Chacras, florais e fluxo de energia

Cada um com sua personalidade própria, composta pelas ideias, preferências, ambições e desejos e, mediante o que mantém, de seu pensamento, hábitos, apegos, opiniões vai reajir diferentemente aos impulsos para a evolução.

Essa  personalidade não está relacionada com o corpo e sim com a mente, a sensível e delicada mente, nosso corpo energético mais recente, o mental concreto, que pertence aos domínios energéticos da mente, mas que ainda não conecta os domínios espirituais virtuosos e mais sutis. 

Quem  “cria” essa conexão é a alma.

A alma ou psique se manifesta por meio do corpo físico, em consciência, através das atitudes de vida, ao passo em que se “aproxima” dos domínios espirituais virtuosos e mais sutis, enquanto o corpo está inconsciente, faz seu aprendizado e infere nesse eu informações que,  na maioria das vezes, a personalidade não vai saber interpretar. Por essa razão a personalidade busca aprendizado e refinamento, para atender as orientações internas de desenvolvimento.

A estrutura energética e física do corpo obedece a um arranjo inteligente, de forma que o fogo serpentino elaborado no laboratório divino no centro do planeta, e faz parte do globo ígneo geocêntrico, se utiliza de nossos corpos para ascender. O homem é o “elo de ligação” o “sal da terra”.

 O “equipamento” que o nosso corpo representa recebe energia divina tanto da terra quanto do céu.

E a personalidade, através do corpo, se prepara, se refina, possibilitando o entendimento de como aplicar os aprendizados trazidos pela alma consciencia , recebido, do campo espiritual sutil.

Sem esse refinamento, há o risco da identificação maior ou com uma energia ou outra: ao acessar as camadas inferiores do fogo serpentino; assim como, na outra via, despertar  aspectos superiores  antes que seja capaz de os dominar, sem o refinamento e o desenvolvimento adequado. A história do mundo está repleta dos dois casos.

 Os chacras são centros de forças que conectam os vários corpos sutis, são pontos de interseção ligados ao corpo físico e aos órgãos de secreção interna, que tem profunda importância física e evolutiva

Do ponto de desenvolvimento em que a humanidade  está, a personalidade é egocêntrica e, outra vez na via de mão dupla, nosso egocentrismo infere informações através da interseção com os corpos energéticos,  com os chacras, e eles estão centrípetos, ou seja puxando, tomando para si, em vez de, girar para fora, centrifugadoramente, irradiar, oferecer.

Oferecer é a programação original de toda forma de vida, oferecer.

Estamos em jornada evolutiva e ainda não atendemos a programação original de toda forma de vida, oferecer indistintamente, como o sol, como o planeta e seus vegetais, como os impulsos originais  e virginais, sem as  influências que oferecem sem julgamento, incondicionalmente.

Diante dessa premissa, há recomendações de que não é apropriado permitir a mente (cuja dinâmica ainda é imatura, centrípeta, julgadora, orientada para a dominação) em interferir nos processo sutis dos corpos, dos chacras, do fogo serpentino,   uma vez que diante do processo egocêntrico atual seria prematuro.

Essa não é uma questão definitiva, vida espiritual infinita, infinitas possibilidades.

“Eu sou o caminho a verdade e a vida, ninguém chega ao Pai se não por mim”, é a mensagem do Cristo Infinito, esse mesmo que pulsa no coração e que nos eleva, a cada alinhamento de pensamento, vontade e atitude, cordatos com a vida e a dignidade nossa e dos outros aqui , agora, no presente.

http://aguaeflor.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: