Blog do aguaeflor.com

Terapias Naturais e Holismo

Mapa Natal e Relações Espelhos

Informação, busque sempre...

A ilustração não demonstra a totalidade da proposta.

Mapa Natal e Relações Espelhos

Muitas vezes me ví entre dúvidas sobre analisar uma mapa natal e correr o risco de me sentir no direito
de “analisar” algo de alguém, quem fosse.

Um critério me deixou confortável, que foi estabelecer que não faço mapas de terceiros, por exemplo, textos
para alguém dar de presente a outro. É movido pelo interesse de mudar, curar ou esclarecer algo em sua vida que uma pessoa agenda a uma consulta, emprega seu tempo, seu ânimo, sua emoção, seu dinheiro, sua VONTADE…  pouca coisa muda para marionetes, exceto em serem jogados de um lado a outro.

Ao decidir pela terapia com astrologia, a própria decisão determina mudanças no padrão energético em torno do indivíduo. Quando há uma decisão há o emprego da vontade, o direcionamento, e tudo é carregado dessa energia, e é bom aprender que é assim o mecanismo, e é nesse mesmo ponto em que fica demonstrado que é uma decisão ética não realizar o mapa natal de uma pessoa que não deu essa autorização, que não esteja presente e dando expressão à sua vontade.

Ao calcular,  organizar e distribuir as informações de uma carta natal logo se vê, ponto a ponto, o seu ponto oposto. De um lado a outro pode-se projetar um eixo com dois polos opostos. Assim é estabelecida a relação, se há a interferência, antes mesmo da ação, através da intenção e do pensamento, num ponto do eixo, consequentemente o outro ponto responde também. E o mecanismo que demonstra esse fator é a nossa relação com uma parte de nossa consciência que se projeta no outro, com o objetivo de revelar-se e receber interferência. Há a tendência de acreditar num “mal” que o outro provoque, quando na verdade o outro serve de espelho, de instrumento para que localizemos em nós alguma área dos campos emocional e mental importante de ser encontrada antes que se revele através de manifestações físicas no corpo, nas dores e nas doenças.

Assim um mapa além de registrar o céu na hora de um nascimento, segue decodificando as energias predominantes sobre a trajetória de um indivíduo, e decodificar também o padrão de comportamento, diante das circunstâncias  e das outras pessoas em cada campo arquetípico da vida, cada setor, que no mapa chamamos de Casas.

Com efeito, embora a casa do EU seja a Casa 01, e a casa do OUTRO seja a Casa 07, (casa do casamento, associações e relacionamentos), se você propõe lançar consciência sobre a Casa 02, dinheiro e posses, por mérito próprio, é necessário lançar o olhar imediatamente para a Casa 8, das heranças, legado e dinheiro herdado do outro, consequentemente litígio, dissenção, inimizade. Um exemplo.

Essa relação espelhada também tem a função de nos despertar para aquilo que negamos a nós mesmos. Em qual ponto da vida passamos a nos negar o que merecemos?

Márcia Cristina.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: