Blog do aguaeflor.com

Terapias Naturais e Holismo

Contos de Curar – As Três Crianças

Era uma vez uma criança que só era feliz dormindo e sonhando que era feliz.

Certa vez, em um dos sonhos, ela sentiu uma dor aguda e ao mesmo tempo profunda, no coração. A dor signo-escorpiaoera tão envolvente, que ela demorou a perceber que se tratava da picada de um escorpião. Era tão intenso o veneno do escorpião, que a criança acreditou estar condenada, e condenada por algo muito terrível que sabia que tinha feito. A partir da picada do escorpião, fosse  em sonho, fosse acordada, a criança achava que sabia a causa de tudo, e que tudo o que acontecia era por sua causa: – Aconteceu algo terrível! – deve ter sido por minha causa; Houve grande júbilo, beleza e festa – por minha causa; a realidade do mundo é só tristeza, por minha causa. Sonhar e acordar quase perderam o limite entre si, para a criança, que sentia e causava dor.

Muitos tempos e tempos passaram enquanto a criança ia de cidade em cidade, conhecer médicos e tomar remédios que a curassem do mal que portava e que já estava se acostumando a carregar…

Um certo dia, quando a criança já estava acostumada com a sofisticação medicinal (e  com a incredulidade diante de tanta sofisticação sem nenhum resultado) e caminhava na borda do mato, a criança viu outra criança… Era uma criança estranha, diferente, quase feia, mas era criança e queria brincar. E a criança ferida no coração aceitou brincar um pouco, até porque era algo novo, diferente de tudo o que já havia visto, e que veio só por sua causa.

As crianças entraram no mato e brincaram até esquecer da hora. Quando teve sede, a criança ferida no coração aceitou beber um pouco da bebida que a criança estranha trazia. Algo muito assustador aconteceu: ao levantar seus olhos e respirar a criança ferida viu a verdadeira identidade da criança estranha. Era uma cobra ou uma criança? Era uma criança cobra-pajé.

A bebida que a criança cobra-pajé serviu à criança ferida, fez acender luzes na mata, com a mata verde iluminada, a criança ferida pôde ver um imenso escorpião com a pinça presa em seu coração. O mais curioso dessa revelação é que o escorpião era uma criança escorpião, e pedia para ser retirado dali, pois estava preso e na verdade não conseguia sair.

Quando finalmente a criança escorpião saiu da incômoda posição, as três crianças sentaram-se juntas para matar a sede, a criança sem ferida, a criança cobra-pajé e a criança escorpião. A criança escorpião contou a estória verdadeira, que fora enviado para acordar os mundos dos sonhos falsos, e que ao firmar a pinça no coração da criança e impor-lhe o seu veneno, com o seu ferrão de mortes que acordam de sonhos falsos, não conseguiu retirar a pinça e se soltar. E contou também que o único médico que podia tratar esse tipo de ferida era a criança cobra-pajé. A criança que já não era ferida ficou feliz, conhecendo a verdadeira felicidade que a mata verde  iluminada mostrava. A criança cobra-pajé revelou que era uma cobra jiboia e engoliu o mundo.

Contos de Curar – As Três Crianças – Márcia Cristina Nogueira, terapeuta holística.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: