dos seus deveres para com os outros; para que ele possa compreender a cooperação, assim como a habilidade de refletir o outro lado de suas ações. Hei de te levar onde quer que haja discórdia, e por teus esforços te concederei o dom do Amor”. E LIBRA voltou ao seu lugar.

‘A ti, ESCORPIÃO, darei uma tarefa muito difícil. Terás a habilidade de conhecer a mente dos homens, mas não te darei a permissão de falar sobre o que aprenderes. Muitas vezes te sentirás ferido por aquilo que vês, e em tua dor te voltarás contra Mim, esquecendo que não sou Eu, mas a perversão de Minha Idéia, o que te faz sofrer. Verás tanto e tanto do homem enquanto animal, e lutarás tanto com os instintos em ti mesmo, que perderás o teu caminho; mas quando finalmente voltares, terei para ti o dom supremo da Finalidade”. E ESCORPIÃO retornou ao seu lugar.

“A ti, SAGITÁRIO, Eu peço que faças os homens rirem, pois entre as distorções da Minha Idéia eles se tornam amargos. Através do riso darás ao homem a esperança, e por ela voltarás seus olhos novamente para Mim. Chegarás a ter muitas vidas, ainda que só por um momento; e em cada vida que atingires, conhecerás a inquietação. A ti, SAGITÁRIO, darei o dom da Infinita Abundância, para que te possas expandir o bastante, até atingir cada recanto onde haja escuridão, e levar aí a luz” E SAGITÁRIO voltou ao seu lugar.

“De ti, CAPRICÓRNIO, quero o suor da tua fronte, para que possas ensinar aos homens o trabalho. Não é fácil tua tarefa, pois sentirás todo o labor dos homens sobre teus ombros: mas, pelo jugo de tua carga, te concedo o dom da Responsabilidade”. E CAPRICÓRNIO voltou ao seu lugar.

‘A ti, AQUÁRIO, dou o conceito de futuro, para que através de ti o homem possa ver outras possibilidades. Terás a dor da solidão, pois não te permito personalizar o Meu amor. Para que possas voltar os olhares humanos em direção a novas possibilidades, Eu te concedo o dom da Liberdade, de modo que, livre, possas continuar a servir a humanidade onde quer que ela esteja”. E AQUÁRIO voltou ao seu lugar.

“A ti, PEIXES, dou a mais difícil de todas as tarefas. Peço-te que reúna todas as tristezas dos homens e as traga de volta para Mim. Tuas lágrimas, serão, no fundo, Minhas lágrimas. A tristeza e o padecimento que terás de absorver são o efeito das distorções impostas pelo homem à Minha Idéia, mas cabe a ti levar até ele a compaixão, para que possa tentar de novo. Por esta tarefa, Eu te concedo o dom mais alto de todos: tu será os único de Meus doze filhos que Me compreenderá. Mas este dom do Entendimento é só para ti, PEIXES, pois quando tentares difundi-lo entre os homens, eles não te escutarão”.
E PEIXES voltou ao seu lugar.

“…. Então Deus completou: cada um de vós é perfeito, mas não compreenderei isto até que vocês doze sejam UM. Agora vão”!

“E as doze crianças foram embora executar sua tarefa da melhor maneira…”

Da Centelha Ao Mineral, Para A Autoconciência


Objetivo da Encarnação do Eu

“Alma, Eu Superior, Atman, Ishvara, Genius, Anjo Solar, Ego Superior, Eu Sou, Mônada, Grande Homem – Qualquer que seja o nome dado a esse aspecto do homem, ele pretende indicar um eu mais profundo e real do ser humano, dotado de características divinas e elevadas, superiores às que o homem vivencia habitualmente no seu  cotidiano. É exatamente para distingui-lo desse eu superficial que tanto os orientais quanto muitas escolas espirituais do Ocidente preferiram chama-lo de “Eu”, termo que indica um estado de consciência que , conquanto individual, transcende os limites da personalidade egoísta e separativa.

O Eu, portanto, é o Verdadeiro eu do homem, o seu Ser real, emanado do próprio Absoluto, e por isso é uma centelha divina que conserva no nível microcósmico todas as propriedades e atributos do macrocosmo.

Para compreender bem isso, devemos remontar ao momento da manifestação, quando o Absoluto, saindo do seu estado de “pralaya” (repouso, imobilidade, silêncio…) faz emanar de Si o universo e cria as miríades de “centelhas”, também chamadas “mônadas”, que, no futuro, serão seres humanos conscientes e individualizados. “Eu me multiplicarei e renascerei” (reza o Chanda Upanishad). Essas palavras significam justamente que não há separação entre o uno e os muitos, entre Deus e a infinita variedade e multiplicidade de seres e formas.

A energia divina criadora emanada do Absoluto cria em seu movimento de expansão descendente (involução) os 0aaa1diversos plano da manifestação, cada vez mais densos e pesados, até chegar à matéria física, e depois, remontando o arco ascendente (evolução), forma os diversos reinos da natureza: mineral, vegetal, animal e humano.

Quando o reino humano emerge, entretanto ocorre algo de novo, um maravilhoso e importante evento, a formação de uma entidade individualizada e autoconsciente.

A centelha divina encontrou enfim o seu instrumento de expressão, a forma adequada à qual se unirá pra revelar através dela suas energias, faculdades e potencialidades divinas, e realizar o seu propósito.

Todo o longo caminho através dos outros reinos na natureza, a proliferação de miríades de formas, parece culminar na forma humana, a última (pelo menos até hoje) produzida pelo esforço evolutivo da matéria. E, de fato, não surgiram outras formas depois do homem.

Todavia, a evolução não parou.  A evolução continua. Às ocultas, secretamente, algo continua a mover-se, a crescer, a evoluir, não mais, porém, no plano material, no plano exterior, e sim no plano da consciência.

Doravante, a evolução do reino humano estará marcada pelo desenvolvimento da consciência, uma vez que a centelha divina, o Eu, encarnou.

(…)

O nível evolutivo representado pelo reino humano tem, portanto, um significdo profundo e central no grande esquema cósmico da evolução, visto que está marcado por um evendo de valor fundamental: a passagem da Alma grupal do reino animal para a alma individual.”

O Eu e Seus Mecanismos de Expressão. (Angela Maria La Sala Batá).

O Poder da Palavra – A Construção de Uma Nova Realidade


” No princípio era o verbo”

A mecânica quântica mudou a nossa visão de mundo. Os entes atômicos não são nem ondas nem partículas. Eles podem apresentar esse comportamento dualista, dependendo da forma como interagimos com eles. O que é matéria, o que não é matéria?

Vento, pensamento, vontade, voz…

Os físicos chamam o pensamento de pré-matéria.

A vontade humana realiza mudanças no mundo através da matéria.

Mais simples e feliz é, conhecer que podemos, através da vontade, usar nossa voz, nossa fala para novas e saudáveis criações, como por exemplo, em nossas orações, rezas e decretos.

Quando falamos liberamos energia criativa, palavras são poderosas ferramentas de co-criação  das nossas realidades, e a proposta é parar, elevar  respiração e intenção e escolher conscientemente as palavras. Isso é estar presente. Estar consciente e executando a sua vontade e a sua escolha.

Podemos repetir todos os dias ao acordar” hoje sou um ser humano melhor do que ontem, minha saúde aumenta, minha força, sabedoria e alegria de viver aumentam a cada dia e as bençãos me chegam abundantemente.

E podemos aplicar a sabedoria da fala, elevando a qualidade das palavras, durante todo o dia, todos os dias. Já sabemos o quanto é importante a repetição para a inclusão de novos hábitos. Repetimos más palavras por muito tempo, através das lamentações, do desabafo da dor , sim somos somente humanos… – e pensar que a dor tem sua origem pela repetição em ações, pensamentos e crenças nas coisas que não nos faz bem – Enfim, se a má palavra escapulir, cancele-a, com coragem, iniciativa e vontade! Afinal somos maravilhosamente humanos!”

maquina_cerebro

Os 38 Florais de Bach – E Os Principais Sintomas Comportamentais


Esse guia nos ajuda a identificar o floral mais indicado para o estado emocional atual. Pode acontecer que identifique muitos. Nesse caso, concentre-se nos estados que lhe pareçam mais presentes, mais fortes. Há indicações variadas de 4 a seis florais por vidro de tratamento, eu indico quatro florais para um vidro de tratamento. Quatro gotinhas quatro vezes por dia, por 22 dias de tratamento. E sabe o que vai acontecer se errar essas indicações??? Nada. Assim são os florais: Gentis! Vamos lá:

Agrimony – tortura mental detrás de um rosto alegre

Aspen – medo de coisas desconhecidas

Beech – intolerância

Centaury – dificuldade em dizer não

Cerato – falta de confiança nas suas próprias decisões

Cherry Plum – medo de perder o controle

Chestnut Bud – incapacidade de aprender com seus próprios erros

Chicory – egoísmo e possessividade

Clematis – sonhar com o futuro sem trabalhar no presente

Crab Apple – remédio para limpeza e para o sentimento de auto-rejeição por desagrado

Elm – sensação de sobrecarga por excesso de responsabilidade

Gentian – desanimado antes ou depois de uma contrariedade

Gorse – desespero

Heather – excesso de preocupação consigo, personalidade egoísta

Holly – ódio, inveja e ciúme

Honeysuckle – viver no passado

Hornbeam – sentimento de cansaço só de pensar em fazer algo

Impatiens – impaciência

Larch – falta de confiança

Mimulus – medo de coisas conhecidas e timidez

Mustard – tristeza profunda e sem motivo aparente

Oak – para a pessoa impassível e persistente que avança e aguenta além do limite das suas capacidades

Olive – exaustão após esforço mental ou físico

Pine – culpa

Red Chestnut – excesso de preocupação pelo bem estar dos outros

Rock Rose – terror e medo paralisante

Rock Water – auto negação e repressão por rigidez

Scleranthus – dificuldade de optar entre varias possibilidades

Star of Bethlehem – choque

Sweet Chestnut – angustia mental extrema, quando todas as hipóteses parecem esgotadas e a pessoa não vê luz ao fundo do túnel

Vervain – excesso de entusiasmo

Vine – excesso de autoridade, despotismo

Walnut – proteção de influências indesejadas e em caso de mudança

Water Violet – para equilibrar personalidades reservadas e distantes

White Chestnut – pensamentos indesejados e incontroláveis, conflitos mentais

Wild Oat – dúvidas sobre que direção tomar na vida

Wild Rose – sensação de andar à deriva, apático e resignado

Willow – auto comiseração e ressentimento

images (3)

Dr. Edward Bach


24 de setembro, nossa homenagem ao mestre, que nos doou conhecimento, amor, direção… em direção à cura pela simplicidade e singeleza, das flores e da natureza!

Blog do aguaeflor.com.br

Dr. Edward Bach, médico, bacteriologista, fisiologista, patologista e homeopata nos anos 30 saiu em campo –  experimentou, investigou e catalogou, um sistema completo de cura dirigido inteiramente à personalidade, ao humor, ao aspecto emocional  ou aos estados emocionais a que todos estamos sujeitos – e criou os medicamentos, as Essências Florais de Bach, ou Sistema Floral de Bach.

DrBach2

Na década de 20, Dr. Bach era um médico homeopata reconhecido, trabalhando com uma equipe de assistentes. Desenvolveu os 7 Nosódios de Bach, usados para tratar diferentes doenças. Já havia sido indicada por Hahnemann a idéia de que existia uma associação entre personalidade e fatores físicos. Dr. Bach queria entender o Ser como um todo e escreveu que o objetivo do médico deveria ser, mais do que a cura, a prevenção das doenças. Para ele era claro que o corpo humano não deveria ser visto pela medicina como um campo de batalha. Em um…

Ver o post original 209 mais palavras

Elemento ÁGUA – Nós e Os Outros – Os Temperamentos Predominantes e Os 4 Elementos, Por Stephen Arroyo e Immanuel kant


Predominância da ÁGUA – Fleumático / Fleuma  ou Linfas

“Seu estado emocional é que determina seu comportamento, vive em seus sentimentos e necessita do envolvimento emocional intenso. Sua qualidade empática os faz absorver estados emocionais além de si. Necessita relacionar-se com outras pessoas iguais e alcançam melhor forma psíquica e emocional quando em proximidade de água corrente.” (Arroyo)

“As pessoas com tendência à melancolia atribuem grande importância a tudo o que lhes concerne. Descobrem em tudo uma razão para a ansiedade e em qualquer situação notam de imediato as dificuldades. Nisso são inteiramente o oposto do sanguíneo. Não fazem promessas com facilidade, porque insistem em cumprir a palavra e pesa-lhes considerar se será ou não possível cumpri-la. Agem assim, não devido a considerações de ordem moral, mas ao fato de que o interrelacionamento com os outros preocupa sobremaneira o melancólico, tornando-o cauteloso e desconfiado. É por essa razão que a felicidade lhes foge.”(Kant)

Na dimensão mais sutil da natureza, os seres que realizam com o elemento água são as ondinas.

Gratidão Seres da Água
Gratidão Seres da Água

Elemento FOGO – Nós e Os Outros – Os TemperamentOs Predominantes e Os 4 Elementos, Por Stephen Arroyo e Immanuel kant


Predominância do FOGO – Bilioso / Bilis Amarela

 

“Permanecer em estado inspirado e excitado é decisivo para a manutenção do  seu interesse. pouca diplomacia diante do conflito, reação de força e energia. É vital o convívio com pessoas e ideias progressistas e trabalhos fisicamente exigente, sentem-se refeitos na luz solar e ao ar livre e meio perdidos durante à noite.” (Arroyo)

“Dizem do colérico que tem a cabeça quente, fica agitado com facilidade, mas se acalma logo que o adversário se dá por vencido. Que se aborrece, mas seu ódio não é eterno. Sua reação é rápida, mas não persistente. Mantém-se sempre ocupado, embora o faça a contragosto, justamente porque não é perseverante; prefere dar ordens, mas aborrece-o ter de cumpri-las. Gosta de ter seu trabalho reconhecido e adora ser louvado publicamente. Dá valor às aparências, à pompa e à formalidade; é orgulhoso e cheio de amor-próprio. É avarento, polido e cerimonioso; o maior golpe que pode sofrer é a desobediência. Enfim, o temperamento colérico é o mais infeliz por ser o que mais provavelmente atrairá oposição.” (Kant)

Os seres da dimensão sutil da natureza que realizam com o elemento fogo são conhecidas por salamandras.

Gratidão Seres do Fogo
Gratidão Seres do Fogo

Elemento TERRA – Nós e Os Outros – Os Temperamentos Predominantes e Os 4 Elementos, Por Stephen Arroyo e Immanuel kant


Predominância da TERRA – Melancólico / Bilis Negra

“As preocupações com o mundo material e sobrevivência são mais real do que qualquer outro aspecto da vida. Sentem a necessidade de assumirem deveres e obrigações, sentem desafiados a enfrentar o mundo. Necessitam recarregar-se na natureza, pisar no chão, mão na terra, na força do crescimento dos plantas.” (Arroyo)

“Fleuma significa falta de emoção e não preguiça; implica uma tendência a não se emocionar com facilidade nem se mover com rapidez, e sim com moderação e persistência. A pessoa fleumática se aquece vagarosamente, mas retém por mais tempo o calor humano. Age por princípio, não por instinto; seu temperamento feliz pode suprir o que lhe falta em sagacidade e sabedoria. Ela é criteriosa no trato com os outros e em geral consegue o que quer, persistindo em seus objetivos, embora pareça ceder à vontade alheia. (Kant)”

Na dimensão sutil da natureza, os seres que realizam com o elemento terra são conhecidos por gnomos

Gratidão Seres da Terra
Gratidão Seres da Terra

Elemento AR – Nós e Os Outros – Os Temperamentos Predominantes e Os 4 Elementos, Por Stephen Arroyo e Immanuel kant


Predominância do AR – Sanguíneo / Sangue

“Para eles um pensamento é tão real quanto qualquer objeto material. Vive no reino abstrato do pensamento e a sua atitude natural diante do conflito é distanciar-se dele, observá-lo de fora, elevar-se ou flutuar ao redor dele. São elegantes ao tratar do problema, embora não revelem vão se ressentir com que os ocasionou. Sentem-se refeitos em relacionamentos com pessoas de mentalidade igual e envolvimento social que lhes ofereça canal para a expressão das suas ideias ou algum tipo de trabalho que lhe confira estímulo e liberdade intelectual. Sentem-se bem ao ar puro, como nas montanhas. “(Arroyo)

“A pessoa sanguínea é alegre e esperançosa; atribui grande importância àquilo que está fazendo no momento, mas logo em seguida pode esquecê-lo. Ela tem intenção de cumprir suas promessas, mas não as cumpre por nunca tê-las levado suficientemente a sério, a ponto de pretender vir a ser um auxílio para os outros. O sanguíneo é um mau devedor e pede constantemente mais prazo para pagar. É muito sociável, brincalhão, contenta-se facilmente, não leva as coisas muito a sério e vive rodeado de amigos. Embora não seja propriamente mau, tem dificuldade em não cometer seus pecados; ele pode se arrepender, mas sua contrição (que jamais chega a ser um sentimento de culpa) é logo esquecida. Ele se cansa e se entedia facilmente com o trabalho, mas constantemente encontra entretenimento em coisas de somenos — o sanguíneo carrega consigo a instabilidade, e seu forte não é a persistência.” (Kant)

Na natureza, os seres da dimensão sutil que realizam com o elemento ar são os Silfos.

Gratidão Seres do Ar
Gratidão Seres do Ar

Mimulus


Florais de Bach, gotinhas que nos ajudam a encontrar o equilíbrio emocional diante das dificuldades da vida. Hoje revemos como nos ajuda o Floral Mimulus, A Flor da Coragem:

Blog do aguaeflor.com.br

Mimulus
Mimulus
do medo do mundo, para a confiança no mundo
A Flor da Coragem
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
No mundo da polaridade existe luz (amor) e escuridão (medo). Mas das duas, é a luz que tem mais força. Prova disso é que, quando à noite ascendemos uma lâmpada, a luz sai pela janela e conquista a escuridão lá fora, porém a escuridão não entra na sala iluminada. Nosso processo de crescimento ocorre nesse mundo de polaridade. Basicamente, nosso plano de vida está organizado de modo que a luz (consciência, amor) possa crescer dentro de nós. Podemos assim confiar serenamente em nossa orientação interior.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Decido, em essência, dar um passo em direção à luz. Enfrento com coragem as coisas que estão no meu caminho de vida, pois posso confiar na orientação do meu Eu…

Ver o post original 40 mais palavras

Contos de Curar – As Três Crianças


Era uma vez uma criança que só era feliz dormindo e sonhando que era feliz.

Certa vez, em um dos sonhos, ela sentiu uma dor aguda e ao mesmo tempo profunda, no coração. A dor signo-escorpiaoera tão envolvente, que ela demorou a perceber que se tratava da picada de um escorpião. Era tão intenso o veneno do escorpião, que a criança acreditou estar condenada, e condenada por algo muito terrível que sabia que tinha feito. A partir da picada do escorpião, fosse  em sonho, fosse acordada, a criança achava que sabia a causa de tudo, e que tudo o que acontecia era por sua causa: – Aconteceu algo terrível! – deve ter sido por minha causa; Houve grande júbilo, beleza e festa – por minha causa; a realidade do mundo é só tristeza, por minha causa. Sonhar e acordar quase perderam o limite entre si, para a criança, que sentia e causava dor.

Muitos tempos e tempos passaram enquanto a criança ia de cidade em cidade, conhecer médicos e tomar remédios que a curassem do mal que portava e que já estava se acostumando a carregar…

Um certo dia, quando a criança já estava acostumada com a sofisticação medicinal (e  com a incredulidade diante de tanta sofisticação sem nenhum resultado) e caminhava na borda do mato, a criança viu outra criança… Era uma criança estranha, diferente, quase feia, mas era criança e queria brincar. E a criança ferida no coração aceitou brincar um pouco, até porque era algo novo, diferente de tudo o que já havia visto, e que veio só por sua causa.

As crianças entraram no mato e brincaram até esquecer da hora. Quando teve sede, a criança ferida no coração aceitou beber um pouco da bebida que a criança estranha trazia. Algo muito assustador aconteceu: ao levantar seus olhos e respirar a criança ferida viu a verdadeira identidade da criança estranha. Era uma cobra ou uma criança? Era uma criança cobra-pajé.

A bebida que a criança cobra-pajé serviu à criança ferida, fez acender luzes na mata, com a mata verde iluminada, a criança ferida pôde ver um imenso escorpião com a pinça presa em seu coração. O mais curioso dessa revelação é que o escorpião era uma criança escorpião, e pedia para ser retirado dali, pois estava preso e na verdade não conseguia sair.

Quando finalmente a criança escorpião saiu da incômoda posição, as três crianças sentaram-se juntas para matar a sede, a criança sem ferida, a criança cobra-pajé e a criança escorpião. A criança escorpião contou a estória verdadeira, que fora enviado para acordar os mundos dos sonhos falsos, e que ao firmar a pinça no coração da criança e impor-lhe o seu veneno, com o seu ferrão de mortes que acordam de sonhos falsos, não conseguiu retirar a pinça e se soltar. E contou também que o único médico que podia tratar esse tipo de ferida era a criança cobra-pajé. A criança que já não era ferida ficou feliz, conhecendo a verdadeira felicidade que a mata verde  iluminada mostrava. A criança cobra-pajé revelou que era uma cobra jiboia e engoliu o mundo.

Contos de Curar – As Três Crianças – Márcia Cristina Nogueira, terapeuta holística.

A Alegoria da Caverna, de Sócrates


A Alegoria da Caverna – texto extraído do livro A República, de Platão (514a-517c).
mitodacaverna2
Sócrates: Agora imagine a nossa natureza, segundo o grau de educação que ela recebeu ou não, de acordo com o quadro que vou fazer.
Imagine, pois, homens que vivem em uma morada subterrânea em forma de caverna. A entrada se abre para a luz em toda a largura da fachada. Os homens estão no interior desde a infância, acorrentados pelas pernas e pelo pescoço, de modo que não podem mudar de lugar nem voltar a cabeça para ver algo que não esteja diante deles. A luz lhes vem de um fogo que queima por trás deles, ao longe, no alto. Entre os prisioneiros e o fogo, há um caminho que sobe. Imagine que esse caminho é cortado por um pequeno muro, semelhante ao tapume que os exibidores de marionetes dispõem entre eles e o público, acima do qual manobram as marionetes e apresentam o espetáculo. 
 
Glauco: Entendo Sócrates: 
 
Então, ao longo desse pequeno muro, imagine homens que carregam todo o tipo de objetos fabricados, ultrapassando a altura do muro; estátuas de homens, figuras de animais, de pedra, madeira ou qualquer outro material. Provavelmente, entre os carregadores que desfilam ao longo do muro, alguns falam, outros se calam. Glauco: Estranha descrição e estranhos prisioneiros! Sócrates: Eles são semelhantes a nós. Primeiro, você pensa que, na situação deles, eles tenham visto algo mais do que as sombras de si mesmos e dos vizinhos que o fogo projeta na parede da caverna à sua frente? Glauco: Como isso seria possível, se durante toda a vida eles estão condenados a ficar com a cabeça imóvel? Sócrates: Não acontece o mesmo com os objetos que desfilam? Glauco: É claro. Sócrates: Então, se eles pudessem conversar, não acha que, nomeando as sombras que vêem, pensariam nomear seres reais? 
 
Glauco: Evidentemente. 
 
Sócrates: E se, além disso, houvesse um eco vindo da parede diante deles, quando um dos que passam ao longo do pequeno muro falasse, não acha que eles tomariam essa voz pela da sombra que desfila à sua frente? Glauco: Sim, por Zeus. Sócrates: Assim sendo, os homens que estão nessas condições não poderiam considerar nada como verdadeiro, a não ser as sombras dos objetos fabricados. Glauco: Não poderia ser de outra forma. Sócrates: Veja agora o que aconteceria se eles fossem libertados de suas correntes e curados de sua desrazão. Tudo não aconteceria naturalmente como vou dizer? Se um desses homens fosse solto, forçado subitamente a levantar-se, a virar a cabeça, a andar, a olhar para o lado da luz, todos esses movimentos o fariam sofrer; ele ficaria ofuscado e não poderia distinguir os objetos, dos quais via apenas as sombras anteriormente. Na sua opinião, o que ele poderia responder se lhe dissessem que, antes, ele só via coisas sem consistência, que agora ele está mais perto da realidade, voltado para objetos mais reais, e que está vendo melhor? O que ele responderia se lhe designassem cada um dos objetos que desfilam, obrigando-o com perguntas, a dizer o que são? Não acha que ele ficaria embaraçado e que as sombras que ele via antes lhe pareceriam mais verdadeiras do que os objetos que lhe mostram agora? Glauco: Certamente, elas lhe pareceriam mais verdadeiras. Sócrates: E se o forçassem a olhar para a própria luz, não achas que os olhos lhe doeriam, que ele viraria as costas e voltaria para as coisas que pode olhar e que as consideraria verdadeiramente mais nítidas do que as coisas que lhe mostram? 
 
Glauco: Sem dúvida alguma. 
 
Sócrates: E se o tirarem de lá à força, se o fizessem subir o íngreme caminho montanhoso, se não o largassem até arrastá-lo para a luz do sol, ele não sofreria e se irritaria ao ser assim empurrado para fora? E, chegando à luz, com os olhos ofuscados pelo brilho, não seria capaz de ver nenhum desses objetos, que nós afirmamos agora serem verdadeiros. Glauco: Ele não poderá vê-los, pelo menos nos primeiros momentos. Sócrates: É preciso que ele se habitue, para que possa ver as coisas do alto. Primeiro, ele distinguirá mais facilmente as sombras, depois, as imagens dos homens e dos outros objetos refletidas na água, depois os próprios objetos. Em segundo lugar, durante a noite, ele poderá contemplar as constelações e o próprio céu, e voltar o olhar para a luz dos astros e da lua mais facilmente que durante o dia para o sol e para a luz do sol. Glauco: Sem dúvida. Sócrates: Finalmente, ele poderá contemplar o sol, não o seu reflexo nas águas ou em outra superfície lisa, mas o próprio sol, no lugar do sol, o sol tal como é. Glauco: Certamente. Sócrates: Depois disso, poderá raciocinar a respeito do sol, concluir que é ele que produz as estações e os anos, que governa tudo no mundo visível, e que é, de algum modo a causa de tudo o que ele e seus companheiros viam na caverna. Glauco: É indubitável que ele chegará a essa conclusão. Sócrates: Nesse momento, se ele se lembrar de sua primeira morada, da ciência que ali se possuía e de seus antigos companheiros, não acha que ficaria feliz com a mudança e teria pena deles? 
 
Glauco: Claro que sim.
 
 Sócrates: Quanto às honras e louvores que eles se atribuíam mutuamente outrora, quanto às recompensas concedidas àquele que fosse dotado de uma visão mais aguda para discernir a passagem das sombras na parede e de uma memória mais fiel para se lembrar com exatidão daquelas que precedem certas outras ou que lhes sucedem, as que vêm juntas, e que, por isso mesmo, era o mais hábil para conjeturar a que viria depois, acha que nosso homem teria inveja dele, que as honras e a confiança assim adquiridas entre os companheiros lhe dariam inveja? Ele não pensaria antes, como o herói de Homero, que mais vale “viver como escravo de um lavrador” e suportar qualquer provação do que voltar à visão ilusória da caverna e viver como se vive lá? 
 
Glauco: Concordo com você. 
 
Ele aceitaria qualquer provação para não viver como se vive lá. Sócrates: Reflita ainda nisto: suponha que esse homem volte à caverna e retome o seu antigo lugar. Desta vez, não seria pelas trevas que ele teria os olhos ofuscados, ao vir diretamente do sol? 
 
Glauco: Naturalmente. 
 
Sócrates: E se ele tivesse que emitir de novo um juízo sobre as sombras e entrar em competição com os prisioneiros que continuaram acorrentados, enquanto sua vista ainda está confusa, seus olhos ainda não se recompuseram, enquanto lhe deram um tempo curto demais para acostumar-se com a escuridão, ele não ficaria ridículo? Os prisioneiros não diriam que, depois de ter ido até o alto, voltou com a vista perdida, que não vale mesmo a pena subir até lá? E se alguém tentasse retirar os seus laços, fazê-los subir, você acredita que, se pudessem agarrá-lo e executá-lo, não o matariam?
 
 Glauco: Sem dúvida alguma, eles o matariam. 
 
Sócrates: E agora, meu caro Glauco, é preciso aplicar exatamente essa alegoria ao que dissemos anteriormente. Devemos assimilar o mundo que apreendemos pela vista à estada na prisão, a luz do fogo que ilumina a caverna à ação do sol. Quanto à subida e à contemplação do que há no alto, considera que se trata da ascensão da alma até o lugar inteligível, e não te enganarás sobre minha esperança, já que desejas conhecê-la. Deus sabe se há alguma possibilidade de que ela seja fundada sobre a verdade. Em todo o caso eis o que me aparece tal como me aparece; nos últimos limites do mundo inteligível aparece-me a ideia do Bem, que se percebe com dificuldade, mas que não se pode ver sem concluir que ela é a causa de tudo o que há de reto e de belo. No mundo visível, ela gera a luz e o senhor da luz, no mundo inteligível ela própria é a soberana que dispensa a verdade e a inteligência. Acrescento que é preciso vê-la se quer comportar-se com sabedoria, seja na vida privada, seja na vida pública. 
 
Glauco: Tanto quanto sou capaz de compreender-te, concordo contigo. 

Para todas as Crianças


Blog do aguaeflor.com.br

98cbw4

Crianças de Luz

Para Todas as Criançasb_astrologia_02[1]

(Autor desconhecido, texto copiado da versão eletrônica do livro As Crianças Índigo – Chegaram as Novas Crianças, de Lee Carroll e Jan Tober)

Chegou o tempo do Grande Despertar. Vocês, que escolheram elevar vossos olhos da obscuridade para a luz, são abençoados a presenciar o acontecimento de um novo dia no planeta Terra. Porque o vosso coração ansiou ver a paz real onde reinava a guerra, mostrar misericórdia onde dominava a crueldade e conhecer o amor onde o temor congelou os corações, vocês são privilegiados para o vosso mundo. A Terra é uma benção para vocês. Ela é vossa amiga e a vossa mãe. Recordem sempre e honrem a sua relação com ela. Ela é um ser que vive, ama e respira, tal como vocês. Ela sente o amor que lhe dão, enquanto caminham sobre o seu solo com um coração alegre. O…

Ver o post original 435 mais palavras

Platinum metallicum – Homeopatia


Metal precioso encontrado junto a ouro e diamante e outros, como paladium e rodium. Inalterável, não é sensível a nenhum ácido.platina-300x300

Pré-psora:

Sensação de abandono, medo da morte, ansiedade pela salvação da sua alma. tem a ilusão de que está só e por sua conta e que não pertence à sua família. Sonhos espantosos e de morte.

Psora:

Defensivo, teme os homens, acredita que não é apreciada, chora à menor reprovação ou por desprezo. Timidez, indecisão e alternância de humor de um dia para o outro. Um dia chora, no outro quer abraaçar todo mundo. Palpitações que agravam com a menstruação.

Sicose:

Ao pensar que tem de se virar por si mesma se elevará em alta conta. Acha que é nobre e tem os que a rodeiam como inferiores mental, físico e socialmente. Tem a ilusão de que familiares e filhos são indignos e inferiores.

A perversão pode chegar à sexual.

Incômodos nas partes genitais como pruridos, picaduras e sensações voluptuosas ao ponto de não suportar o contato com as roupas.

Tem a ilusão que é regida por poder sobre-humano. Avareza, capaz de empregar qualquer meio para obter o que deseja, sem delimitação moral.

Luetismo:

Pode passar à indiferente  para com quem ama, até mesmo à crueldade destrutiva, matar por faca. Sente-se rancorosa, descontente, torna-se misantropa e teme pela salvação da sua alma.

Nariz empinado, canta e dança, destrói objetos, acha tudo estranho, todos estão ali para servi-la, são mentalmente inferiores, sexa os relacionamentos, cultua o corpo, faz penitências delírios com demônios e fantasmas terror á morte.

Orgulho, desdém, abandono, preconceito, raiva, aborrecida, apreciada, homicida, impudica.

Sintomas físicos:

Dores abdominais de cima para baixo.

Dor umbilical irradiando para as costas.

Aborto.

Dormência nos dentes, no cérebro, nas mãos, cãibras articulares e nas mandíbulas.

Dor de cabeça constritiva.

Convulsões.

Derrame cerebral.

Adormecimento da face

Nevralgias.

Fome brusca.

Frio no rosto, pior no lado direito.

Cistos no ovário esquerdo.

Tumores ovarianos e fibromas.

Prolapso do útero

Masturbação precoce.

Transtornos mentais associados à supressão da menstruação.

Menstruação: precoce; adiantada;  profusas; com coágulos; mau cheiro.

Prurido vulvar.

 

 

 

Palladium metallicum – Homeopatia


Metal precioso usado como liga pelos dentistas, é encontrado junto com ouro e platina na natureza mas não é tão nobre ou valioso quanto eles.SONY DSC

Pré -psora:

Tinha a sensação que reinava e era o centro de grande prestígio e reconhecimento de todos.

Psora:

Sente-se incomodado, diminuído, com a sensação de baixa estima por parte da comunidade em que vive, desatendido em suas necessidades e com o ibobe em queda,

Sicose:

Palladium é um medicamento sicótico pois está ligado ao comportamento social.

Luetismo:

Palladium é o similimum do artista, a estrela que sofre ao deixar de brilhar.

Necessidade de aplauso e reconhecimento por essa razão podem optar por viver em locais mais simples, em que possam sobressair, onde não haja concorrência. Vivem papéis, fazem pose e sacrifícios pela aparência.

Como o metal esquecido, cobra aplausos e atenção constantes. Necessita da companhia de outros. Delega seu valor à avaliação de terceiros, aplausos e elogios.

Adulação. Necessidade de colher elogios e reconhecimento, não sendo, sente-se vexado humilhado, diminuído (mesmo que isso de fato não ocorra), reage à indiferença como se insultado e menosprezado.

Sensação de que é mais alto, hipersensível a música

Excentricidade, vaidade, destaque,  adulação, egoísmo, abandono, indignação, orgulho, rejeição.

Sintomas físicos:

Lateralidade direita

Cistos no ovário direito, cólicas, pontadas no umbigo.

Dor cortante no útero após defecar.

Fluxo transparente, pior antes da menstruação.

Metrorragia quando amamenta.

Dentes incisivos salientes, mucosidade espessa, muco viscoso.

Muco viscoso no nariz

Olhos com descoloração azulada em volta

Cefaléia de manhã, de orelha a outra, coriza, prurido, náuseas, após amanhecer e ao ar livre.

Diarréia, prolapso intestinal, constipação intestinal, fezes ressecadas.

Urina pouco por vez, urina sanguinolenta.

Insuficiência respiratória, pontada em dor com respiração profunda.

Ciática do lado direito, dor que sobre dos dedos dos pés.

Dor reumática no ombro direito.

Genitália masculina: ereções incompletas, falta de ereções, muco viscoso.

Piora:

Ciática direita à tarde, noite, pelo frio, movimento ou parado;

Depois de excitação mental, física ou social.

Melhora:

Por toque, pressão, esfregando; ao ar Livre; dormindo.

 

 

Astrologia, 4 Elementos, temperamento e constituição.


Astrologia, 4 elementos,  temperamento e constituição.

Textos antigos ao serem  traduzidos eventualmente sofrem perda de qualidade, por não ser alcançada a alma da linguagem de sua época. Por essa razão – a consideração pela letra sem a consideração do ambiente e contextualização, que influenciam o sentido – foram e são alimentados muitos entendimentos  limitados, por vezes  fatalistas e negativistas acerca da consideração doença x saúde – polaridades de um eixo.

Aqui são considerados, temperamento e constituição, como a influência da natureza codificada fisicamente.

Na astrologia e no holismo, cada parte da totalidade que se relaciona com alguém é sintomática. Um mapa natal mostra sintomas da “doença” que trouxe a alma a esse grande hospital que é o Planeta Terra.

Toda razão de tudo é sempre a cura e reconexão com a fonte emanadora, a completude. As teorias mostram as bases, e na atualidade, na sucessão das experiências humanas percebemos estamos “todos juntos e misturados”, não há um “tipo puro”, aprendendo mesmo que Somos Todos Um.

Empédocles dizia que os polos do eixo saúde x doença é análogo ao eixo amor x revolta (positivo e negativo) e que a diferenciação da doença resultava do ponto do eixo que se localizada a emoção do indivíduo.

“solve et coagula”

Tradicionalmente os elementos primeiro se dividem em dois grupos

Ativos e expressivos  x  Passivos e receptivos

A teoria da polaridade revela que tudo o que fica na parte de cima tem carga positiva e tudo o que fica na parte de baixo tem carga negativa; assim como a lateralidade direita tem carga positiva e a lateralidade esquerda tem carga negativa . Essa estrutura se apresenta em todas as manifestações sistêmica ou orgânicas. Essa teoria está presente em quase todos os estudos sobre quadros de manifestação e evolução das moléstias no organismo humano.

Hipócrates, pai de uma medicina muito mais profunda e abrangente do que a que dispomos na atualidade,  definiu dois tipos físicos humanos fundamentais (Morfologia):

Ativos e expressivos  x  Passivos e receptivos:

  •  Habitus apopleticus ( relativo a pletora – doenças que aumentam o volume do sangue) –  Brevilíneos, musculatura forte – em referência à expressão grega para a energia Apolonia (Deus Apolo) – ATIVOS  (AÇÃO) = POSITIVO – FOGO E AR.
  • Habitus tisicus (relativo a tisis – tuberculose) – Magros, longilíneos, musculatura delgada – em referência à expressão grega para energia Dionísica ( Deus Dionísio) – PASSIVO (REAÇÃO) = NEGATIVO – TERRA E ÁGUA.

A teoria dos polos e suas variações abarcam a teoria dos 4 temperamentos ou humores.

polos

Hipócrates relacionava o homem como o microcosmo e o meio ambiente como macrocosmo. Assim eram levados em consideração o  temperamento do homem e o “temperamento” do ambiente.

Os quatro temperamentos são intimamente ligados ao arranjo físico do planeta e aos compostos orgânicos básicos presentes na atmosfera terrestre. A incidência da energia solar e suas resultantes em conjunto com as poeiras e energias siderais e telúricas proporcionam sobre toda organização e organismos, em composição proporcionada, variando, reorganizando, desdobrando, seguindo a padrões que seguem a uma ordem, à uma inteligência.

Existem várias escolas e teorias no campo da morfologia e psicanálise que se desdobraram dessa conceituação básica.

As  condições emocionais são estágios de enfermidade interior, revelados no comportamento, que podem resvalar no corpo físico.

Há terapias que possibilitam as reorganizações bioquímicas ou eletromagnéticas do organismo humano oferecendo boas respostas em nível físico, emocional e mental . E respostas mais rápidas e efetivas (1 ano) quando em conjunto  com a  revisão alimentar, recreação e nova postura emocional diante das tribulações da vida.

“A vibração energética dos quatro elementos são contrapartes dos quatro elementos materiais físicos, assim como também são a vida, alma, que há por trás deles”  Manley Palmer Hall (1901/1990).

compostos

 

Fire

 

 Os quatro humores ou temperamentos de Hipócrates são observados no metabolismo humano.

 

Os quatro elementos representam  estados humorais, predisposições emocionais dos indivíduos, que precisam estar equilibradas para o perfeito funcionamento do complexo organismo x psiqué.

“Por trás da química, está a força” Dr. William Davidson.

Todos temos as quatro energias atuando como consciências em nosso complexo. O desequilíbrio é o resultado de uma interferência na livre circulação dessas energias, resultando em distorções que se revelam no temperamento do indivíduo, no seu comportamento.

 

Temperamentos – Filosofia e na Astrologia

Predominância do AR Sanguíneo / Sangue

Para eles um pensamento é tão real quanto qualquer objeto material. Vive no reino abstrato do pensamento e a sua atitude natural diante do conflito é distanciar-se dele, observá-lo de fora, elevar-se ou flutuar ao redor dele. São elegantes ao tratar do problema, embora não revelem vão se ressentir com que os ocasionou. Sentem-se refeitos em relacionamentos com pessoas de mentalidade igual e envolvimento social que lhes ofereça canal para a expressão das suas ideias ou algum tipo de trabalho que lhe confira estímulo e liberdade intelectual. Sentem-se bem ao ar puro, como nas montanhas. (Arroyo)

A pessoa sanguínea é alegre e esperançosa; atribui grande importância àquilo que está fazendo no momento, mas logo em seguida pode esquecê-lo. Ela tem intenção de cumprir suas promessas, mas não as cumpre por nunca tê-las levado suficientemente a sério, a ponto de pretender vir a ser um auxílio para os outros. O sanguíneo é um mau devedor e pede constantemente mais prazo para pagar. É muito sociável, brincalhão, contenta-se facilmente, não leva as coisas muito a sério e vive rodeado de amigos. Embora não seja propriamente mau, tem dificuldade em não cometer seus pecados; ele pode se arrepender, mas sua contrição (que jamais chega a ser um sentimento de culpa) é logo esquecida. Ele se cansa e se entedia facilmente com o trabalho, mas constantemente encontra entretenimento em coisas de somenos — o sanguíneo carrega consigo a instabilidade, e seu forte não é a persistência. (Kant)

Predominância do FOGO Bilioso / Bilis Amarela

Permanecer em estado inspirado e excitado é decisivo para a manutenção do  seu interesse. pouca diplomacia diante do conflito, reação de força e energia. É vital o convívio com pessoas e ideias progressistas e trabalhos fisicamente exigente, sentem-se refeitos na luz solar e ao ar livre e meio perdidos durante à noite. (Arroyo)
Dizem do colérico que tem a cabeça quente, fica agitado com facilidade, mas se acalma logo que o adversário se dá por vencido. Que se aborrece, mas seu ódio não é eterno. Sua reação é rápida, mas não persistente. Mantém-se sempre ocupado, embora o faça a contragosto, justamente porque não é perseverante; prefere dar ordens, mas aborrece-o ter de cumpri-las. Gosta de ter seu trabalho reconhecido e adora ser louvado publicamente. Dá valor às aparências, à pompa e à formalidade; é orgulhoso e cheio de amor-próprio. É avarento, polido e cerimonioso; o maior golpe que pode sofrer é a desobediência. Enfim, o temperamento colérico é o mais infeliz por ser o que mais provavelmente atrairá oposição.

(Kant)

Predominância da ÁGUA Fleumático / Fleuma  ou Linfas

Seu estado emocional é que determina seu comportamento, vive em seus sentimentos e necessita do envolvimento emocional intenso. Sua qualidade empática os faz absorver estados emocionais além de si. Necessita relacionar-se com outras pessoas iguais e alcançam melhor forma psíquica e emocional quando em proximidade de água corrente. (Arroyo)

As pessoas com tendência à melancolia atribuem grande importância a tudo o que lhes concerne. Descobrem em tudo uma razão para a ansiedade e em qualquer situação notam de imediato as dificuldades. Nisso são inteiramente o oposto do sanguíneo. Não fazem promessas com facilidade, porque insistem em cumprir a palavra e pesa-lhes considerar se será ou não possível cumpri-la. Agem assim, não devido a considerações de ordem moral, mas ao fato de que o inter-relacionamento com os outros preocupa sobremaneira o melancólico, tornando-o cauteloso e desconfiado. É por essa razão que a felicidade lhes foge.

(Kant)

Predominância da TERRA Melancólico / Bilis Negra

As preocupações com o mundo material e sobrevivência são mais real do que qualquer outro aspecto da vida. Sentem a necessidade de assumirem deveres e obrigações, sentem desafiados a enfrentar o mundo. Necessitam recarregar-se na natureza, pisar no chão, mão na terra, na força do crescimento dos plantas.

(Arroyo)

Fleuma significa falta de emoção e não preguiça; implica uma tendência a não se emocionar com facilidade nem se mover com rapidez, e sim com moderação e persistência. A pessoa fleumática se aquece vagarosamente, mas retém por mais tempo o calor humano. Age por princípio, não por instinto; seu temperamento feliz pode suprir o que lhe falta em sagacidade e sabedoria. Ela é criteriosa no trato com os outros e em geral consegue o que quer, persistindo em seus objetivos, embora pareça ceder à vontade alheia.

(Kant)

Holismo


Holos = Só, inteiro, integral, fonte emanadora de tudo;Uma Flor da Vida
Ismo – sufixo de origem grega que expressa ideologia;

Holismo – em holismo lê-se que o todo, cada organismo, seja celeste, humano, animal, vegetal, mineral, coisas, manifesta-se em cada parte dele mesmo, e cada parte coopera com as outras e com o com a inteireza.

A compreensão desse processo nos guia ao desenvolvimento da postura transpessoal, à cooperação nos processos que se apresentam nos relacionamentos diversos do cotidiano e na busca da conexão com algo além de nós, maior que nós, para cooperar, reassumindo uma função perdida, de uma conexão rompida.
Quando alguém se cura, algo se cura no universo; quando alguém devolve algo ao seu dono ou lugar, em alguma parte do universo algo retoma o seu lugar.

Quanto alguém aceita todas as partes de si mesmo, há a integração, a dinamização para a retomada do processo original.

O Holismo é cura pelo autoconhecimento, que pode ocasionar a cura física, dependendo da vontade de cada um. As terapêuticas aplicadas, astroterapia homeopatia, florais, a recreação, as artes, a filosofia, são recursos auxiliares para cada tipo de cura, na beleza única de cada momento, de cada indivíduo.

Márcia Cristina.

Marcas isentas de insumos e crueldade animal – PEA e PETA.


74689_529186767102429_2085596141_nNesse projeto perfeito e evolutivo que é a vida, cada um caminha em seu próprio passo, rumo às descobertas pessoais, guardadas para cada um a seu tempo.

 

Há muito grandes personalidades compreenderam e deixaram registrado para nós que a natureza não serve ao homem, o homem, cada ser vivo de cada reino da natureza  (mineral, vegetal e animal) é a própria natureza que se reorganiza, então  o que o homem faz ao outro faz a si mesmo.

 

Hoje os veículos de comunicação trazem a realidade e os costumes de outros povos, sociedades  e agrupamentos que desenvolveram uma relação mais ética com a vida e a natureza.

 

Podemos tentar, aos pouquinhos, sem cobranças, nem culpas aprender com eles, mudar a nossa própria realidade e hábitos. Recondicionarmos nossas atitudes diante do todo a que nós mesmos representamos. Não é fácil, nenhuma mudança é, mudança é vontade e repetição. Além do que culpa e cobrança  representam conflitos internos e nada breve e construtivo pode surgir daí.

 

Abaixo seguem listas da PEA –  Projeto Esperança Animal (http://www.pea.org.br), e daPETA – People For The Ethical Treatment Of Animals (http://www.peta.org/international/), com marcas isentas de crueldade animal em seus testes e dentre os seus fornecedores.

 

 

A PEA – Projeto Esperança Animal (http://www.pea.org.br:

Divulga empresas compometidas com a não crueldade animal, desde os testes até os seus fornecedores, nos ramos de higiene e cosmético, no Brasil, são poucas:Lush, Ayurvida, Cassiopéia, Florestas, Welleda, Savonnerie e Surya Henna.

 

Esta outra lista abaixo  informa se a empresa Não Testa em Animais, não considerando a composição dos produtos, nem os atos dos seus fornecedores

Abelha Rainha (cosméticos)

Marcas: Abelha Rainha

Acquaflora (cosméticos)

Marcas: Acquaflora

Adcos (cosméticos)

Marcas: Adcos

Afro Nature (cosméticos)

Marcas: Afro Nature, Keraseal, Nature Color, PHC, Semi di Lino, Top Fruit

Ag Fragrâncias (cosméticos)

Marcas: Ag

Agilise (cosméticos) new

Marcas: Agilise

Água de Cheiro (cosméticos)

Marcas: Água de Cheiro

Akla (cosméticos)

Marcas: Pele Macia, Sliven

Allumé/Sunshine (cosméticos)

Marcas: Sunshine

All Vida (cosméticos)

Marcas: All Vida

Amend (cosméticos)

Marcas: Amend

Amy Nolah (cosméticos)

Marcas: Amy Nolah

Anaconda (cosméticos)

Marcas: Anaconda

Anantha (cosméticos)

Marcas: Anantha

Anna Pegova (cosméticos) new

Marcas: Anna Pegova

Antídoto (cosméticos)

Marcas: Antídoto

Arte dos Aromas (cosméticos)

Marcas: Arte dos Aromas

 

Atelier do Banho (cosméticos)

Marcas: Atelier do Banho

Atol (produtos de limpeza)

Marcas: Atol

Audrei Casatti (cosméticos)

Marcas: Audrei Casatti, Adijú do Brasil

Avora (cosméticos) new

Marcas: Avora

Bel Col (cosméticos)

Marcas: Bel col

Beleza do Bem (cosméticos) new

Marcas: Beleza do Bem

Belofio Cosméticos (cosméticos)

Marcas: Belofio e Vitacalp

Belvittà (cosméticos)

Marcas: Belvittà

Bioart (cosméticos)

Marcas: Bioart

 Bioderm (cosméticos)

Marcas: Bioderm

Bio Extratus (cosméticos)

Marcas: Bio Extratus, Aneethun

BioLogicus (cosméticos)

Marcas: BioLogicus

Bio Manthus (cosméticos)

Marcas: Bio Manthus

Bionatus (medicamentos e alimentos)

Marcas: Bionatus

Bio Scientific (cosméticos)

Marcas: Bioage

 Biozenthi (cosméticos)

Marcas: Biozenthi

Bonyplus (tintura)

Marcas: Beauty Color, Bio Shine, Bony Girls, Fructals, Power Colors

 Botanic (cosméticos)

Marcas: Botanic

Boutique do Corpo (cosmético) new

Marcas: Boutique do Corpo

Br Beauty (cosméticos)

Marcas: Brasil Cacau, Cadiveu Professional, Plástica dos Fios

Bril (cosméticos) new

Marcas: Bril, Dash, Ecologie, Joy, Lysoform

Búfalo (produtos de limpeza)

Marcas: Búfalo, Jet, Bull, Pinho Jet, Soft

BuonaVita (cosméticos)

Marcas: Buonavita

Caleti (cosmético)

Marcas: Bio Power Line’s

Cassiopéia (cosmético, produto de limpeza e suco)

Marcas: Auxi, Bio Wash e Veraloe

Cativa Natureza (cosméticos)

Marcas: Cativa

Cerasmel Relumay (insumos para farmacêutica e cosméticos)

Marcas: Cerasmel, Depil Brasil

Cless (cosméticos)

Marcas: Bigen, Care Liss, Charming, Essenza eLightner

Clorofitum (cosméticos)

Marcas: Clorofitum

Coferly (cosméticos)

Marcas: Santantonio, Soavi Capelli

Condor (higiene oral, vassouras, rodos, esponjas)

Marcas: Condor

Contém 1g (cosméticos)

Marcas: Contém 1g

Contente (higiene oral)

Marcas: Contente

Copeli Cosméticos (cosméticos) new

Marcas: Catharine Hill, Copeli, Julay, Ortera, Petali, Prote & Clean, Via Appia

Copra (alimentícia)

Marcas: Copra

Cosmética (higiene oral, cosmético)

Marcas: Cosmética

Cosinter (cosméticos)

Marcas: Red Aple, Maxi Belle, Maxi Trat

Dahuer (cosméticos)

Marcas: Anasol, OneDay, Aliviosol, Kalasol, Zaz

Davene (cosméticos)

Marcas: Davene, Sun Block

De Sírius (cosméticos)

Marcas: De Sírius

Diva (cosméticos) new 

Marcas: Diva

Driss (cosméticos)

Marcas: Driss, Empório Bothânico

Dr. Tozzi (cosméticos)

Marcas: Dr. Tozzi

Ecoway (produtos de limpeza)

Marcas: Ecoway

Éh Cosméticos (cosméticos)

Marcas: Éh

Elemento Mineral (cosméticos)

Marcas: Elemento Mineral

Embelleze (cosméticos)

Marcas: Afro Hair, Amaci Hair, Fleury, Frizzy Hair, Hair Life, Hannaya, Henê, Idealist, Indian Hair, Lisa Hair, Maxton,  Natucor, Novex, Selise, Sempre Bella, Stillus, Super Relax, Toin, Urban Hair, Yes Color, Young Hair

Emoly (cosméticos)

Marcas: Finally, Miamu, Moranguinho, Moranguinho Baby

Ervalix Brasil (cosméticos)

Marcas: Ervalix Brasil

Essence de La Vie (cosméticos)

Marcas: Essence

Essenze di Pozzi (cosméticos)

Marcas: Essence

Est (cosméticos)

Marcas: Est

Esthetic (cosméticos)

Marcas: Belladonna, Esthetic

Extrato da Amazônia/Natuphitus(cosméticos)

Marcas: Extrato da Amazônia

Extratos da Terra (cosméticos)

Marcas: Extratos da Terra

Extratophlora (cosméticos)

Marcas: Extratophlora

Farmaervas (cosméticos)

Marcas: Farmaervas, Celulan, Toltal Block, Tracta

Feito Brasil (cosméticos)

Marcas: Feito  Brasil

Felicittá Looks (cosméticos)

Marcas: Felicittá Looks

Flores & Vegetais (cosméticos)

Marcas: Flores & Vegetais

Florestas (cosméticos)

Marcas: Florestas

Fri Dog (ração vegetariana para cães)

Marcas: Fri Dog

Gtex Brasil (produtos de limpeza) new 

Marcas: Amazon H2O, Aromas e Encantos, Ufe, Cristal Rosa, Rio, Ruth Care, Urca, Cristal

Gota D’ Orvalho (cosméticos)

Marcas: Gota D’ Orvalho, Marchetti, Toque da Natureza

Gotas Verdes (cosméticos)

Marcas: Gotas Verdes

Granado (cosméticos, bebês, pets)

Marcas: Granado

Grupo Orgânica (cosméticos) new 

Marcas: Orgânica

Guabi (ração para cães e gatos)

Marcas: Biriba, Faro, Fiel, Herói, Natural, Sabor e Vida, Cat Meal, Top Cat, Limpi Cat

Guararapes (cosméticos)

Marcas: Guararapes 

Hair Fly (cosméticos)

Marcas: Hair Fly

Herbia (cosméticos)

Marcas: Herbia

Ikove (cosméticos)

Marcas: Ikove

 I Like Professional (cosméticos)

Marcas: I Like

Jade (cosméticos)

Marcas: Jade

Jarroux (cosméticos) new

Marcas: Jarroux

Joel Aleixo (cosméticos e florais)

Marcas: Joel Aleixo

Impala (cosméticos)

Marcas: Impala

Inspiração Perfumes (cosméticos)

Marcas: Inspiração perfumes

Jeune Fleur (cosméticos) 

Marcas: Felicce

 Jequiti (cosméticos)

Marcas: Jequiti

Koloss (cosméticos)

Marcas: Kloss

Korai (cosméticos)

Marcas: Korai

Kush do Brasil (laboratório)

Marcas: Truss

 Lavalma (cosméticos)

Marcas: Lavalma

L’aqua di Fiori (cosméticos)

Marcas: L’aqua di Fiori

Laszlo (cosméticos)

Marcas: Laszlo

Leite de Rosas (cosméticos) new

Marcas: Leite de Rosas

Loren (cosméticos)

Marcas: Facinatus

 Ludovig (depilação)

Marcas: Depilsam, Évora, Depi Linea

Lunablu (cosméticos)

Marcas: Lunablu

Mahogany (cosméticos)

Marcas: Amyr Klink, Mahogany, Lyoplant, Kevin Nickols

Mairibel (cosméticos)

Marcas: Mairibel

Maquel (cosméticos)

Marcas: Maquel

 

Marie Solti (cosméticos) new

Marcas: Marie Solti

Master Line do Brasil (cosméticos)

Marcas: Belsoft, Skala

Max Love (cosméticos)

Marcas: Max Love

Medicatriz (cosméticos)

Marcas: Medicatriz

Memphis (cosméticos)

Marcas: Alma de Flores, Biocrema, Bouquet de Orquídeas, 4 Estações, Ann Bow, Lavanda Memphis, Senador, Super Original

Metamorfose (cosméticos)

Marcas: Metamorfose

Multi Vegetal (cosméticos)

Marcas: Multi Vegetal

Mutari (cosméticos)

Marcas: Mutari

 Nasha (cosméticos)

Marcas: Elke, Giovanna Baby, Phytoervas

Nativa Biocosméticos (cosméticos)

Marcas: Nativa

 Natura (cosméticos)

Marcas: Natura

Natural D’Gaia (cosméticos)

Marcas: Natural D’Gaia

Natural Line (cosméticos)

Marcas: Natural Line

 Natustrato (cosméticos)

Marcas: Natustrato

Nazca (cosméticos)

Marcas: Acqua Kids, Maxi Color, Maxi Liss, Origem, Plusline, Ravor, Sphere

Niasi (cosméticos)

Marcas: Biocolor, Biorene, Risqué

 

Niely (cosméticos)

Marcas: Niely

O Boticário (cosméticos)

Marcas:  Eudora, O Boticário, Quem Disse, Berenice?, The Beauty Box

OX (cosméticos)

Marcas: Ox

 

Melfe Cosméticos (cosméticos)

Marcas: Payot

Phytotratha (cosméticos)

Marcas: Phytotratha

Preserva Mundi (produtos naturais)

Marcas: Preserva Mundi

Prolev (suplemento, redução de peso)

Marcas: Guaraná, Levedura, New Diet, Sust´Up

Qod (cosméticos)

Marcas: Qod

Racco (cosméticos)

Marcas: Racco

Raisa Armazém do Banho (cosmético) new 

Marcas: Raisa Armazém do Banho

Reserva Folio (cosméticos)

Marcas: Reserva Folio

Royal Shower (cosméticos para pet)

Marcas: Reserva Folio

Sabão Mauá (produtos de limpeza)

Marcas: Royal Shower

Santé Cosmética (cosméticos)

Marcas: Santé

Schraiber (homeopatia, florais, fitocosméticos, suplementos)

Marcas: Schraiber

Sensória (cosméticos)

Marcas: Sensória

Shizen (cosméticos)

Marcas: Lightner, Traty, Essenza, Charming

Skafe (cosméticos) new 

Marcas: Skafe

 

Speciallita (cosméticos) new 

Marcas: Speciallita

Sther (cosméticos)

Marcas: Loryz, Maxsther, O2, Suavity

Surya Henna (cosméticos)

Marcas: Surya Henna, Orgânica de Frutas, Amazônia Preciosa, Sapien

Terractiva (cosméticos)

Marcas: Terractiva

Theraskin (cosméticos) new 

Marcas: Theraskin

Theriaga (cosméticos e medicamentos naturais) new 

Marcas: Theriaga

 Total Química (produtos de limpeza e produtos para pet)

Marcas: Sanol

Trilogia (cosméticos)

Marcas: Trilogia, Nat Elements

Truss Cosméticos (cosméticos)

Marcas: Truss

Unisoap (cosméticos)

Marcas: Francis

Van’Art (cosmético)

Marcas: Van’Art

Valmari (cosméticos)

Marcas: Valmari

Veer Cosméticos (cosméticos)

Marcas: Verr

Verdi Cosméticos (cosméticos)

Marcas: Verdi

Vinotage (cosmético)

Marcas: Vinotage

Vitturia (cosméticos) new 

Marcas: Vitturia

Vita-a (cosméticos)

Marcas: Fio & Ton, Guanidina, Keraflex, Nippon, Omega Plus, Texture, Vita-a

Vita Derm (cosméticos e tintura)

Marcas: Vita Derm

Vital Natus (produtos naturais e suplementos)

Marcas: Vital Natus, Body Power, Perfect Care, Vital Summer

Vizcaya (cosméticos)

Marcas: Vizcaya

Vizeme (cosméticos) new

Marcas: Vizeme

Vult (cosméticos)

Marcas: Vult

Yamá (cosméticos)

Marcas: Depil Mist, Fragê, Yamá, Yamafix, Yamasterol

Yes Cosmetics (cosméticos)

Marcas: Yes Cosmetics

Ypê (produtos de limpeza)

Marcas: Holos, Ypê, Tixan

Ytra (cosméticos)

Marcas: Ytra

Wanna Cosmetics (cosméticos)

Marcas: Wanna

Weleda do Brasil (cosméticos)

Marcas: Weleda

 

 

 

Peta – People For The Ethical Treatment Of Animals (http://www.peta.org/international/):

Empresas  no Brasil isentas de crueldade animal em seus testes e entre seus fornecedores, segundo a Peta:

 

  • Aromi
  • Australian Brush Flowers Essences
  • Aviva Labs
  • Bella Mira Essential Oils
  • blinc
  • Cuccio Naturale
  • IAH Cosmetics
  • Keys Soap
  • Lime Crime
  • LUSH
  • Nurture My Body
  • Odacité
  • Orglamix
  • Paul Mitchell
  • Rejuvi
  • Schraiber
  • Smashbox Cosmetics
  • Sugarpill Cosmetics
  • Surya Brasil
  • Talia BioCosmetics
  • Toofaced Cosmetics
  • Urban Decay

 

 

Read more: http://www.petalatino.com/features/busca-empresas-libres-de-crueldad/#ixzz3Nhq34qPW

 

Namastê!

 

Márcia Cristina.

Fluindo naturalmente com Rock Water


Rock Water – a essência da flexibilidade

No estado positivo despertado pelo Floral Rock Water, conseguimos perceber melhor e admitir as nossas necessidades vitais. Podemos produzir mais, sem forçar a um objetivo idealizado que não condiz com a realidade, alcançando uma conduta natural e fluídica com relação ao ambiente.

Sua origem á a água proveniente de fontes naturais em áreas não tocadas pela civilização, ou seja, água de memória pura, atributos originais, sem influências. Circundam as rochas rígidas do percurso e seguem tranquilamente com seu fluxo. Por isso esse floral se relaciona com as qualidades interiores de adaptabilidade, naturalidade e liberdade interior.

Precisamos de Rock Water quando nos percebemos presos à ideias teóricas rígidas que nos impedem de viver e relacionar naturalmente, com elevados ideais espirituais, diretrizes morais e conceitos perfeccionistas de saúde, negando a nós mesmos muitas coisas que tornam a vida de cada dia agradável e divertida, na crença de que elas não se coadunam com a visão rígida e, muita vez, positivamente ascética, da vida.

copy-copy-copy-folha

A descrição de Dr. Bach:pedra dágua

Para aqueles que são muito rígidos em sua maneira de viver. Negam a si mesmos muitas alegrias e prazeres da vida, pois consideram que podem interferir em seu trabalho.São mestres inflexíveis para si mesmos. Desejam estar bem, fortes e ativos e farão de tudo que acreditam para se manterem assim. Esperam ser exemplos para os outros, que devem , por isso, seguir suas ideias e, como resultado, ficarem melhores.

copy-copy-copy-folha

Por Mechthild Scheffer:

As pessoas do tipo Rock Water querem sempre estar na melhor forma, tanto mental quanto física, e seguirão com entusiasmo todo o curso que puder leva-los a esse resultados e ainda espera que os demais adotem suas ideias, de modo que estes também encontrem “o caminho certo”.

Muitas pessoas do tipo Rock Water querem ser santos enquanto ainda estão na terra. Estabelecerão para si mesmos padrões de princípios elevados, sobretuto os que são, de certo modo, tangíveis e podem ser eliminados. Passarão, por exemplo, horas do dia praticando exercícios de ioga, aderirão rigorosamente a princípios macrobióticos, ou farão orações rituais específicas onde quer que estejam.

Suas teorias e ideias extremamente ambiciosas caracterizam-se amiúde por derivar de tradições antigas, que realizaram grandes coisas em seu tempo e em seu lugar, mas que, já não sendo compatíveis com o século XX, são, portanto, difíceis de por em obra. As pessoas no estado negativo de Rock Water, não se dão conta disso e torturam-se com censuras dirigidas a si mesmos quando as exigências da monótona vida quotidiana lhes tornam impossível cumprir a sua quota diária de treinamento. Isto naturalmente, lhes prejudicará mais o desenvolvimento do que horas de respiração, oração, meditação, etc., seriam capazes de contrabalançar.

Há um mal entendimento que os leva a uma  voluntariedade excessiva e um enfoque material errado. A personalidade deseja forçar o desenvolvimento espiritual, egoisticamente, confundindo o efeito externo com a causa interna. Não percebe que o efeito externo, como seria, por exemplo uma mudança no estilo de vida, surgirá por si, depois que se oferecerem as condições interiores para isso. Esqueceu que certas formas de vida são a consequência e não a causa, do crescimento espiritual.

Ao querer por em execução mudanças externas que contrariam o propósito íntimo da alma, a personalidade luta com o Eu Superior, em vez de deixar-se guiar por ele. Mais do que tudo, deixa de compreender que não conseguirá o domínio de si mesma, tentando concentrar-se em si, senão, pelo contrário, esquecendo-se no serviço de outros.

As pessoas no estado negativo de Rock Water precisam ser estimuladas a encarar a sua verdadeira personalidade frente a frente, cientes de que ninguém é perfeito e renunciar a teorias impraticáveis na nossa realidade.

Sintomas chave

Para os que são duros consigo mesmos, têm opiniões rigorosas e rígidas; necessidades internas suprimidas.

Sintomas devido ao bloqueio de energia

  • Grande perfeccionista
  • Submete a vida a teorias dogmáticas e as vezes a ideias exagerados.
  • Nega-se a si mesmo muita coisa, na crença de que não é compatível com seu conceito de vida; perde muito do prazer da vida.
  • Duro consigo mesmo,; faz quando lhe é possível para atingir a melhor forma e permanecer nela, autodisciplina.
  • Estabeleceu os padrões mais elevados para si e obriga-se, quase a ponto de chegar ao abandono de si próprio, a viver de acordo com eles.
  • Não se dá conta das compulsões sob as quais vive.
  • Tem um conceito errado de espiritualidade: agarra-se a determinado aspecto acessível – técnica de meditação, dieta especial, etc.) e faz dele uma vaca sagrada.
  • Acredita que os desejos mundanos inibem o desenvolvimento espiritual, deseja ser santo enquanto está na terra.
  • Suprime necessidades físicas e emocionais importantes, nega-se a si próprio.
  • Cai na própria armadilha quando medita , porque “quer” em demasia.
  • Não interfere na vida dos outros, pois está inteiramente preocupado com a perfeição pessoal.
  • Recrimina-se quando se vê incapaz de manter a disciplina imposta a si mesmo.
  • Suas necessidades físicas não estão bem integradas: mulheres frequentemente tem dismenorreia.
  • Muita tensão no corpo físico – especialmente nos músculos e juntas.

Transformação potencial posterior

  • Idealista de mente aberta; capaz de abrir mão de teorias e princípios, se se vir confrontado com novas introspecções e verdades mais profundas.
  • Não se permite ser influenciado por outros, sabendo que as introspecções certas deverão ser encontradas dentro de si mesmo, no momento certo.
  • Capaz de trazer à fruição grandes ideais.
  • A alegria na vida e a paz interior fazem dele um exemplo natural para os outros.

Medidas de apoio

  • Não se agarre – em nenhum sentido.
  • Permita a si mesmo gozar de mais prazeres e divertimentos comuns.
  • Pratique o exercício de tornar mais clara a distinção entre a teoria e a prática; não subscreva irrestritamente as teorias dos outros, mas julgue por si o que é bom e o que não é.
  • Faça exercícios físicos sem impor regras rígidas

Afirmações positivas para praticar

  • Estou aberto a novas percepções intuitivas e experiências.
  • Dou a todos os aspectos de minha vida o que lhes é devido
  • Deixo as coisas acontecerem.

Florais do Mundo


-Florais Findhorn Flower Essences florals
Site Oficial dos Florais Findhorn Flower Essences
http://www.findhornessences.com

-Florais Franceses DEVA 
Site Oficial dos Florais Franceses DEVA
http://www.lab-deva.com

-Florais Healing Herbs 
Site Oficial dos florais de Julian Barnard
http://www.healing-herbs.co.uk

-Florais Korte Phi 
Site Oficial dos Florais Korte Phi
http://www.kortephi.com

-Florais Living Light Energies 
Site Oficial das essências Living Light Energies
http://www.livinglight.ca

-Florais Master Flower Essences 

Site Oficial das essências Master Flower Essences
http://mastersessences.com

-Florais da Anaflora 
Site Oficial dos Florais da Anaflora
http://www.anaflora.com

-Florais da FES – Californianos
Site Oficial da Flower Essences Services – Californianos
http://www.floweressence.com

-Florais da Holanda 
Site Ofical dos Florais da Holanda
http://www.bloesem-remedies.com

-Florais da África do Sul
Site Oficial dos Florais da África do Sul
http://www.safloweressences.co.za

-Florais de Bach Originais 
O site Oficial do Bach Centre e da Fundação Bach, na Inglaterra.
http://www.bachcentre.com

-Florais de Raff 
Site oficial dos Florais de Raff
http://www.raff.com.ar

-Florais do Alasca 
Site oficial dos florais do Alasca
http://www.alaskanessences.com

-Florais do Deserto 
Site Oficial dos Florais do Deserto
http://www.desert-alchemy.com

-Florais do Himalaya 
Site Oficial dos Florais do Himalaya
http://www.himalaya.com.au

Sistema Florais Brasileiros

-Florais de Minas 
Site Oficial dos Florais de Minas
http://www.floraisdeminas.com.br

-Florais do Sul 
Site Oficial dos Florais do Sul
http://www.floraisdosul.com.br

-Florais Filhas de Gaia
Site oficial das Essências Florais Filhas de Gaia
http://www.filhasdegaia.com

Lua Minguante – Natureza e Ciclos Internos


A Lua influencia os processos líquidos na Terra, nos reinos mineral, vegetal e animal. A maré fica rasa, a seiva da planta vai para a raiz, então é hora de colher raízes.

Essa fase lunar é semelhante ao outono, pois apresenta um recolhimento, a luz está minguando. Em nós humanos, quando buscamos a sincronicidade com os processos naturais, podemos fazer esse recolhimento e olhar as necessidades internas, aquelas que reprimimos para estar em conformidade com a “exigência social”. Em nosso corpo o outono ou a Lua Minguante propõe esse recolhimento e também o contato com a a profundidade da Terra, o nosso descer para a raiz.

Descendo à raiz, a força criadora é aumentada,  terra é criatividade e se expressa também na energia sexual que a força da criação.

Essa fase lunar, outonal, pré invernal, seguimos ao encontro  dos fatores internos de repressão. Eles cristalizaram, em boa parte pela razão de estarmos num contexto social de bloqueio da espontaneidade e  orientado para a falta de sintonia com as experiências internas naturais. Assim negada, a força criadora acaba por se desqualificar e influenciar ou favorecer a comportamentos, intenções, ações e criações confusas, de baixa expectativa.

Lua Minguante vivenciada com consciência é favorável à nossa ânima, aquela que se dedica à sincronização com os processos naturais, uma descida amorosa em direção as  raízes, aos arquivos rejeitados, nessa descida, podemos olhar de novo sob uma nova perspectiva, requalificando memórias, reintegrando experiências. Assim cumprimos com a nossas ocultas, silenciosas, sublimes, doces e esplendorosas missões.

Márcia Cristina.

bruxa_lua_crescente_chuva

Lua Cheia – Natureza e Ciclos Femininos


A coragem para sair de dentro de si, doar, cria nova realidade para si mesma.
Partilha

Meditar é bom sempre. Meditar com as  Luas é melhor. Na super lua é melhor ainda!

 

A Lua rege as águas. A água rege a memórias relativas à criação e perpetuação, fertilidade e, embora sejam atributos considerados dentro de uma esfera feminina, esse pensamento é limitado e incompleto!

No corpo do homem, a fertilidade ou saúde reprodutora é afetada de forma direta pelos problemas urinários e é a partir dos rins que saem todos os canais de energia fluídica do corpo humano. Um rim é regido pela força feminina e o outro pela força masculina e ambos representam  a memória ancestral e fazem a filtragem do líquido no corpo.

Na astrologia a lua representa se relaciona com nossa memória passada e infância, e interfere na nossa capacidade de adaptabilidade no mundo. E o trabalho emocional ainda é muito precário entre os homens.

Amanhã a Lua vai chegar ao ponto mais próximo da Terra: as marés sobem… momento que pede sensibilidade e suavidade, para receber o que vem à tona, para perceber o recado que trazem os presentes trazidos à superfície. Reavaliações.

Para uma boa analogia, saibamos que nessa época são colhidas as plantas medicinais.

Ponto máximo de influência da Lua sobre a Terra, a Lua Cheia representa a abundância, fertilidade, que se reflete nos líquidos dos corpos, nas marés e seivas das plantas.

Nessa sincronicidade com a abundância da Lua Cheia, temos a capacidade de empatia e partilha aumentada. Se isso é conduzido com harmonia, podemos ter boas trocas e novas percepções sobre as coisas.

Se há aspectos interiores que precisem ser harmonizados, ocorrem reações emotivas e, geralmente nas mulheres as lágrimas, aparentemente sem explicações, dado o potencial de empatia e envolvimento.

Os diversos organismos vivos se organizam ao ponto da sincronicidade  com os ciclos da natureza, que recebem influência direta do Sol e da Lua. A Lua Cheia é o verão da Lua, quando o Sol com sua luz e calor toma todo o disco visível da Lua… as marés sobem. E as marés terrestres também sobem, pois boa parte do interior da Terra está na forma pastosa e os continentes bóiam sobre essa pasta. Teu chão tá firme? São grandes as influências.

 

Assim é a cura pelo holismo, uma consciência de pertencimento e sincronicidade, onde tudo se reflete em tudo.

Beijos enluarados!

Márcia Cristina.

lua cheia fadas

As 5 medicinas, ou modo de curar, segundo Paracelso.


capa paracelso

A seguir transcrições do livro A Chave da Alquimia, de Paracelso, traduzido por Antonio Carlos Braga – por onde o senso investigativo que complementa a natureza curadora do terapeuta pode, por bem, passar.

 

copy-copy-copy-folha

 

” 1. MEDICINA NATURAL: concebe e trata as enfermidades como ensina a vida, a natureza das plantas, e conforme o que convém a cada caso por seus símbolos ou concordâncias. Assim curará o frio pelo calor, a umidade de pal secação, a superabundância pelo jejum e o repouso e a inanição pelo aumento das comidas. A natureza dessas afecções ensina que as mesmas devem ser tratadas pela aplicação de ações contrárias. Avicena, Galeno e Rosis foram alguns defensores e comentaristas desta teoria.

copy-copy-copy-folha

2. MEDICINA ESPECÍFICA: os que defendem e pertencem a esse grupo tratam as doenças pela forma específica ou entidade específica (Ens specificum). O Imã, por exemplo, atrai o ferro não por meio de qualidade elementares, mas através de forças e afinidades específicas. Os médicos deste grupo curam as enfermidades pelas forças específicas dos medicamentos correspondentes. Também pertencem a esse grupo aqueles que fazem experiências, chamados por alguns empíricos, com justa razão. Finalmente, também entre os naturalistas, aqueles que fazem e receitam purgantes, já que estes impõem forças estranhas que derivam do específico, completamente fora do material, saindo de um grupo para entrar em outro.

copy-copy-copy-folha

3. MEDICINA CARACTEROLÓGICA OU CABALISTA: aqueles que a exercem curam as doenças pelo influxo de certos signos dotados de um estranho poder, capazes de fazer correr aqueles que se manda, e dar-lhes ou tirar-lhes determinados influxos ou malefícios. Isto também pode ser feito através da palavra, sendo em conjunto um método eminentemente subjetivo. Os mestres e autores mais destacados desse grupo foram Alberto, O Grande, os astrólogos, os filósofos e todos aqueles dotados do poder da feitiçaria.

copy-copy-copy-folha

4. MEDICINA DOS ESPÍRITOS7 : seus médios cuidam e curam as enfermidades mediante filtros e infusões que coagulam os espírito de determinadas ervas e raízes, cuja própria substância foi anteriormente responsável pela doença (similia similibus curantur). Acontece a mesma coisa um juiz, tendo condenado um réu, se transforma posteriormente na sua única salvação, já que só através de seu poder e de suas palavras poderá obter novamente a liberdade. Os enfermos que padecem dessas doenças podem se curar graças aos espíritos dessas ervas, conforme está escrito nos livros desta seita e da qual fizeram parte grande quantidade de médicos famosos como Hipócrates e todos de sua escola.

copy-copy-copy-folha

5. MEDICINA DA FÉ: aqui a fé é usada como arma de luta e de vitória contra as doenças. Fé do doente em si mesmo, no médico, na disposição favorável dos deuses e na piedade de Jesus Cristo. Acreditar na verdade é causa suficiente para muitas curas. neste assunto temos a vida de Cristo e de seus discípulos como melhor exemplo.8

copy-copy-copy-folha

7 Espírito não na acepção literária ou filosófica moderna, mas como essência de toda a vida ou impulso animado ou inanimado (spiritu) por isso não podemos chamar os médicos desta escola espiritual de espiritistas, nem de médicos do espírito, mas “pelo “espírito.

8 As cinco divisões de Paracelso tem sua projeção exata na atualidade, feitas as naturais descultas pelo enfoque e a distância: assim os naturalistas não passam de velhos médicos rurais sem livros, instrumentos, e tão cheios de prudência e indiferença, como de confiança na natureza e nos remédios elementares caseiros. Os especifistas são os farmacoterapeutas alopatas dos nossos dias. Nos caracterólogos da magia negra encontramos os neurologistas, psiquiatras e psicanalistas. Os espiritualistas são os antepassados diretos dos especialistas em química biológica, dietólogos, vitaministas e, de certo modo também os homeopatas e alergistas. Enquanto aqueles que curam pela fé, vemos bem que sua atualidade continua e continuará eternamente em seus diferentes rasgos científicos cujas classes não vamos enumerar aqui porque o leitor sabe perfeitamente quem são.” 

copy-copy-copy-folha
Gratidão,

Márcia Cristina.

Dr. Edward Bach


Dr. Edward Bach, médico, bacteriologista, fisiologista, patologista e homeopata nos anos 30 saiu em campo –  experimentou, investigou e catalogou, um sistema completo de cura dirigido inteiramente à personalidade, ao humor, ao aspecto emocional  ou aos estados emocionais a que todos estamos sujeitos – e criou os medicamentos, as Essências Florais de Bach, ou Sistema Floral de Bach.

DrBach2

Na década de 20, Dr. Bach era um médico homeopata reconhecido, trabalhando com uma equipe de assistentes. Desenvolveu os 7 Nosódios de Bach, usados para tratar diferentes doenças. Já havia sido indicada por Hahnemann a idéia de que existia uma associação entre personalidade e fatores físicos. Dr. Bach queria entender o Ser como um todo e escreveu que o objetivo do médico deveria ser, mais do que a cura, a prevenção das doenças. Para ele era claro que o corpo humano não deveria ser visto pela medicina como um campo de batalha. Em um discurso feito à Sociedade Homeopática em 1920, Dr. Bach já demonstra certa crítica à maneira como suas vacinas estavam sendo usadas: o médico queria um remédio fácil de ser prescrito, enquanto os laboratórios queriam fabricar remédios em grande escala e vendê-los.

Dr. Bach gozou de vários anos de pesquisa bem sucedida e reconhecida. Seu trabalho lhe trouxe fama e um alto estatuto profissional, tanto entre médicos ortodoxos como homeopáticos. Agora ele tinha criado uma abordagem totalmente nova de cura que se concentravaDrBach5 exclusivamente nas emoções e na cura espiritual em vez do enfoque usual nos sistemas físicos. Em dado momento, discordando de princípios burocráticos que permeavam medicina, abdicou da carreira formal e se dedicou ao aperfeiçoamento do seu sistema de cura e após a conclusão deixou esse mundo. Segundo os registros, Dr. Bach, apesar de ser desenganado por médicos e ter a expectativa de poucos meses, viveu na verdade por mais 19 anos e partiu tranquilamente após a conclusão do seu trabalho com os florais.

Bem distante da figura esotérica e mística, Dr. Bach se afigurava como uma pessoa comum, jogava futebol com as crianças, promovia cantoria num Pub que frequentava e tinha por hobby construir seus próprios móveis de madeira. ” (Bach Centre)

 

 

 

 

A casa do Dr. Bach

Casa_bach_2

Vantagens da Homeopatia – texto de domínio público


“Vantagens da Homeopatiahomeopathic_medicine_2

domínio público

CONHEÇA ALGUNS BENEFÍCIOS DA HOMEOPATIA

– Reorganiza a saúde humana conforme as leis básicas da natureza.

– Fortalece o sistema imunológico e previne doenças agudas.

– Facilita o tratamento das doenças crônicas.

– Favorece o aprendizado em todas as etapas e idades da vida.

– Resolve traumas mentais e emocionais antigos e recentes.

– Evita o uso de drogas e facilita o tratamento de vícios.

– Harmoniza a pessoa e reduz os índices de violência.

– Reequilibra a genética humana.

– Ajuda a manter o ser vivo – saudável.

– Possibilita que as pessoas tomem mais consciência de seus atos.

– Permite o aumento da qualidade de vida.

 Propicia o rejuvenescimento em qualquer fase da vida.

– Diminui a incidência de epidemias e doenças em todos os reinos.

– Integra os seres vivos entre si, permitindo um convívio equilibrado.

– Os remédios são extremamente baratos e sem resíduos químicos.

– Não polui o meio ambiente e reorganiza os ecossistemas em geral.

– Complementa o sistema de saúde vigente.

História da homeopatia brasileira

A homeopatia vem sendo usada e praticada pelos brasileiros como domínio doméstico, familiar, caseiro e público em geral, – a partir da segunda metade do século XIX – desde 1850, todo o século XX e no início atual XXI. (ver foto lado)

Em 1980 – como o CFM reconheceu a homeopatia como uma especialidade médica – os médicos homeopatas tentaram reivindicar a exclusividade desta ciência para a classe médica.  Durante uma mais de uma década houve inúmeras denúncias de “Associações de médicos homeopatas” visando suprimir ensino da Homeopatia pela Universidade Federal de Viçosa e apoiado pela ATENEMG. Finalmente a Justiça – Procuradoria da República – em decisão histórica – “resolveu que a homeopatia não é uma prática exclusiva dos médicos”.

Também a AÇÃO CIVIL PÚBLICA Nº 2006.71.00.033780-3/RS provocada pelo SIMERS – Sindicato Médico do Rio Grande Do Sul – A Advocacia Geral da União – Governo Brasileiro – afirmou: “Com relação à homeopatia o seu exercício por profissionais não-médicos está previsto pela Lei n° 5.991/73”. Porto Alegre, RS. 21/09/2009.

Estas duas determinações da Justiça Federal Brasileira – confirmaram o uso popular e secular da homeopatia no Brasil há quase dois séculos. Assim, hoje – qualquer pessoa pode estudar e praticar a homeopatia -, com base nas decisões da Justiça Federal e da Lei 5991, na Portaria 971 do MS, na instrução normativa 007 do M. A. e nas normas do Ministério do Trabalho. C.B.O. “

          

Oak – do lutador por dever, para o guerreiro sereno


OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

Qual a verdade que preciso compreender melhor?

Claro que é correto cumprirmos nossos deveres na vida e honrarmos as promessas que fizemos aos outros. O compromisso supremo, porém, é como nosso Eu Superior e consiste na decisão de cumprirmos nosso plano individual de vida. Quando nos entregamos plenamente à nossa orientação interior e desenvolvemos por igual todos os aspectos do  nosso ser, podemos honrar nossos compromissos com mais alegria e leveza.

Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?

Decido cooperar com meu Eu Superior e levar em conta todos os impulsos que vêm do meu interior ao tomar decisões relacionadas às minha ações. Assim torna-se mais fácil para mim cumprir meus deveres.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Oak:

Eu vejo a vida de modo menos severo. Não me coloco mais sob tanta pressão. Sou mias criativo ao organizar a minha vida.

 

Crab Apple – Da compulsão pela ordem, para a ordem interior


20120816_145107_crab-apple-flor

 

 

Qual a verdade que preciso compreender melhor?

A ordem e a perfeição divinas não são algo estático, mas um processo harmônico em eterno movimento, no qual cada detalhe envolve contante mutação. O que hoje parece perfeito (por exemplo, uma casa pronta), há pouco ainda não estava perfeito (o local da obra)  e logo não estará mais perfeito (o tempo causará o desgaste). Quanto menos nos apegamos aos detalhes exteriores e vibramos com os ritmos e padrões mais e elevados da ordem, tanto mais esses padrões ancoram-se dentro de nós e mostram-se externamente.

Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?

Decido deixar de lado minhas noções limitadas de ordem e pureza e, em vez disso reconhecer cada vez mais os princípios mais elevados da ordem cósmica e vibrar com eles.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Crab Apple:

Encaro com mais facilidade as aparentes imperfeições do cotidiano e do meu corpo. Reconheço cada vez mais os princípios superiores da ordem e sinto alegria com isso.

 

Limpeza do fígado e vesícula, com Dra. Hulda Clarck


Há testemunho positivo deste  interessante tratamento, retirado do Livro da Dra. Hulda Clarck , esta que figura dentre pesquisadores de saúde constantes da lista de desconsideração da ciência.

Clark iniciou seus estudos em biologia na Universidade de Saskatchewan, no Canadá, onde foi agraciada com o Bachelor of Artsmagna cum laude , e Master of Arts com diploma de Altas Honras na biologia.
Após dois anos de estudo na Universidade de McGill, ela frequentou a Universidade de Minnesota, estudando biofísica e fisiologia celular. Ela recebeu seu doutorado em 1958 pela Universidade de Minnesota. Sua própria biografia afirma que seu diploma foi em fisiologia, mas o Registro da Escola Superior de Graus Ph.D. conferido pela Universidade de Minnesota, Julho 1956-Junho de 1966, afirma que ela recebeu um Ph.D. em 1958 com uma especialização em zoologia e um menor em botânica, não em fisiologia como ela afirma.
Foi diplomada em Naturopatia na extinta Faculdade Clayton de Saúde Natural, uma escola que não tinha crédito de nenhuma agência  reconhecida pelo Departamento de Educação dos EUA.
Suas declarações e obras foram questionadas e desacreditadas. Era o que havia de necessário  a expor, antes de divulgar o tratamento a seguir.
Enfim,
este método foi retirado do livro “A cura para todas as enfermidades”, da Dra. Hulda Clark. Esta limpeza é simples mas funciona e deve ser seguida à risca para que o resultado seja alcançado com sucesso. Ela limpa o fígado e a vesícula e pode evitar a retirada cirúrgica da vesícula biliar.

Eis alguns sintomas de quem tem problemas na vesícula ou no fígado:

• Dificuldade para digerir comidas oleosas.

• Sono e/ou peso após as refeições com comidas que contêm gordura(carne, pequi, fritura, cozidos com óleo, abacate, etc.).
• Mau humor e irritabilidade frequentes.
• Manutenção de uma alta taxa de glóbulos brancos (os leucócitos, entre eles os eritrócitos, linfócitos e neutrófilos).
• Febre interna frequente.
• Sistema imunológico deficiente contra infecções.
• Baixa capacidade de proteção do corpo.
• Retorno de sintomas de doenças.
A limpeza é recomendada para casos clínicos hepáticos envolvendo o fígado ou a vesícula, fígado “gordo”, síndrome do intestino irritado, inflamação dos intestinos, colite, intolerância a alimentos, dificuldades digestivas e outros relacionados ao sistema digestivo inferior.
É comum muitas pessoas, incluindo crianças, terem pequenas pedras nos finos dutos do fígado e também armazenadas na vesícula. Algumas desenvolvem alergias ou reações na pele e outras não apresentam quaisquer sintomas. Quando a vesícula é examinada com Raio-X ou outros aparelhos nada é visto, pois na maioria das vezes essas pedras não estão na vesícula e também porque os equipamentos não conseguem detectar corpos muito pequenos ou que não sejam compostos de cálcio.
Existem mais de meia dúzia de variedades de pedras biliares, e a maioria tem cristais de colesterol como núcleo. No núcleo de cada pedra há um aglomerado de bactérias, de acordo com os cientistas.
Com as pedras se acumulando nos dutos, a pressão anterior no fígado se eleva e faz com que ele entregue menos bile e com que possa haver vazamento de bilirrubina para a corrente sanguínea. Com menos bile sendo entregue aos intestinos, menos colesterol deixa o corpo e os níveis de colesterol passam a se elevar bastante. Além disso, essas pedras são porosas e as bactérias, vírus e parasitas que passam normalmente pelo fígado podem se aderir às paredes das pedras, formando focos de infecção interna que fornecem ininterruptamente microorganismos nocivos ao corpo.
Nenhuma infecção estomacal como úlceras ou inchaço intestinal pode ser totalmente curada sem remover essas pedras do fígado.
Para melhores resultados e para evitar um mal-estar após o processo, recomenda-se fazer antes a limpeza de parasitas intestinais seguida da limpeza dos rins e tratamento de cáries.
Independentemente da limpeza dos rins é importante beber bastante água e suco para que todas as toxinas possam ser expelidas (Dra. Clark recomenda as demais limpezas para um processo integral, mas elas não são pré-requisitos desta).
SEGURANÇA DA LIMPEZA Esta limpeza é muito segura. A Dra. Hulda Clark se baseou em mais de 500 casos, incluindo pessoas de mais de 70, 80 anos. Nenhuma teve que ir ao hospital ou relatou dores. Mas pode-se sentir um mal-estar por um ou dois dias após a limpeza, embora em cada um destes casos a limpeza de parasitas foi negligenciada. Após a limpeza de pedras da vesícula e do fígado são esperados os seguintes resultados:
• Desaparecimento de crises hepáticas.
• Desaparecimento de alergias, dores nos ombros, nas partes superiores
dos braços e nas costas, a cada limpeza.
• Aumento da energia para o dia a dia.
• Melhora da digestão.
• Melhora da saúde como um todo, já que a boa digestão é a base da boa
saúde.
A – PREPARAÇÃO PARA A LIMPEZA MATERIAL PARA A LIMPEZA
1) Sal-amargo (ou sulfato de magnésio, sal de epsom ou MgSO4 + 7H2O) – 4 colheres de sopa (60 g);
2) Água mineral (ou água pura) – 3 copos (750 ml);
3) Azeite de oliva (extravirgem, primeira pressão a frio) – ½ copo (125 ml); 4) Limão fresco (qualquer tipo de limão, de preferência orgânico, ou grapefruit) – de 2 a 4 grandes (o suficiente para encher 2/3 de copo com suco,
uns 180 ml);
5) Canudo para ajudar a tomar o óleo(depende da escolha de cada pessoa).
Observação: É melhor lavar os limões antes duas vezes com água quente e
secá-los a cada vez.
Escolha um dia como sábado para a limpeza para descansar no dia seguinte. Não tome qualquer remédio, vitaminas ou pílulas sem os quais você possa ficar, pois eles podem atrapalhar o processo de limpeza. Se estiver fazendo a limpeza de parasitas, pare 1 dia antes. É importante salientar que não se aconselha fazer a limpeza enquanto o estado de enfermidade estiver muito agudo.

PARTE 1 – CAFÉ DA MANHÃ
Sugestões para o café da manhã:
– chás (menos de mate, preto, chocolate e café);
– evite ingerir pães (nem bolo nem biscoito, porque contêm óleo);
– sucos de vegetais, de verduras ou legumes e mel.
Isso fará com que a bile se acumule e aumente a pressão anterior (atrás), o que favorece a limpeza porque mais pressão significa empurrar mais pedras para fora. Também mais bile descerá à vesícula e nela se acumulará.
PARTE 2 – ALMOÇO
Faça uma comida leve, livre de qualquer gordura – não coma leite, coalhada, ovos, carnes (por causa do colesterol), azeite, manteiga, queijos, margarinas, abacate, patês, requeijão, castanhas, nozes, amêndoas, etc. – e evite proteínas
e produtos que contenham cafeína (café, chá preto, etc.).
PARTE 3 – PAUSA DE INGESTÃO
Às 14 horas pare de comer ou beber. Se você quebrar esta regra poderá se sentir mal mais tarde. Prepare nessa hora o sal-amargo:
B – A LIMPEZA
1 – PREPARAR O SAL AMARGO
Misture bem quatro colheres de sopa de sal-amargo (todo o recomendado) e os três copos de água (750 ml) em uma jarra. Distribua todo o conteúdo em 4 copos e coloque na geladeira. Nota: Você pode acrescentar vitamina C em pó à água ou substituir a água por suco puro de limão, de maçã ou de grapefruit para melhorar o gosto.
2 – PRIMEIRO COPO Às 18 horas, beba o copo 1 da mistura de sal-amargo que está na geladeira. Você pode bochechar com alguns goles de água após beber o sal-amargo para lavar a boca. Se já não estiverem, deixe os limões (ou grapefruit) e o azeite fora da geladeira para ficarem à temperatura ambiente.
3 – SEGUNDO COPO
Às 20 horas, beba o copo 2 da mistura de sal-amargo que está na geladeira. Você pode bochechar com alguns goles de água após beber o sal-amargo para lavar a boca. Mesmo não tendo comido desde as 14 horas, você não sentirá
fome. Já é hora de se preparar para dormir. Coloque tudo o que você precisa por perto porque o tempo com que os próximos passos são executados é fundamental para o sucesso da limpeza.
4 – PREPARANDO O COPO DE AZEITE E LIMÃO
Às 21h45 ou um pouco antes, separe meio copo de azeite de oliva (125 ml) e esprema os limões (ou grapefruit) até encher ¾ de outro copo, removendo a polpa com um garfo ou passando por uma peneira ou coador. Deve restar
pelo menos ½ copo. Misture o suco espremido com o azeite. Coloque em uma jarra ou recipiente fechado (ou no liquidificador ou mixer de mão), tampe e chacoalhe bastante para misturar bem.

Note que só o suco de grapefruit permite que a mistura fique homogênea.

Portanto, talvez seja preciso mexer bem antes de beber a mistura. Agora vá ao banheiro se sentir necessidade, mesmo que atrase a hora de tomar o óleo (às 22h), mas não passe mais de quinze minutos das 22 horas.
5 – BEBENDO O AZEITE

Às 22 horas, tome toda a mistura de azeite e limão.
ATENÇÃO: Você deve beber o azeite estando em pé, não deitado.
Dicas para beber o azeite Se tiver dificuldade para beber o azeite com limão (e terá que beber até a última gota), use alguns artifícios: bata no liquidificador ou mixer de mão para misturar bem; use um canudo para evitar que o líquido passe pelas papilas gustativas; tome mais devagar (não passe de 5 minutos para tomar tudo; pessoas mais idosas ou doentes podem estender até 15 minutos); alterne alguns goles com um pouco de mel.

IMPORTANTE: Você pode ir ao banheiro a qualquer hora que tiver vontade, menos durante o repouso (até 1 hora e meia após beber o azeite com limão).Deite-se imediatamente após beber o azeite. O quanto antes você deitar mais
pedras sairão. Ao terminar de beber, dirija-se para a cama e deite na posição de costas e com a cabeça alta no travesseiro. Se não fizer isso poderá não expelir as pedras. Portanto, esqueça a cozinha e atenha-se ao dormir. Tente
pensar sobre o que está acontecendo no fígado. Você poderá sentir as pedras caminhando pelos dutos biliares, mas sem dor porque as válvulas da vesícula e dos dutos biliares estarão abertas, graças ao sal-amargo.
Tente ficar completamente parado na mesma posição (de costas) pelo menos por 1 hora (melhor se forem 2 horas imóvel). Esvaziar a mente e dormir é o melhor a fazer agora.
6 – O DIA SEGUINTE E O TERCEIRO COPO
Ao despertar, tome o copo 3 de sal-amargo, mas não antes das 6 horas da manhã. Se você tiver alguma indigestão ou náusea ao acordar, aguarde até que passe, antes de beber. Depois de beber, pode voltar para a cama.
7 – QUARTO E ÚLTIMO COPO
Duas horas depois de tomar o terceiro copo, beba o copo 4 do sal-amargo. Se quiser, volte para a cama.
8 – COMER
Duas horas depois da última dose de sal-amargo, pode comer novamente. Comece com suco de frutas ou um copo de clorofila. Depois de 2 horas, pode comer comida normal, mas prefira alimentos leves, de fácil digestão e com pouco ou nenhum tempero (principalmente condimentos). Você deverá se sentir restabelecido ao fim da tarde. Nota: Alimentos bem leves são aconselháveis durante este dia. Afinal, quase todo o percurso dos intestinos (uns 5 metros) terá se esvaziado durante a limpeza.
C – APÓS A LIMPEZA COMO SABER SE A LIMPEZA DEU RESULTADO?
Espere por uma leve diarréia logo pela manha (talvez não imediatamente após acordar). Ela é necessária para que as pedras que desceram da vesícula possam ser expelidas para fora do corpo.
Pode-se usar uma lanterna para ver as pedras no vaso. Procure pela esverdeada, pois ela é prova de pedra biliar genuína – e não resíduos de comida. Só a bile do fígado é verde como uma ervilha. O verde pode estar bem claro ou mais escuro (pedras formadas há mais tempo).
Se quiser ver melhor as pedras, coloque algum tipo de peneira de furos maiores (grossa) no vaso (acima da água). A diarréia fará com que as fezes passem diluídas pelos furos e as pedras ficarão na peneira.
MAS É IMPORTANTE NÃO HAVER CONTATO COM AS FEZES PARA NÃO OCORRER NENHUMA CONTAMINAÇÃO! USE A PENEIRA SOMENTE SE TIVER CURIOSIDADE.
O melhor é visualizar e descartar o quanto antes, pois as pedras geralmente estão contaminadas por bactérias, microorganismos nocivos e até vermes.
Não adianta usar luvas ou “proteção” porque alguns são menores que os poros da luva e entram novamente no organismo pela pele.
Geralmente, para que a pessoa se livre completamente de alergias, bursite e dores na parte superior das costas, cerca de 2 mil pedras terão que ser expelidas. Mas esse número de pedras é o resultado da soma de algumas limpezas seguidas. A primeira limpeza talvez livre a pessoa de alguns sintomas por poucos dias, mas assim que as pedras da parte anterior do fígado começarem a descer para frente os sintomas retornam.

Pode-se repetir a limpeza com intervalos de 2 semanas, pelo menos (sugerimos 20 dias a 1 mês). Nunca faça a limpeza quando estiver doente.
São esperadas de 50 a 200 pedras ou cristais por evacuação. Este procedimento contradiz vários pontos de vista médico. Acredita-se que as pedras biliares são formadas na vesícula biliar, não no fígado. Pensa-se que são algumas e não milhares. Os médicos não as ligam às dores além daquelas que atingem a vesícula. E é fácil compreender isso: quando a dor aguda aparece, várias pedras já estão na vesícula e são grandes e suficientemente calcificadas para serem vistas nos raios-X e, claro, já causaram inflamações lá.
Quando a vesícula é retirada, as dores se vão, mas outros sintomas, como bursite e outras dores e problemas digestivos, continuam.

Aleitamento materno


Cura e seios: Hipócrates relata que as Amazonas tinham por tradição mutilar e cauterizar o seio direito dos bebês meninas, para que amama1 força se direcionasse aos resultados de batalha e manuseio de arco e flecha.
Como a Mãe Terra que tira de si para nos alimentar, assim é a mamífera, curadora de si e do outro, uma dádiva divina, um resgate.

Você não amamentou? É assim mesmo, a cada um o que é seu. Não há culpas e castigos. Esse tempo passou. Hoje tudo é consciência e intenção. Meditar sobre a amamentação também ajuda a gente a se curar de “coisas que a sociedade” nos impõe e nem sempre temos condições de realizar.

 

Na verdade não é uma imposição. Ao contrário, a vida moderna foi quem tirou o lugar importante que o aleitamento materno tem na organização da família. Família é um núcleo de aprendizagem de valores e construções além do que podemos alcançar com o pensamento comum. É necessário interiorizar e mergulhar nesse entendimento.

Amamentar dói. Nos causa mal estar físico. Para muitas, aumenta ainda mais a sensação de que ficou alienada da vida, da atenção do marido, da beleza, do seu círculo social. Sim isso e verdade.

A maior representação do quanto é sagrado o amamentar, é  o grau do sacrifício que a mãe  se impõe para dar a um ser indefeso o que lhe é necessário para que sobreviva.

O aleitamento materno contém toda a nutrição necessária ao desenvolvimento cerebral e orgânico,  tecidos, membranas, ossos, química, sangue, defesa contra organismos invasores e principalmente: defesa psicológica. Para o pequeno SER, ser alimentado significa que foi aceito e está protegido.

Feliz do homem que se dedica a proteger esse processo vital.

Gratidão,

Márcia Cristina.

Amamentação


amSagrados feminino e masculino: quando a mãe amamenta, reproduz a natureza, a Terra, que dá de si para manter o outro. Quando é possível amamentar, a mãe se conecta com a natureza e reproduz em si e no bebê muitas curas, mesmo sem saber. Quando o homem protege esse ato, participando e permitindo que esse fenômeno natural se realize,  em paz e harmonia, ele se alinha com essa grande cura, mesmo sem saber.

Essa conexão vai para o e vem  do  – além da natureza e da Terra. Chega aos níveis do feminino universal, que é uma das expressões da Fonte de toda a vida. Em toda formação universal há o rearranjo entre a energia doadora e a energia receptadora e ambas são parte, expressões da Fonte.

Voltando para a nossa realidade terrena, a sabedoria da parceria e  cumplicidade entre essas duas expressões, entre um homem e uma mulher, resulta sobre a criança protegida. O leite materno, até aproximadamente os dois anos de idade da criança, lhe proporciona a perfeição alimentar necessária ao desenvolvimento do seu recente e frágil organismo, permitindo que os comandos e funções da sua alma sejam perfeitamente captados pelo mente/corpo, que se desenvolvem para realizar a programação estabelecida pelo plano superior.

Gratidão,

Márcia Cristina.

 

Fraldas e absorventes naturais


A pele é o maior órgão do corpo humano. Tudo o que lhe faz contato ela absorve e transfere para o organismo interior. As toxinas 2014-07-05 20.03.50ficam acumuladas no fígado, que é a nossa usina interna de filtragem.

Fraldas descartáveis e absorventes higiênicos, contém carbono, cloro e hidrogênio em sua composição. Isso é absorvido pela pele e principalmente pelas partes mucosas íntimas do corpo. Somado a isso o abafamento pelo plástico, ele que leva 450 anos para se dissolver da superfície da Terra.

Terra, essa que me abriga e que me habita também – Quando melhoramos as condições do nosso corpo, o aproximando cada vez mais da sua composição natural que são os reinos da natureza dentro de nós : mineral, vegetal e animal: ossos, tecidos, veias, nervos, sangue, água, cérebro, glândulas, órgãos internos.
Essa aproximação se relaciona intimamente com a polaridade feminina de cada ser.

Quando resolvemos dar atenção ao corpo, estamos resgatando a força feminina de vida, que herdamos do Planeta quando nascemos aqui. Não tem a ver com sexualidade, tem a ver com integração, com totalidade. Fauna e flora interiores se restabelecem e o corpo volta a falar com a gente.

Tenho uma idade em que pude viver a transição entre dois modos, o rural e o moderno, vivi e experienciei os dois. Conheci e usei fraldas de pano nos filhos o máximo que pude. O suficiente para observar e escolher. Não usei mas conheci as toalhinhas higiênicas para menstruação na juventude. A menstruação só tem mau cheiro por causa do abafamento do plástico, que permite a proliferação de bactérias e fungos. Sangue na verdade é nutriente e podemos deposita-lo na Terra, em vez de depositar plásticos.

Hoje há diversas comunidades fazendo o trabalho de trazer para a vida moderna os hábitos saudáveis esquecidos. Tem fraldas naturais bem legais, sou adepta dos bio-absorventes e copinhos de uso interno para colher o sangue. O autocuidado o corpo recebe como um grande gesto de amor e, principalmente, a Terra recebe como um grande gesto de amor, restabelecemos através dele a nossa aliança com Gaya e rompemos com crenças limitantes que tanto nos aprisionam. Quando do alguém reaprende a produzir com as próprias mãos, acontece o milagre das realizações amorosas, que são para o bem estar de outrem.

Esse texto é informativo para quem partilha da idéia ou quer conhecer o tema. Não é apológico. Estamos presentes nesse planeta cada um para viver as experiências pré-programadas por si mesmo, e podem não ser iguais aos dos outros.

Gratidão,

Márcia Cristina.

Sakura – O Mito da Flor de Cerejeira


images (1)

 

A lenda Japonesa nos ensina que as flores de cerejeira são o símbolo da Deusa Kono-Hana-Sakuya-Hime (Princesa Florida Brilhantemente como as Flores das Árvores), a filha da deidade “Possuidor da Grande Montanha”.   Ela representa o feminino, o amor e a renovação.

A Deusa Konohana Sakuya Hime mora no Monte Fuji e os japoneses acreditam que ela protege o local para o vulcão não entre em erupção, além de ser venerada para proteger as colheitas.

Os samurais, os guerreiros japoneses, eram grandes apreciadores da flor de cerejeira. A cerejeira é também associada à efemeridade da existência humana e ao lema dos samurais: viver o presente sem medo.

O Monte Fugi é um dos locais aonde se localiza um dos chacras da Terra e lá existe uma das cidades cristalinas do astral.

Consorte do Deus Ninigi, filho da Deusa Sol Amaterasu, este desceu ao nosso plano com a responsabilidade de reorganizar o caos aqui estabelecido nas interrelaçoes deuses e humanidade. Eles tiveram dois filhos, Ho-no-susori  e Hiko-hoho-demi, dos quais o primeiro se tornou o ancestral de Jimmu, o sábio e inspirado poeta imperador do Japão, a quem por sua vez é atribuída a inspiração do Mestre Mikao Usui, sintonizador do Reiki no nosso plano, nessa atualidade, naquela oração que usamos, a meditação Ghasso:

Só por hoje, não se irrite, não se zangue;

Só por hoje, não se preocupe;

Só por hoje, respeite os mestres, os professores, os mais velhos;

Só por hoje, seja gentil e amoroso com todos os seres;

Só por hoje, trabalhe honestamente.

No Japão, a florada das cerejeiras começa no sul e estende-se até o norte do país. As pessoas acompanham pelos meios de comunicação as previsões meteorológicas da sakura senzen – a linha da floração que se espalha pelo Japão.

As árvores perdem todas as suas folhas e logo vêm as flores (sakura, em japonês), com tons que variam de branco até o rosado, anunciando o fim do rigoroso inverno japonês. As pessoas então sentam-se em multidões sob as copas floridas das cerejeiras e fazem piquenique, para observar as flores. A prática tradicional “hanami”, que existe desde há séculos, até hoje.

 

370970__cherry-blossom-tree_p

Floral Willlow


“Eles tendem a julgar a vida pelo sucesso que ela lhes traz” – Dr Edward Bach, 1936

Willow relaciona-se com as qualidades da alma ligadas à responsabilidade e o pensamento construtivo. Uma pessoa no estado negativo Willow censurará a tudo e a todos, menos ela mesma e seus pensamentos tenderão a ser negativos e destrutivos.

Sintomas do bloqueio de energia:

Ressentimento no expresso, autopiedade.

Atitude amargurada, ressente-se do destino e sente-se tratado injustamente pela vida;

Não se sente responsável por suas desventuras e sempre põe a culpa nas circunstâncias ou nos outros;

Abre mão de muitas coisas que costumava apreciar, afastando-se, ressentindo-se, cada vez mais na vida;

Faz exigência à vida, mas não está preparado para retribuir;

Aceita ajuda dos outros como coisa com que podia contar mas, no correr do tempo, aliena todo aquele que tentou ser útil a ele;

Acentua sempre o aspecto negativo das coisas, surgindo frequentemente como desmancha prazeres ou chato;

Taciturno, sorumbático susceptível;

No íntimo dói-se do destino melhor, da saúde ou da boa sorte dos outros;

pensamentos maldosos devido a amargura que sente no coração;

Recusa-se mentalmente a aceitar a própria negatividade, de modo que nada pode mudar;

 

Transformação potencial posterior:

Atitude positiva, assumindo plena responsabilidade pelo próprio destino;

Reconhece e aceita a conexão entre os próprios pensamentos e os acontecimentos externos;

Sabe que existe uma lei chamada “assim fora como dentro” e que a pessoa, portanto pode atrair acontecimentos positivos ou negativos: faz uso consciente deste princípio;

Em lugar de vítima passa a ser dono do próprio destino.

(Mechthild Scheffer)

Para todas as Crianças


98cbw4

Crianças de Luz

Para Todas as Criançasb_astrologia_02[1]

(Autor desconhecido, texto copiado da versão eletrônica do livro As Crianças Índigo – Chegaram as Novas Crianças, de Lee Carroll e Jan Tober)

Chegou o tempo do Grande Despertar. Vocês, que escolheram elevar vossos olhos da obscuridade para a luz, são abençoados a presenciar o acontecimento de um novo dia no planeta Terra. Porque o vosso coração ansiou ver a paz real onde reinava a guerra, mostrar misericórdia onde dominava a crueldade e conhecer o amor onde o temor congelou os corações, vocês são privilegiados para o vosso mundo. A Terra é uma benção para vocês. Ela é vossa amiga e a vossa mãe. Recordem sempre e honrem a sua relação com ela. Ela é um ser que vive, ama e respira, tal como vocês. Ela sente o amor que lhe dão, enquanto caminham sobre o seu solo com um coração alegre. O criador elegeu as vossas mãos para chegar ao solitário, os vossos olhos para ver a inocência e não a culpa, e os vossos lábios para proferir palavras de consolo. Que não haja dor. Passaram por obscuros sonhos por muito tempo. Entrem na luz e tragam aquilo que sabem ser verdadeiro. O mundo sofreu, não por causa do demônio, mas por causa do medo de reconhecer o que é bom. Permitam que o medo se liberte agora e para sempre – libertem-se na luz e transformem-se Está no vosso poder fazer isso. Nada vos pode encontrar, exceto vocês mesmos. Todas as vossas respostas estão dentro de vós. Ensinem as lições que aprenderam. A vossa compreensão foi-lhes dada, não para a guardarem para vós mesmos , mas para que guiem um mundo dorido e cansado até um lugar de descanso, numa nova consciência. Aqui, frente a vós, a minha visão torna-se realidade. Aqui está a resposta que vos foi dada – uma canção que suaviza a alma preocupada e a renova. Aqui está a ponte que vos une a vossos irmãos e irmãs. Aqui está o vosso Ser. Observem a vós mesmo com doçura e permitam que o vosso ser interior se encha com a luz que estão a ver. O verdadeiro amor provém de vós, e cada pensamento é uma benção para todo o universo. Todas as áreas da vossa vida serão curadas. Brilharão com um esplendor dourado, que fala do uno que vos criou em sabedoria e glória. O passado dissolver-se-à como um sonho, e a vossa felicidade será tão resplandecente, que já não recordarão a noite. Sigam em frente e serão mensageiros da esperança. Assinalem o caminho da cura ao caminharem com gratidão. Os vossos irmãos e irmãs seguir-vos-ão. E, à medida que atravessam os campos da limitação, unir-se ão com todos aqueles que parecem perdidos. Não há perdas com o Criador. Elejam o caminho do perdão e enxuguem as lágrimas de felicidade pela bondade que encontrarão em tudo. Sigam em frente e vivam a vida da alma radiante que são. Glorifiquem o criador em cada uma das suas obras. Vocês são importantes, são necessários e valiosos. Não permitam que o obscuro manto do medo esconda a luz da vossa visão. Não nasceram para fracassar. Estão destinados a ter êxito. A esperança no mundo tem sido semeada no vosso peito e vocês têm assegurado esse êxito porque representam o Uno que vos criou. Esta é então, a cura do planeta Terra. Podem agastar todas as vossas dúvidas e temores, porque sabem que a cura vem através do amor do vosso coração.

Gratidão,

Márcia Cristina.

Elm – da crise do próprio valor para a confiança interior


11

Elm

da crise do próprio valor para a confiança interior

Qual a verdade que preciso compreender melhor?

É suficiente cumprirmos nossa missão de vida dentro dos limites do que é “humanamente possível”, de modo que todos os componentes da personalidade se realizem e possam crescer. Como seres humanos, não somos responsáveis pelo “Todo maior”, mas só pelo nosso próprio plano de vida. Seguindo nossa orientação interior podemos perceber quando nos excedemos em nossas expectativas. Se pedimos ajuda, ela virá naturalmente, pois nosso plano de vida não exige de nós sacrifícios sobre-humanos.

Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?

Decido a partir de hoje a levar muito mais a sério as necessidades do meu eu emocional e, ao cumprir minha missão, pautar-me por medidas humanas e, não sobre-humanas. Quando dou o melhor de mim, posso confiar que aquilo que é necessário acontecerá.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Elm:

Levo em consideração, mais do que antes, as minhas necessidades pessoais e tenho mais força para cumprir minha missão.

(Mechthild Scheffer, Florais de Bach, Imagens para Harmonização)

Elm – Sensação de sobrecarga por excesso de responsabilidade.

A descrição de Dr. Bach

 

Paredbach2.jpga aqueles que estão fazendo bem o seu trabalho, que estão seguindo a vocação de suas vidas e que esperam fazer algo de importância e, muitas vezes, para o benefício da humanidade. De vez em quando, há períodos de depressão, quando acham que a tarefa que empreenderam é difícil demais e acima das forças de qualquer ser humano. (Bach Centre).

Pine – da autodepreciação para o auto-respeito


pine01

Pine

da autodepreciação para o auto-respeito

Qual a verdade que preciso compreender melhor?

Não existe outro pecado, exceto de, conscientemente, não cumprir a missão que se tem na vida e violar a Lei da unidade. Somos responsáveis apenas por nossa própria conduta, não pela das outras pessoas e, muito menos, por cada “desenvolvimento indesejável” que ocorre no mundo.

Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?

Decido, a partir de hoje, reconhecer meu direito à existência sem qualquer restrição. Aceito a mim mesmo totalmente. sei qual é meu valor e só me dôo na medida do possível.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Pine:

Quando alguém me critica, eu não caio de imediato na autodepreciação. Mas examino, sim, e de forma realista, se essa crítica está no âmbito da minha responsabilidade; se não for o caso, rejeito-a. Eu agora desfruto mais a vida do que antes.

(Machthild Schefer, Florais de Bach, Imagens para Harmonização)

Pine – culpa

A descrição de Dr. Bach

edbach2.jpgPara aqueles que culpam a si mesmos. Até mesmo quando têm êxito, acham que poderiam ter feito melhor e nunca se contentam com seus esforços ou com os resultados. Trabalham duro e sofrem muito por causa dos erros que atribuem a si mesmos. Até quando há algum erro cometido por outra pessoa, atribuem a si mesmos a responsabilidade. (Bach Centre)

Larch – da autolimitação para o autodesenvolvimento


 larch (2)

Larch

da autolimitação para o autodesenvolvimento

 

Qual a verdade que preciso compreender melhor?

Nossa vida é um programa de aprendizado em contínua mudança, sempre oferecendo novas oportunidades e possibilidades. Nosso plano de vida individual nos encarrega apenas de tarefas que conseguimos cumprir e com as quais podemos crescer.

 

Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?

Decido desfazer-me de critérios de desempenho que não são meus. Percebo que cada desafio que me é proposto é um convite para crescer feito pelo meu eu superior. Por isso, daqui em diante, buscarei no fundo do coração a essência de cada convite e irei aceitá-lo prontamente ou então o modificarei de modo que sirva ao meu crescimento.

 

Eis como  identifico o crescimento do meu potencial positivo Larch:

Eu me comparo menos com as outras pessoas. Exponho-me a coisas que antes evitava.

(Machthild Scheffer, Florais de Bach, Imagens para Harmonização)

 

Larch – falta de confiança

A descrição de Dr. Bach

edbach2.jpgPara aqueles que não se consideram tão bons ou capazes como os que estão ao seu redor, que esperam pelo fracasso e sentem que nunca serão um sucesso. Deste modo, não se arriscam nem se esforçam o suficiente para tentar prosperar. (Bach Centre).

Sejamos o Sal da Terra


Sua função é preservar o equilíbrio entre os ácidos e os fluidos normais do corpo, neutralizando as condições ácidas, euilibrando a relação alcalinidade x acidez do sangue. Sal atribuído ao signo de Libra.
Natrum phosphoricum: Sua função é preservar o equilíbrio entre os ácidos e os fluidos normais do corpo, neutralizando as condições ácidas, equilibrando a relação alcalinidade x acidez do sangue. Sal atribuído ao signo de Libra.

A Terra nos empresta os sais minerais para formar os tecidos do nosso corpo. O tratamento à base dos sais minerais restauram as nossas células e a nossa vitalidade, com segurança e por baixo custo.

Se escolhermos uma relação de gratidão com a Terra, podemos querer ser “Sal da Terra” e participar da sua restauração também. E se fizermos uma honesta reflexão perceberemos que ela já nos pagou por isso.

Ainda que não compreendamos direito o que possa significar ser  “Sal da Terra”, os sais estão aí, à disposição, para todos, para quem busca a saúde e o reequilíbrio e podem ser recomendados pelo seu homeopata.

São os 12 Sais de Schuessler.

Dr. Wilhelm Heinrich  Schuessler   (1821-1898), alemão, médico, homeopata, é o pai da doutrina da  “Restauração das Células nas Pessoas, Resultando na Restauração das Deficiências dos Sais Inorgânicos”, a Teoria Bioquímica ou Sistema de Schussler.

1.     Calcarea fluorica (Calcium fluoratum)

2.     Calcarea phosphorica (Calcium phosphoricum)

3.     Calcarea sulphurica (Calcium sulfuricum)

4.     Ferrum phosphoricum

5.     Kalium muriaticum (Kalium chloratum)

6.     Kalium phosphoricum

7.     Kalium sulphuricum

8.     Magnesia phosphorica

9.     Natrum muriaticum (Natrum chloratum)

10.   Natrum phosphoricum

11.   Natrum sulfuricum

12.   Silicea

 

 

Pão Essênio


 

Essa matéria é da autoria de Aline Chaves ( http://panelasdecapim.blogspot.com.br) e está fragmentada para caber no Água e Flor.

Pão dos essênios

Pão essênio? Uma receita de pão com mais de 2.000 anos…
Top de linha na Culinária da Alimentação Viva.
Só mesmo um povo que aprendeu a viver e semear nos desertos, como os essênios, para inventar esta história de fazer comida no sol. E estas comidas abençoadas pelo Anjo do Sol… são as mais deliciosas.
Pois bem, esta é a receita que Jesus nos ensinou:

“Deixai que os anjos de Deus vos preparem o vosso pão. Umedecei o vosso trigo, para que o anjo da água penetre nele. Ponde-o então no ar, para que o anjo do ar o abrace. E deixai-o da manha à noite debaixo do sol, para que o anjo da luz solar desça sobre ele. E a benção dos três não tardará a fazer o germe da vida brotar no vosso trigo. Em seguida moei o vosso grão e fazei obreiras finas, como faziam seus antepassados quando partiam do Egito a casa da servidão. Tornai a pô-las debaixo do sol quando ele aparece e, quando ele subir ao ponto mais alto dos céus, virai-as do outro lado para que elas sejam abraçadas ali também pelo anjo da luz solar e deixai-as onde estão até que o sol se ponha. Pois os anjos da água, do ar da luz solar alimentaram e amadureceram o vosso trigo do campo e, da mesma forma, precisam também preparar o vosso pão” (SZEKELY, O Evangelho Essênio da Paz,1981, pp. 43-44).

Trocando em miúdos, se lembra daquele moedor de carne da vovó? Então, é ele mesmo…

Comece germinando as sementes de trigo!

À noite, coloque as sementes de molho na água dentro de um vidro coberto por umfiló e elástico.

Pela manhã, tire as sementes da água e lave-as. Coloque-as para respirar no ar. Use um escorredor de pratos para colocar o vidro inclinado de cabeça para baixo, em um ângulo de 45 graus e escorrer o excesso de água que fica no fundo do vidro.
À noite, lave as sementes novamente. E coloque-as no ar para respirar mais (da mesma forma como mencionado acima). O trigo começa a germinar aqui, mas ainda não está no ponto.
Pela manhã, o trigo está no ponto ideal do pão, maiorzinho… Mais pré-digerido pelo processo de germinação no ar e, portanto, mais macio.
 
Desse modo, o ponto ideal para germinação do PÃO ESSÊNIO são sementes de trigo germinadas: 8 horas na água e 24 horas no ar…

Sementes germinadas às mãos… vamos fazer pão

Agora, é só moer as sementes germinadas por três vezes. A massa é linda e dá uma liga ótima!

Modelagem do pão essênio

Aperte bem a massa com as duas mãos até formar uma bola.
Bata a massa de trigo germinado em uma mesa de mármore para dar uma liga boa.
Se não tiver mesa de mármore… Estique a massa com o auxílio de um tecido de voal por baixo, se preferir. Este tecido dá aderência e permite deixar a massa bem fininha, sem grudar.
Faça formatos circulares, rodelas finas e leve ao sol, pelo menos por 1 h. Se preferir, cubra com tecido de voal, que é bem fino e leve, para proteger seu pão de visitantes indesejados.
Seque a massa dos dois lados!
Está pronto!
Para saber se está bom… prove. Seu paladar é o melhor indicador do sucesso da sua pesquisa.
E se não tiver sol?

Então, aprenda a administrar o forno do seu fogão e transformá-lo em um desidratador doméstico.

Nível mínimo de temperatura e tampa entreaberta para deixar sair a água dos alimentos.

Lembre-se que DES-HIDRATAR significa tirar as águas. Então, você cuida para o forno não fechar, senão vai superaquecer seu pão.

Uma boa dica de medição da temperatura é que suas mãos regem o termômetro do fogo da vida. nesse caso, use-as para saber se a temperatura está quente demais ou de menos.
Desejo a todos vocês muito sucesso com os pães da Vida!
Aline Chaves
Pesquisadora dos ciclos alimentares e alquimista de vegetais vivos

 
A PAZ ESTEJA CONTIGO…

Açúcar Cristal Orgânico


sugar

Tema dirigido somente à quem tem o hábito do açúcar.

O Açúcar que usamos por aqui tem origem da cana de açúcar. Na Holanda, por exemplo, é extraído da beterraba.

O açúcar da cana é a sacarose, das frutas é a frutose e do leite é a lactose. Sim, é diverso e é encontrado em diversos compostos orgânicos naturais.

O açúcar tem função no organismo: fornecer energia.

Então daí já percebemos duas coisas:

ingerimos açúcar em diversos momentos do dia, sem perceber;

temos o domínio de mensurar a quantidade e a qualidade do açúcar ingerido, nos alimentos que preparamos.

O açúcar orgânico é extraído da cana de açúcar cultivada sem fertilizantes químicos, os agrotóxicos, e em terrenos tratados com adubagem natural e procedimentos em fidelidade à sustentabilidade do meio ambiente. Esse açúcar tem o diferencial de manter os macro e micronutrientes naturais importantes ao organismo humano como o cálcio e o ferro.

O açúcar cristal orgânico tem origem na cana de açúcar moída de onde se extrai suco de extrema doçura. A primeira versão de açúcar  é o açúcar mascavo, cujo paladar é intenso e interfere no sabor dos alimentos. Combina muito com pães, bolos, tortas e doces. Voltando ao açúcar cristal: o caldo passa por  processos de purificação, evaporação, cristalização, centrifugação e  secagem e, por fim, no cozimento, surgem os cristais que são selecionados e distribuídos para a nossa mesa. Pode ser encontrado em diversas casa de produtos naturais e seção de supermercados, além das feiras orgânicas. Seu custo é baixo em relação ao benefício: saúde.

Flor de Sal


guer

Flor de Sal é a camada superior do sal das salinas, cristais mesmo, alguns parassem ter pétalas.

Esse sal é colhido cuidadosamente por uma ferramenta artesanal de madeira, sem choque, sem trauma, e seca no vento e no sol.

Sua cor é acinzentada e contém traços de vida marinha, contendo micronutrientes e iodo em sua forma orgânica. 

Em resumo, os micronutrientes são poções mínimas de minerais que precisamos repor para “manter” um bom terreno biológico, revitalizando células e permitindo a todo o organismo a plena realização das suas funções.

O iodo é importante para o bom funcionamento da  glândula tireóide, glândula responsável pelos hormônios, substâncias químicas fundamentais para o controle e funcionamento de todo o corpo.

Escolhi Guérande para ilustrar pois é a Salina mais famosa do mundo, fica na França e a tradição de colheita do sal nessa região remonta à espoca dos Celtas. Famoso no mundo da culinária, pode ser comprado na internet e em alguns mercados.

Existem outros, e todos são tem propriedades terapêuticas ou medicinais.

No Brasil temos a marca Cimsal , do Rio Grande do Norte, região grande produtora de sal.

Boas opções: o Sal do Himalaia . Isso mesmo, vem do Himalaia, é rosado, tem grande tradição e poder nutritivo.

Do Hawai temos o sal vermelho e o Negro; O sal azul da Pérsia… suas cores se relacionam com os tipos de solo e minerais de região, desde lavas vulcânicas às algas do mar. Material rico e nutritivo.

Opção mais em conta é o sal marinho Guérande, não é a flor do sal, mas contém as propriedades nutritivas indicadas.

Como uma relíquia, assim é o seu preço. Contudo é um investimento em saúde, nesse entendimento temos várias opções para tomar por comparativo e, por fim, entender que o preço não é alto.

Esses sais, alimento comum do passado, privilégio de grandes cozinhas e Chefs internacionais atualmente, estão entrando na nossa cozinha através da informação e da divulgação. Estão vindo  para a nossa mesa, no nosso lar,  nos auxiliando da transição para uma melhor qualidade de vida.

Thuya – Personalidades Homeopáticas


ThuyaBaixa autoestima, sensação de minusvalia, Thuya occidentalis é o representante completo da Sicose (inibição; ver Teoria Miásmática).

É uma sensação bem comum, muitos sentem em algum momento, mas em Thuya não é só sensação,  a pessoa não sabe  quem é, o que é, e busca copiar modelos prontos mascarando o imenso vazio que carrega dentro de si.

Thuya vive personagens, usa falas prontas, copia modelos de comportamento, estilos, objetos… mas não é por inveja, tenta compor uma personalidade aceitável ou condizente. Thuya não se vê. Não enxerga a própria beleza. Tenta existir, num tempo e espaço em que ela simplesmente não acredita que exista, que ocupe, que esteja lá e tenha um papel propriamente seu nesse arranjo.

Tristeza. Raciocínio lento.

Mau humor. Indeciso.

Hipersensibilidade emocional. Chora quando ouve música. Impressionável.

Não gosta de ser tocado. É frágil e pode quebrar-se.
Tem ideias fixas, sujeito a bulimia e anorexia. Olha-se o tempo todo no espelho. Retorna, Confere  para ver se esqueceu algo, revê o que faz.

Mania de perseguição, acha-se olhado o tanto quanto olha.

Sente algo mexendo em seu ventre, acredita estar grávida.

Fortes dores de cabeça, como um prego encravado na testa, na fronte.

Tem vertigem quando fecha os olhos. Tersol. Otite. Ponta língua dolorida

Sensibilidade extrema na vagina.

Secreções:  Corrimento nasal crónico, pele oleosa, suor excessivo, urina com frequência, leucorréia abundante.

Melhora espreguiçando, esticando os membros.

Cherry Plum – do excesso de tensão, para o relaxamento


 

Cherry PlumCherry Plum

a flor da serenidade

do excesso de tensão para o relaxamento

Qual a verdade que preciso compreender melhor?

Somos parte de um Todo maior, um pequeno sistema energético num grande sistema energético; um microcosmo no macrocosmo. Só quando mantemos aberta a ligação com o sistema imediatamente superior, através da nossa orientação interior, podemos vibrar e nos desenvolver junto com esse sistema. Então estamos seguros, então estamos nas mãos de Deus.

Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?

Quando sinto que uma situação escapa ao meu controle mental, conscientemente decido me abrir, tornando-me receptivo às instruções do meu Eu Superior – e depois ajo com confiança, segundo essa orientação interior.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Cherry Plum:

Cherry Plum: “consigo perceber mais depressa os meus impulsos emocionais, aceita-los melhor eme expressar antes que se acumule demasiada tensão. por isso, em muitas situações reajo de modo mais sereno do que antes.”

Beladona – Personalidade homeopática


images (17)

Beladona

O doente Belladonna é alegre, vivo, excitado, quando a sua saúde está no auge. No entanto, quando afetado por um qualquer padecimento fica abatido, prostrado.
A prostração surge de forma inusitada, bruscamente, com estupor, nomeadamente após a fase de delírio.
Tem alucinações, vê monstros, caras horrendas, fantasmas, insetos, cães, lobos, animais negros.
Tem muito medo de coisas imaginárias, desejando fugir delas.
Pode existir uma tendência ao suicídio por afogamento.
Ansioso, deseja fugir, ir para qualquer lugar. Não está bem na cama, quer sair, fugir, ir para outro lado.
Apresenta por vezes um delírio de intensa violência. Enfurece-se, quer arrancar as suas roupas e tenta morder e bater nos que o cercam. Acessos de riso, ranger de dentes. Transforma-se num selvagem.
Fala muito, mas de forma algo incompreensível. Quando lhe fazem perguntas responde de modo incoerente.
Os seus sintomas são extremamente violentos e melhoram, quer pelo sono quer pelo repouso.
Tem uma imensa aversão aos líquidos, podendo a simples visão da água torná-lo furioso.
Quer dormir e não consegue. Está exausto, cheio de sono, mas não consegue adormecer.
Tem sonhos angustiantes. Pesadelos.
Os seus músculos têm contrações no momento de adormecer e durante o sono.
Acorda sobressaltado.
Os membros apresentam movimentos convulsivos, tais como contrações musculares.
Os seus sentidos são hipersensíveis e facilmente excitáveis. É sensível ao barulho, ao ruído, à luz e ao toque.

As dores aparecem e duram um tempo indeterminado, de forma brusca e desaparecem do mesmo modo. Em regra, as crises dolorosas são de curta duração e intermitentes e são acompanhadas de rubor do rosto e dos olhos.

Padece de cefaleia. A dor é aguda, lancinante, pulsante, apresentando batimentos no cérebro e nas carótidas, agravando ao menor ruído, luz e movimento e melhora pela pressão, agasalhando-se e durante a menstruação. Hipersensibilidade do couro cabeludo.
Sente a cabeça pesada, enorme como se estivesse aumentando de volume, muito quente. O rosto está congestionado, afogueado, avermelhado e os olhos injetados. No seu desespero, atira-a para trás tentando enfiá-la na almofada. Chega mesmo a abaná-la, gritando.
Convulsões de aparecimento súbito quando do nascimento dos dentes, com febre, cabeça quente e pés frios.

Os olhos estão vermelhos, congestionados, as pupilas dilatadas e fixas.
O olhar é rude, feroz.
Não suporta a luminosidade e tem ilusões de óptica.
Vê estrelinhas incandescentes.

A língua está inchada, vermelha, brilhante, treme e tem dificuldade em sair da boca. A cor é parecida com a da framboesa. As papilas estão salientes.
O lábio superior está inchado e avermelhado.
As mucosas da boca estão secas.
A faringe está seca, inchada e inflamada, com especial incidência na sua parte direita.
Tem bastante sede, desejando beber pequenas quantidades de água fria, mas engole dificilmente e com dor, que irradia para o ouvido, especialmente o direito. Sensação de bola na garganta.
O abdomen, quente, está distendido e é sensível.

Inflamação do cólon transverso com dores violentas.

Resfria-se constantemente. É sensível às correntes de ar sobretudo quando tem a cabeça descoberta ou quando sai para a rua depois de a ter secado.
O vento frio provoca-lhe inflamação das amígdalas.
Hemorragias pelo nariz, principalmente à noite.
Tem uma apurada sensibilidade aos odores não suportando o cheiro do fumo.
A laringe está seca. Rouquidão que faz doer e que aparece em regra depois de ter gritado. Tem necessidade de engolir em seco para aliviar.
Tosse seca, dolorosa, que agrava à tarde e à noite, antes da meia noite.

O pulso é cheio, duro, globuloso, como se grãos de chumbo batessem sob os dedos.

As regras muito abundantes de sangue quente, vermelho vivo ou misturado com coágulos negros e de mau odor, vêm adiantadas.
Tem dores que surgem bruscamente, exercendo pressão, de tal modo que a paciente tem a sensação de que os órgãos contidos no abdómen vão sair pela vulva e que agravam pela manhã e ao andar e melhoram sentada.
Dores picantes e inchaço do ovário direito, que surgem bruscamente e desaparecem do mesmo modo.
Seios avermelhados e quentes, inchados, pesados, duros.

Inflamações locais variadas, avermelhadas, brilhantes, com calor e tumefacção súbita. O calor da pele comunica uma sensação de queimadura à mão que a examina.
Diz-se que é o primeiro remédio do estado inflamatório de qualquer parte do corpo.

AGRAVAÇÃO: ao meio dia; depois das 15 horas; às 11 horas da noite; depois da meia noite, mas não o dia todo; pela corrente de ar; pelo toque e o menor choque; pelo movimento; pelas aplicações frias; pela luz brilhante; ao olhar objetos brilhantes; ao beber; estando deitado sobre o lado afetado, com a cabeça descoberta; pelo sol de Verão.

MELHORA: pelo repouso; num quarto quente; em pé ou estando sentado; virando-se para trás.

Apis Mellifica – Personalidade homeopática


images (16)APIS MELLIFICA

O paciente Apis é uma pessoa triste, melancólica, chorosa.

Choraminga sem saber porquê, sem qualquer causa aparente, apresenta-se abatido, desencorajado.  É irritável, ansioso e difícil de contentar. Os seus movimentos apresentam uma certa descoordenação: os objectos que segura nas mãos caem facilmente. Tem uma sensibilidade extrema ao toque.

As crianças emitem gritos súbitos e agudos durante o sono ou ao acordar.

Grito encefálico. Nos estados críticos, agudos, o doente pode ter convulsões, a cabeça girar de um lado para o outro, afundando-a no travesseiro, gritar e entrar em coma.  Não consegue dormir por agitação nervosa.

Desconfiado. Ciumento.

Irritabilidade. Apatia, indiferença com depressão. Vontade de chorar. Dificuldade em pensar com clareza. Descoordenação dos pensamentos. Deixa cair os objectos que transporta nas mãos. Quando está doente agita a

cabeça de um lado para o outro e afunda-a no travesseiro. Como em quase todos os venenos, podem coexistir em Apis duas fases: uma de irritabilidade e excitação e outra de depressão. Tem medo de ser envenenado. Teme a morte iminente. Medo de ter uma apoplexia. Qualquer coisa o atormenta. Tem a sensação de que vai morrer. Desespero sem razão plausível. Sonha que voa. Os sintomas mentais são muitas vezes acompanhados de transtornos cardíacos, tais como, palpitações, opressão e dor no coração.

As dores são violentas, queimantes, picantes, penetrantes como agulhas, fazendo lembrar a ferroada da abelha ou da vespa, estendem-se a todo o corpo e percorrem-no bruscamente de um lado ao outro. Agravam pelo calor e pelo repouso e melhoram pelo frio e pelo movimento.

Febres intermitentes, paludismo; calafrio às 15 horas, com sede, agravando pelo calor.

Pálpebras inchadas e vermelhas, com lacrimejamento queimante. Todas as doenças oculares com edema. Edema das pálpebras como um papo intumescido, mais significativo ao nível das inferiores.

Miasmas segundo a Homeopatia


bad_habits_illustration

Miasmas primários: Psora, Sicose, Luetismo (ou Sifilismo)

Miasmas são como etapas fisiopatológicas de desequilíbrio inicial que progride devido à persistência do ambiente hostil, que causam sobrecargas internas e  agressões diversas. São  formas de adoecimentos com características próprias e que guardam relações entre si e com os órgãos que vão lesionar,  dentro do mesmo grupo miasmático.

Há que se ter em mente, com muita sensibilidade,  que a doença é a materialização do adoecimento para  limpeza dos corpos sutis e retornarmos ao modo de alinhamento interior com a  Vontade Superior.

O organismo saturado na capacidade de tolerância e esgotado nas possibilidades de defesa, procura alívio para a tensão interna através de fenômenos episódicos e alternantes de descarga de toxinas, como válvulas de escape, servindo-se para este fim dos emunctórios naturais (saídas naturais do corpo, por onde saem as excreções do metabolismo). Este conjunto de circunstâncias e fenômenos, causas e efeitos, constitui  Psora.

Na insuficiência de liberação dos fatores nocivos, quando da impossibilidade dos órgãos e das vias excretoras, isto é quando o organismo não consegue pôr para fora, há uma mobilização em nível celular, alterando a quantidade e a qualidade das eliminações, ou ainda, em grau mais avançado, bloqueia as toxinas em órgãos ou regiões circunscritas, dando origem a neoformações – suores oleosos e fétidos, erupções na pele, inclusive inflamatórias, verrugas e cistos. Esse é o estado de Sicose.

Se esta frente de defesa for novamente ultrapassada, o organismo tenta se desvencilhar das toxinas ou se adapta ao estado do estresse persistente, mediante sacrifício dos próprios tecidos, instalando o estado miasmático do Luetismo ou Sifilismo, estados de acúmulos desde o ventre materno ou por herança genética.

Em outras palavras, A psora mal resolvida (excitação) passa a Sicose (inibição) que não resolvida, será o Luetismo.

 

Miasmas Secundários – Somatório. Exacerbação de estados de consciência que levam a degeneração do organismo:

O Tuberculinismo –  sensibilidade reativa aumentada à todas as agressões do aparelho respiratório.

O cancerinismo  – reação pela desagregação até a falência da energia vital.

 

Cloreto de Potássio


Indicações:

Agente principal no tratamento anticatarral de diversos órgãos e mucosas e nos catarros acompanhados de secreções fibrinosas-espessas  que formam uma massa branca, branca fina ou branca viscosa, tanto se se trata de placas brancas finas na pele ou membranas sólidas de cor branca localizadas nas mucosas. Tratamentos de afecções otorrino -laringológicas (ORL) e oculares caracterizadas por inflamação fibrinosa, também em processos pulmonares e pleurite fibrinosa, bronquite, reumatismo, tendo-vaginite, verrugas, reações de vacinas, queimaduras, etc.

Pirofosfato Férrico


Indicações:

Todas as doenças súbitas e para todos os processos inflamatórios e febris em estado inicial. Doenças infantis, estados anêmicos, dores, feridas, hemorragias, contusões, distorções articulares, sobrecargas físicas, alterações da perfusão sanguínea com sintomas reumatóides, gastrite catarral aguda com dor e vómitos e diarreias estivais companhadas de febre.

Sulfato de Cálcio


Indicações:

Abcessos, furúnculos, antrax, inflamações do tecido conjuntivo, amigdalites purulentas, catarro brônquico purulento, cistite e nefrite, resfriado crónico que afecta os seios nasais com secreções purulentas, sanguinolentas e fétidas; ístulas anais, reumatismo crónico e pacientes com insónia, perda de memória e vertigo.

Fosfato de Cálcio


Indicações:

Assim como o Fluoreto de Cálcio, todas as doenças ósseas e dentárias, fracturas complicadas que demoram a soldar e também,  anemia, processos pulmonares, alterações de tipo nervoso, astenia, transtornos do sono especialmente em lactentes, durante a infância e em épocas de desenvolvimento e crescimento). 

Fluoreto de Cálcio


Indicações:

Perda de elasticidade dos vasos sanguíneos (hemorróidas, varizes, arteriosclerose). Doenças ósseas e dentárias (propensão a cáries, etc.), lesões discais, moléstias articulares, raquitismo infantil, endurecimento dos tecidos e glândulas, debilidade postural, envelhecimento prematuro da pele.

Wild Oat – não conclui o que inicia


Wild Oat

 

A Flor da Vocação

Wild Oat

da busca, para o encontro

Qual a verdade que preciso compreender melhor?
A vida nos oferece muitas possibilidades de expressão. Quais delas correspondem ao nosso próprio plano de vida, só podemos descobrir dialogando com nossa orientação interior. Por isso devemos ouvir nossa voz interior em vez de ficar flertando com diversas ocupações no mundo exterior. Quem que encontrar realização interior deve estar determinado a se envolver plenamente numa tarefa.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
A cada ideia nova que eu quero concretizar, peço à minha orientação interior que me revele até que ponto essa ideia se harmoniza com meu plano de vida, depois estabeleço as prioridades. estou determinado a assumir as consequências de uma decisão já tomada e levar até o fim as ações iniciadas.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Wild Oat:
“Sou mias objetivo e coerente nas minhas açõese tenho maior clareza quanto às metas da minha vida.”

Hornbean


 

Hornbeam

 

A flor da energia

Hornbeam

do desânimo para o alerta mental

Qual a verdade que preciso compreender melhor?
A vida é um processo fluido tal como o movimento das ondas, que a cada dia, quanto à realidade temporal, e único e diferente. O tédio ou o aborrecimento com a rotina só surgem quando nos limitamos mentalmente e não damos espaço suficiente aos estímulos e impulsos do nosso eu emocional.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Planejo desfazer-me dos antigos padrões de expectativa mental. De todo coração, decido dizer sim à minha orientação interior e colaborar plenamente, permitindo uma percepção maior dos sentimentos em minha vida e respondendo de forma mais espontânea às minhas emoções.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Hornbean:
“Desde que passei a me dedicar mais às minhas necessidades variadas, meu cotidiano decorre de modo mais leve e brilhante”

 

Gorse


 

Gorse

 

Gorse

da resignação para a iniciativa

a flor da esperança

Qual a verdade que preciso compreender melhor?
Aos olhos do Eu Superior tudo tem significado. Enquanto há vida, há esperança.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Decido voltar a dizer sim à vida e estou disposto, sob a orientação do meu Eu Superior, a contemplar as circunstâncias da minha vida a partir de um ângulo novo e construtivo. Eu percebo o significado da situação atual, quais são as oportunidades que ela me oferece e o que posso esperar dela.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Gorse:
“Vejo na miha vida novos pontos de partida construtivos e possibilidades positivas.”

Red Chestnut


Red Chestnut
Red Chestnut
a flor do corte do cordão umbilical
da simbiose para a autonomia
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
Cada um de nó é responsável por seu próprio plano de vida. A interferência mútua, mesmo quando inconsciente, significa imiscuir-se na personalidade de um outro ser e, portanto, também uma violação à Lei da Unidade.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Decido recolher meus tentáculos emocionais a limites adequados. Pretendo aprender por mim mesmo a perceber minhas emoções e medos, e a cuidar do meu próprio desenvolvimento.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo  Red Chestnut:
Consigo perceber meus pensamentos e emoções de modo cada vez mais consciente. Respeito os limites da minha personalidade e da personalidade dos outros.

Aspen


aspen
Aspen
a flor do pressentimento
do pressentimento sombrio para a sensibilidade consciente
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
No caminho da vida, o Eu superior nos faz enfrentar várias experiências de conscientização, pois elas são úteis ao nosso processo de crescimento individual.  devemo treinar e desenvolver conscientemente nossos instrumentos de percepção, para aprender a diferenciar as impressões vidas do mundo externo, dos imaginários impulsos de medo vindos de nosso interior. Aquele que aceitar esse desafio irá perceber e integrar cada vez mais as “sombras interiores” e, assim, se fortalecerá.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Nas situações indefinidas, eu preciso ouvir o meu eu interior e seguir em frente, empregando minha ente objetiva e pedindo proteção ao meu Eu Superior.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Aspen:
Consigo distinguir mais claramente os vário níveis de consciência. Percebo, cada vez mais, se um sentimento se origina do meu interior ou se eu o absorvo do mundo exterior.

Cherry Plum – medo de perder o controle


cherry-plum-flower
Cherry Plum – para quando se tem medo de que a mente se esgote, de que se perca a razão, de que se faça coisas espantosas e horríveis, indesejáveis e prejudiciais, embora se pense nelas e se sinta impelido para elas.
Dentre os 7 Grupos de Florais, faz parte do Grupo do Medo.

Rock Water


agua roca

Rock Water

a essência da flexibilidade

da disciplina dogmática para a ponderação

Qual a verdade que preciso compreender melhor?
Os ideais são indicadores que nos mostram para onde devemos ir, mas não escalas pelas quais possamos medir concretamente nosso desempenho. Somente nossa orientação interior tem a visão global do nosso plano de vida e nos conduzirá de modo que todos os aspectos da nossa personalidade alcancem um desenvolvimento harmonioso. A vida não é um esporte competitivo, mas uma dança cósmica.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Em abro a todos os aspectos do meu ser e respondo com flexibilidade ao movimento ondulatório do meu fluxo vital. Assim alcanço minha meta com segurança.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Impatiens:
“Consigo perceber melhor e admitir as minhas necessidades vitais. Agora produzo mais, sem me forçar a chegar onde quero. Minha conduta com relação ao ambiente tornou-se mais natural.”

Aqui não se trata de uma planta, mas de água proveniente de fontes naturais em áreas não tocadas pela civilização, ainda encontrada em muitas partes da Inglaterra.

Rock Water relaciona-se com as qualidades da alma ligadas a adaptabilidade e à liberdade interior. A pessoa no estado negativo do tipo Rock Water vê-se  enredada em máximas e ideias teóricas rígidas, divorciadas da realidade.

Depois de erguerem um monumento de pedra de elevados ideais espirituais, diretrizes morais e conceitos perfeccionistas de saúde, tais pessoas se sentem insignificantes diante dessa imagem monumental.

A pessoa no estado negativo de Rock Water negará a si mesma muitas coisas que tornam a vida de cada dia agradável e divertida, na crença de que elas não se coadunam com a visão rígida e, muita vez, positivamente ascética, da vida. Sendo abstêmio, numa festa de casamento será o único a não erguer a taça de champanha a fim de brindar o casal feliz, sorrindo modestamente enquanto pede um copo d’água mineral.

As pessoas do tipo Rock Water querem sempre estar na melhor forma, tanto mental quanto física, e seguirão com entusiasmo todo o curso que puder leva-los a esse resultados. O homem que aparece na piscina às 7 horas da manhã, de pois de haver feito cooper pelas matas, que dá, obstinado, cinquenta voltas na piscina, e , depois disso se senta, circunspecto, diante de um desjejum especialmente preparado representa o tipo clássico de Rock Water.

A pessoa no estado extremo também quer ser um exemplo para os demais; espera tranquilamente induzir os outros a adotarem suas ideias, de modo que estes também encontrem “o caminho certo”. Membros ocidentais de seitas religiosas orientais, caminhando pelas ruas da cidade em trajes étnicos e silenciosa dignidade, encarnam esse aspecto do estado Rock Water.

Muitas pessoas do tipo Rock Water querem ser santos enquanto ainda estão na terra. Estabelecerão para si mesmos padrões de princípios elevados, sobretuto os que são, de certo modo, tangíveis e podem ser eliminados. Passarão, por exemplo, horas do dia praticando exercícios de ioga, aderirão rigorosamente a princípios macrobióticos, ou farão orações rituais específicas onde quer que estejam.

Suas teorias e ideias extremamente ambiciosas caracterizam-se amiúde por derivar de tradições antigas, que realizaram grandes coisas em seu tempo e em seu lugar, mas que, já não sendo compatíveis com o século XX, são, portanto, difíceis de por em obra. As pessoas no estado negativo de Rock Water, não se dão conta disso e torturam-se com censuras dirigidas a si mesmos quando as exigências da monótona vida quotidiana lhes tornam impossível cumprir a sua quota diária de treinamento. Isto naturalmente, lhes prejudicará mais o desenvolvimento do que horas de respiração, oração, meditação, etc., seriam capazes de contrabalançar.

Uma pessoa no estado do tipo Rock Water não é um bom parceiro em discussões. Quer se tratre de política, de poluição ambiental, ou de um tema filosófico, a pessoa se aferra a uma visão muito obstinada do que cuidou ser o certo opara si mesmo. O que não se ajusta ao seu próprio projeto é simplesmente passado ao alto.

Entretanto, à diferença do tipo Vine, essa pessoa não tentará impor sua própria filosofia à outra, pois não tem mãos a medir tentando satisfazer aos padrões exagerados que ela mesma  se impôs. Existe mais que uma tendência no estado negativo de Rock Water para a presunção, uma forma sublime de orgulho espiritual, a hipocrisia.

Uma pessoa no estado de Rock Water não entende a coerção interior constantemente aplicada, e o fato de estar constantemente suprimindo necessidades humanas importantes. Não põe reparo na extensão em que emprega diariamente a força sobre si mesma, nem o grau em que o prazer da vida é sufocado por disciplinas auto impostas. Essas exigências, constantes e exageradas para consigo mesma, se expressam mais cedo ou mais tarde em muitas formas diferentes de inflexibilidade no nível físico.

Uma pessoa no estado negativo de Rock Water identifica-se mentalmente com princípios suprapessoais. Altamente cristalizada, a personalidade se congela em certas decisões, deixando de lado as exigências da realidade. Quer ser o que julga que é bom, e de maneira alguma o que identificou como não bom. É possível, todavia, que ela acredite não serem boas algumas coisas ainda necessárias ao seu desenvolvimento. E é possível que as que considera boas não estejam ainda programadas para o atual ciclo de vida.

Reside o erro numa voluntariedade excessiva e num enfoque material errado. A personalidade deseja forçar o desenvolvimento espiritual, egoisticamente, confundindo o efeito externo com a causa interna. Não percebe que o efeito externo, como seria, por exemplo uma mudança no estilo de vida, surgirá por si, depois que se oferecerem as condições interiores para isso. Esqueceu que certas formas de vida são a consequência e não a causa, do crescimento espiritual.

Ao querer por em execução mudanças externas que contrariam o propósito íntimo da alma, a personalidade luta com o Eu Superior, em vez de deixar-se guiar por ele. Mais do que tudo, deixa de compreender que não conseguirá o domínio de si mesma, tentando concentrar-se em si, senão, pelo contrário, esquecendo-se no serviço de outros.

As pessoas no estado negativo de Rock Water precisam ser estimuladas a encarar a sua verdadeira personalidade frente a frente, cientes de que ninguém é perfeito e renunciar a teorias arrogantes, entregando-se, ao invés disso, às ondas da vida real, que alisam as arestas ásperas de todas as rochas.

Os que necessitam  de Rock Water devem lançar de si suas férreas restrições e não mais negar a si mesmos os prazeres da vida. Interessante é a observação de um sensitivo que, tendo tomado Rock Water sentiu-se suavemente acariciado por todo o corpo, experimentando um “renascimento na realidade”, segundo a própria expressão.

As pessoas no estado positivo de Rock Water podem ser descritas como idealistas adaptáveis, capazes de por de lado seus princípios e convicções muito enaltecidos quando confrontadas com novas percepções intuitivas e verdades maiores. Mantêm a mente aberta. Usam disciplina no monitoramento constante de seus ideais, em sua situação de vida real. Dessa maneira serão capazes, no desenrolar do tempo, de levar verdadeiramente a cabo muitos dos seus ideais, o que fará delas um exemplo para os outros.

Os casos extremos de Rock Water não são muito comuns. Não obstante, o floral Rock Water é indicado com frequência, pois todos temos áreas da personalidade em que as necessidades, conscientemente ou inconscientemente são suprimidas.

Sintomas chave

Para os que são duros consigo mesmos, têm opiniões rigorosas e rígidas; necessidades internas suprimidas.

Sintomas devido ao bloqueio de energia

Grande perfeccionista

Submete a vida a teorias dogmáticas e as vezes a ideias exagerados.

Nega-se a si mesmo muita coisa, na crença de que não é compatível com seu conceito de vida; perde muito do prazer da vida.

Duro consigo mesmo,; faz quando lhe é possível para atingir a melhor forma e permanecer nela, autodisciplina.

Estabeleceu os padrões mais elevados para si e obriga-se, quase a ponto de chegar ao abandono de si próprio, a viver de acordo com eles.

Não se dá conta das compulsões sob as quais vive.

Tem um conceito errado de espiritualidade: agarra-se a determinado aspecto acessível – técnica de meditação, dieta especial, etc.) e faz dele uma vaca sagrada.

Acredita que os desejos mundanos inibem o desenvolvimento espiritual, deseja ser santo enquanto está na terra.

Suprime necessidades físicas e emocionais importantes, nega-se a si próprio.

Cai na própria armadilha quando medita , porque “quer” em demasia.

Não interfere na vida dos outros, pois está inteiramente preocupado com a perfeição pessoal.

Recrimina-se quando se vê incapaz de manter a disciplina imposta a si mesmo.

Suas necessidades físicas não estão bem integradas: mulheres frequentemente tem dismenorreia.

Muita tensão no corpo físico – especialmente nos músculos e juntas.

Transformação potencial posterior

Idealista de mente aberta; capaz de abrir mão de teorias e princípios, se se vir confrontado com novas introspecções e verdades mais profundas.

Não se permite ser influenciado por outros, sabendo que as introspecções certas deverão ser encontradas dentro de si mesmo, no momento certo.

Capaz de trazer à fruição grandes ideais.

A alegria na vida e a paz interior fazem dele um exemplo natural para os outros.

Medidas de apoio

Não se agarre – em nenhum sentido.

Permita a si mesmo gozar de mais prazeres e divertimentos mundanos.

Pratique o exercício de tornar mais clara a distinção entre a teoria e a prática; não subscreva irrestritamente as teorias dos outros, mas julgue por si o que é bom e o que não é.

Faça exercícios físicos sem impor regras rígidas

Afirmações positivas para praticar

Estou aberto a novas percepções intuitivas e experiências.

Dou a todos os aspectos de minha vida o que lhes é devido

Deixo as coisas acontecerem.

Medicina das Funções – Diáteses


A Medicina das Funções é um desdobramento da Medicina Vibracional (reconhecida pela OMS) em cujo tratamento se enquadra a terapêutica de ingestão de microminerais sob a forma de altas diluições, que agem através da nutrição celular na dimensão bioenergética do indivíduo.

A Medicina Funcional tem suas bases nos trabalhos de Gabriel Bertrand e de Jacques Menétriér, iniciados no final do Século XIX e nas primeiras décadas do século XX.

Gabriel Bertrand, do Instituto Pasteur de Paris, demonstrou a importância dos microminerais que, encontrados em ínfimas quantidades em organismos vivos tinham papel fundamental como biocatalisadores das reações enzimáticas. Esses minerais receberam o nome de oligoelementos por Jacques Menétriér .

Os oligoelementos favorecem a troca metabólica permitindo ao organismo manter-se equilibrado.

Jacques Menétriér desenvolveu a Tese das Diáteses em 1932, comprovando que o uso clínico dos microelementos ou oligoelementos corrige o terreno biológico dos pacientes, impedindo o aparecimento de doenças em sua forma lesional.

A “Medicina das Funções”, propõe tratar o paciente num estado entre a saúde e a doença, ou seja, no nível funcional.

Terreno biológico compreende o fator endógeno dos desequilíbrios do organismo e cada estado apresenta condição para a manifestação das doenças.

Uma diátese corresponde a um “Tipo” – é um conjunto de características que definem um perfil biológico, levando em consideração os aspectos físicos, intelectuais e psicológicos do indivíduo.

Diátese I                    

 Alérgica ou Artrítica

Predomina nos jovens e adolescentes. Os fenômenos patológicos são agudos mas raramente graves. Costuma evoluir com mais frequência para a diátese III (distônica).

Há um excesso de reações tanto comportamentais como sintomáticas.

Sinais comportamentais da Diátese I

Cansaço matinal – Hiperatividade para o fim do dia – Fadiga que desaparece com o esforço – Má memória episódica – Muito enérgico – Optimista – Nervoso – Colérico – Impulsivo

 Semiologias da Diátese I

Alérgica:                 Eczemas, Urticária de repetição, Asma alérgica, Sinusite alérgica

Cardiovascular :        Précordialgias, Taquicardia emocional, Hipotensão

Digestiva :                   Náuseas, Digestões lentas, Vómitos, Colite

Endócrina :               Disfunção tiroideia (hiper)

Urogenital  :             Dismenorreia, Urina ácida

Faneras  :                 Unhas quebradiças, Queda de cabelo, Artrite dentária

Reumatológica  :       Dores reflexas, Artrites agudas não deformantes, Ciática, Lombalgias

Riscos de evolução patológica da Diátese I

  • Hipotensão arterial (acima dos cinquenta anos)
  • Artrites crónicas
  • Litíase vesicular e renal
  • Asma crónica
  • Eczemas
  • Doença de Basedow
  • Fibromioma tumoral ou hemorrágico

 

Diátese II  

Hiposténica ou Artro-Tuberculosa

Caracteriza-se por hipotonia. Este terreno aproxima-se do Tuberculinismo dos homeopatas.

Encontra-se com frequência nas famílias cujos parentes (pais ou avós) sofrem ou sofreram de problemas respiratórios e de estados hiposténicos.

Sinais comportamentais da Diátese II

Fadiga progressiva por falta de resistência – Fatigável com o esforço – Má memória por falta de resistência – Medianamente enérgico – Moral irregular com indiferença – Tendência á reflexão – Calmo – Cauteloso – Sono muito bom.

Semiologias da Diátese II

Respiratória :               Rinites, Faringites, Laringites,Traqueítes, Bronquites, Sinusites

Linfática    :                  Adenites

Sistema Digestivo :     Perturb. duodenais, Enterocolite, Alternância de Diarreia e Obstipação

Urogenital      :          Cistites ligeiras reincidentes, Dismenorreias

Endócrina    :               Hipotireoidismo

Reticulo-Endotelial    : Anemia com Leucopenia

Osteo-Articular       :    Atraso na ossificação, Laxidez ligamentar

Pele        :                    Prurido, Eritemas polimorfos, Acne, Psoríase

Riscos de evolução patológica da Diátese II

  • Tuberculose em todas as suas formas
  • Reumatismos crónicos deformantes
  • Asma crónica
  • Bronquite crónica
  • Colite crónica esquerda
  • Ulcera duodenal

 

Diátese III

Distónica ou Neuro-artrítica

Esta diátese aparece normalmente no adulto, raramente é constitucional. Geralmente é a evolução da Diátese I (Diátese Alérgica não tratada).

É um sinal de alarme para o terapeuta, pois a instalação de disfunções orgânicas de degenerescência não estão longe.

Sinais comportamentais da Diátese III

Fadiga de manhã, voltando ao fim da tarde – Má memória que se acentua progressivamente – Ligeiro pessimismo com ansiedade – Sono mau com ansiedade.

Semiologias da Diátese III

Neurovegetativa:  Espasmos epigástricos, Inchaço das extremidades, Hemicranianas difusas

Circulatória   :         Hemorroidas, Pernas pesadas, Edemas dos membros inferiores, Varizes, Precordialgias

Digestivos   :            Aerofagia, Dispepsia, Gastrite, Colite espasmódica direita

Osteo-Articular    :  Algo-Neuro-Distrofias, Artrose, Estados gotosos

Pele               :         Urticária crónica, Eczema crónico, Líquen

Uro-Genitais      :    Oliguria, Uremia, Menopausa

Sinais Biológicos de Análise da Diátese III

  • Aumento da taxa de Ureia
  • Aumento da constante de Ambard
  • Alcalose
  • Anemia em alguns casos

Riscos de evolução patológica da Diátese III

  • Trombose
  • Enfarte do miocárdio
  • Arterite
  • Aortite
  • Ulceras Gastro-Duodenais
  • Artrose deformante, dolorosa, evolutiva
  • Uremia
  • Estados cancerosos

 

Diátese IV            

 Anérgica

Esta diátese nunca é constitucional. Geralmente é uma evolução das diáteses precedentes e, normalmente muito grave.

Aparece brutalmente após medicação prolongada e mal tolerada, principalmente nos tratamentos com antibióticos e em acidentes ou choques morais repetidos.

Sinais comportamentais da Diátese IV

Fadiga permanente – Má memória – Desconcentração – Falta de energia – Pessimismo com depressão – Apático e confuso – Sono mau com pesadelos .

Semiologias da Diátese IV

Infecciosa       :      Infecções de repetição, Otites, Anginas,Cistites, Febre inexplicável

Osteo-Articulares :     Reumatismo evolutivo, Osteomielites

Pele         :             Furúnculos de repetição, Acne, Antraz

Sinais Biológicos de Análise da Diátese IV

  • A V.S. pode estar aumentada
  • Perturbações no hemograma
  • Alcalinidade aumentada
  • Fator rH aumentado

Riscos de evolução patológica da Diátese IV

  • Anergia total
  • Sistema imunológico em disfunção
  • Tuberculose local ou geral
  • Reumatismos crónicos graves
  • Poliartrite evolutiva
  • Rectocolite hemorrágica
  • Leucemia
  • Estados cancerosos
  • Senescência precoce e irreversível

 

Diátese V

Síndrome de Desadaptação

Não é propriamente uma Diátese (apesar de alguns autores considerarem o Síndrome de Desadaptação como Diátese V) mas sim uma modalidade “reacional” ao agravamento dos sintomas de uma das Diáteses anteriores.

Este Síndrome joga de maneira prioritária com o Sistema Endócrino e em particular com o Hipofiso-Suprarenal.

Sinais Comportamentais da Diátese V

Quebra súbita de energia – Moral irregular com indiferença  – Alternância de carácter – Sonolência – Distúrbios genitais e endócrinos.

Semiologias da Diátese V

Disfunções Endócrinas:

  •             Hipófise-Genital      Distúrbios menstruais, Menopausa
  •             Hipofiso-Suprarenal   Com Impotência, Com Frigidez
  •             Hipófise-Pancreático  Hipoglicémia, Distúrbios digestivos
  •             Síndrome prostático

Riscos de evolução patológica da Diátese V

Não são específicos, pois dependem de Diáteses anteriores, podem no entanto incluir-se nesta categoria os:

  • Síndromes adiposo-genitais

  • As Prostatites crónicas

  • O Mongolismo

 

 

Gratidão,

Márcia Cristina

De quem é a Homeopatia – Dr. Carlos Lyrio


homeo

Fonte: Instituto Roberto Costa – http://www.robertocosta.org.br/?p=223

DE QUEM É A HOMEOPATIA?

Carlos Lyrio – Médico, “e” Homeopata
Diretor-Presidente do Instituto Roberto Costa
Uma importante reflexão tem que ser levantada a partir de um trabalho de mais de 15 anos do grupo Racionalidades Médicas do IMS-UERJ.  O grupo prova o que os médicos alopatas e os professores de medicina sempre me disseram : que a Homeopatia não pode ser uma especialidade médica. Segundo o grupo  Racionalidades Médicas a Homeopatia é uma Doutrina, ou seja, uma crença  que se  baseia na alquimia, enquanto a medicina é uma Ciência que se baseia no método científico.  O  objeto de trabalho da Homeopatia é uma força invisível e não o corpo,  propondo  a Cura e não o Tratamento das doenças . Se utiliza de medicamentos tão diluídos que se tornam água enquanto a medicina se utiliza de substâncias químicas. O grupo mostra que a homeopatia é uma Racionalidade Médica e não uma Especialidade Médica uma vez que uma necessariamente exclui a outra. Continuar lendo De quem é a Homeopatia – Dr. Carlos Lyrio

Rescue Remedy


Floral de Bach composto por cinco florais, indicado para emergências,  ocasiões inesperadas, choques e traumas, emocionais e físicos, períodos pós e pré-operatórios ,  assim sendo, também em situações preventivas, antes de um evento que represente grande expectativa. Sem contraindicação, por essa razão pode e deve ser levado consigo, sempre que possível.

Essas cinco essências foram especificamente escolhidos pelo Dr. Bach como um composto para situações emergenciais e pode ser usado por gestantes e bebês,  não apresentando qualquer contraindicação.

Esse composto floral, assim como os demais Florais de Bach são bons para as plantas e os animais.

Por ser um composto emergencial não está classificado entre os 7 grupos de Florais de Bach.

As essências que compõem o Rescue Remedy são:

  • Star of Bethlehem – a que consola e cicatriza;
  • Rock Rose – resgata a coragem;
  • Impatiens – ensina a a paciência e perseverança;
  • Cherry Plum – para o auto controle;
  • Clematis – para firmar os pés no chão e concretizar os ideais.

 

Rock Rose do pânico, para a coragem heróica – A Flor da Elevação


rock-rose

Water Violet


water-violet (1)
Water Violet
do isolamento, para a fácil convivência
A Flor da Comunicação
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
Nosso plano de vida revela-se a nós através das outras pessoas e dos acontecimentos. O caminho espiritual nos conduz através do mundo, não para longe do mundo.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Estou determinado a me envolver plenamente na vida e – quando apropriado – aproximar-me mais de meus semelhantes para juntos vivermos novas experiências.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Water Violet:
“Eu me sinto mais unio aos meus semelhantes e consigo expressar melhor minhas emoções.”
Water Violet relaciona-se com as qualidades da alma ligadas à humildade e a sabedoria. Uma pessoa no estado negativo de Water Violet não procede tão sabiamente quanto poderia proceder, recolhendo-se a uma reserva orgulhosa.
A aparência da planta proporciona boa ilustração da sua energia essencial: delicada, mas erecta. A parte que dá estabilidade à planta, as folhas, ficam embaixo da superfície d’água.
Sintomas chave
Reserva interior, afastamento orgulhosos, sensação de superioridade no isolamento, escasso envolvimento emocional.

Mimulus


Mimulus
Mimulus
do medo do mundo, para a confiança no mundo
A Flor da Coragem
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
No mundo da polaridade existe luz (amor) e escuridão (medo). Mas das duas, é a luz que tem mais força. Prova disso é que, quando à noite ascendemos uma lâmpada, a luz sai pela janela e conquista a escuridão lá fora, porém a escuridão não entra na sala iluminada. Nosso processo de crescimento ocorre nesse mundo de polaridade. Basicamente, nosso plano de vida está organizado de modo que a luz (consciência, amor) possa crescer dentro de nós. Podemos assim confiar serenamente em nossa orientação interior.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Decido, em essência, dar um passo em direção à luz. Enfrento com coragem as coisas que estão no meu caminho de vida, pois posso confiar na orientação do meu Eu Superior.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Mimulus:
“Tenho menos medo do que antes e consigo enfrentar mais coisas sem timidez, sem hesitação e sem temores. Sinto-me interiormente mais forte e à altura dos desafios da vida.”

Agrimony


agrimony
Agrimony
da harmonia aparente, para a paz inteior
A Flor da Honestidade
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
A vida na polaridade é ao mesmo tempo harmoniosa e desarmônica. A energia vital flui e reflui constantemente entre esses dois pólos. Precisamos começar a perceber ambos os pólos e enfrenta-los. Só assim realmente aprendemos e continuamos a nos desenvolver. Sentimos verdadeira harmonia e paz interior nos momentos em que encontramos nosso Eu Superior. por isso, temos de nos voltar para o nosso interior em vez de nos orientar pelo exterior.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Decido ser honesto comigo mesmo e com os outros, e cultivar confiantemente um vínculo harmonioso com meu Eu Superior. Através da minha orientação interior, ganho força para enfrentar os acontecimentos positivos e negativos da vida e, desse modo, crescer e encontrar a paz interior.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Agrimony:
“Agora eu sou mais honesto do que antes, comigo mesmo e com outros, e tenho mais força para resolver os conflitos.”
Tentativas de esconder pensamentos torturantes e ansiedade interior por trás de uma fachada de jovialidade e liberação das preocupações.
Agrimony se relaciona com a capacidade de a alma enfrentar os outros e com sua capacidade de ter alegria. No estado negativo do tipo Agrimony é feito esforço para não tomar conhecimento do lado escuro da vida e há problema na integração dessas experiências na personalidade.
 
Se você telefonar para alguém que acaba de perder uma causa importante no tribunal e perguntar “como vão as coisas?”, esperará sentir, normalmente, algum desânimo na resposta. Na mesma situação, o sujeito do tipo Agrimony responderá com um “muito bem, obrigado.”, e será preciso conhecê-lo a fundo para pressentir o desapontamento implícito.
Os que precisam de Agrimony apresentam sempre para o mundo um rosto alegre e descuidado. Na prática, entretanto, é difícil, às vezes, diagnosticar o estado do tipo Agrimony negativo. Ao lhe perguntarem “como vai” a resposta será sempre “está tudo bem” – ainda que esteja sobrecarregado de dívidas ou com o diagnóstico de grave doença.

Chicory


Chicory-composta-II
Chicory
do amor exigente, para o amor sereno
A Flor do Materno
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
O amor existe em toda parte e é inesgotável quando, com a ajuda do nosso Eu Superior, entramos em contato com a fonte divina de amor dentro de nós. Segundo a Lei da Ressonância, aquilo que irradiamos é também o que receberemos em troca no mundo exterior. Manipular os sentimentos dos outros é violar a Lei da Unidade, porque equivale a interferir nos planos de vida alheios. Tudo o que obtivemos assim, mais cedo ou mais tarde nos será tomado.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Decido aceitar que não posso controlar nem aprisionar os sentimentos dos outros. Percebo que não posso encontrar numa outra pessoa aquilo que procuro e a que tenho direito, mas que, através da minha orientação interior, posso conectar-me diretamente com a inesgotável fonte de amor. Eu aceito . o fato de que toda pessoa precisa cumprir seu próprio plano de vida.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Chicory:
“Agora eu cuido das minhas necessidades pessoais, fiquei mais rico interiormente e dependo menos do apoio emocional dos outros.”

Scleranthus


scleranthus
Scleranthus
dos conflitos interiores, para o equilíbrio interno
A Flor do Equilíbrio
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
Na dimensão metafísica do Eu Superior, todas as várias possibilidades de pensamentos são neutras. Entretanto, ao convertermos nosso plano de vida para a dimensão da polaridade, essas possibilidades devem ser examinadas e avaliadas pelo eu mental. A decisão entre o sim e o não, o benéfico e o não benéfico, deve ser constantemente tomada. Só conseguimos isso a longo prazo, quando buscamos nossa ligação com o Eu Superior.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
 Decido aproveitar, dentre as muitas possibilidades que me são trazidas de fora, só aquelas que pertencem ao meu próprio plano de vida. Para percebe-las, obedeço à minha orientação interior e só decido pelo sim quando sinto uma sensação favorável nas minhas entranhas.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Scleranthus:
“Consigo manter meu equilíbrio apesar dos muitos impulsos e, no momento certo, tomar intuitivamente a decisão certa.”

Centaury


centaurium erythraea-echt duizendguldenkruid-06
Centaury
do servir passivamente, para o servir ativamente
A Flor do Servir
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
Servimos ao plano divino somente quando cumprimos nosso próprio plano de vida.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Antes de ceder à vontade dos outros, eu me pergunto: “Até que ponto isso serve ao meu próprio desenvolvimento e ao desenvolvimento do outro, até que ponto é benéfico ou prejudicial ao todo maior?” É então que decido e ajo.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Centaury:
“Consigo perceber melhor as minhas necessidades e faço, cada vez mais, aquilo que realmente quero.”

Vervain


Flores-de-Bach-Vervain-Verbena
Vervain
do utopista, para o lider inspirador
A Flor do Entusiasmo

Clematis


clematisforweb
Clematis
da fuga da realidade, para a realidade concreta
A Flor da Realidade
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
A meta da nossa existência física é receber, compreender e realizar as ideais e os planos do nosso Eu Superior. Qualquer outro uso da energia cósmica não serve nem ao nosso próprio desenvolvimento, nem à Unidade maior.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Decido despertar dos meus sonhos e participar ativamente da vida. Examinarei minhas imagens interiores à luz da realidade e concretizarei aquilo que é significativo. Aforça que necessitar para isso, receberei do meu Eu Superior.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Clematis:
“Minha vida é mais rica, cheia de energia e satisfatória, desde que, conscientemente, passei a permanecer mais tempo no plano da realidade.”

Cerato


cerato
Cerato
Da dificuldade em formar opiniões, para a firmeza interior
A Flor da Intuição
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
As respostas corretas que servem ao nosso plano de vida se encontram não no exterior, mas dentro de nós mesmos. A orientação interior se manifesta através da voz da intuição, na qual se combinam sentimento e razão.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Quando procuro uma resposta, volto-me para o meu interior e confio no primeiro impulso que recebo, seja ele uma imagem, uma ideia, um sentimento ou um acontecimento.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Cerato:
“Consigo formar mais rapidamente a minha opinião e mante-la.”

Gentian


gentian
Gentian
Da dúvida, para a confiança
A Flor da Fé
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
A viagem pela vida transcorre assim como as ondas, passando por altos e baixos. Em too processo de desenvolvimento ocorrem infortúnios que nos ajudam a galgar o degrau seguinte com mais firmeza. Quando nos deixamos guiar por nosso Eu Superior e estamos determinados a perseverar, superamos as dificuldades que surgem e saímos delas mais fortes e enriquecidos.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Decido contemplar a minha vida de uma perspectiva mais ampla e positiva; aceitar, em princípio, o significado do processo de desenvolvimento e seus altos e baixos; pedir a ajuda do meu Eu Superior e deixar que ele me oriente.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Gentian:
“Sou mais otimista do que antes e tenho mais confiança na vida.”

Impatiens


Impatiens
Impatiens
da impaciência, para a paciência
A Flor do Tempo
Qual a verdade que preciso compreender melhor?
Por sermos parte de uma unidade maior, a viagem de nossa vida transcorre dentro de um processo vital mais amplo. cada acontecimento tem sua hora. É mais importante fazermos as coisas no momento (cósmico) certo, da melhor maneira que pudermos, do que querer resolver tudo o mais rápido possível.
Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?
Decido medir meu tempo não só pelo relógio interno, e ter mais paciência com as outras pessoas. Sob a orientação do meu Eu Superior, percebo cada vez mais o momento certo de agir ou de parar.
Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Impatiens:
“Consigo esperar que as coisas se desenvolvam sozinhas e apenas observar serenamente quando as outras pessoas são mais lentas do que eu.”

As 4 Leis da Homeopatia





A lei dos semelhantes
Toda substância é capaz de curar nas pessoas doentes os mesmos sintomas que ela provoca em pessoas sadias que a experimentam.

A lei do experimento no homem  são
É necessário conhecer  as propriedades curativas das substâncias e a sua capacidade de provocar sintomas em pessoas sadias, conforme a lei dos semelhantes.

A lei do medicamento diluído e dinamizado
As substâncias são diluídas sucessivamente  mantém  sua capacidade de provocar sintomas, porém mais tênues e sutis. Através da sucussão (dinamização) a capacidade de provocar sintomas aumenta e estes são qualitativamente melhores.

A lei do medicamento único
Herança de Hipócrates  (similia similibus curantur). A Homeopatia vê o indivíduo na sua  totalidade e com uma capacidade inata para o equilíbrio. A cura só ocorre se o medicamento for dado para o indivíduo na sua totalidade. Basta um só medicamento para trazer o indivíduo para o equilíbrio, o simillimum.