Pão Essênio


 

Essa matéria é da autoria de Aline Chaves ( http://panelasdecapim.blogspot.com.br) e está fragmentada para caber no Água e Flor.

Pão dos essênios

Pão essênio? Uma receita de pão com mais de 2.000 anos…
Top de linha na Culinária da Alimentação Viva.
Só mesmo um povo que aprendeu a viver e semear nos desertos, como os essênios, para inventar esta história de fazer comida no sol. E estas comidas abençoadas pelo Anjo do Sol… são as mais deliciosas.
Pois bem, esta é a receita que Jesus nos ensinou:

“Deixai que os anjos de Deus vos preparem o vosso pão. Umedecei o vosso trigo, para que o anjo da água penetre nele. Ponde-o então no ar, para que o anjo do ar o abrace. E deixai-o da manha à noite debaixo do sol, para que o anjo da luz solar desça sobre ele. E a benção dos três não tardará a fazer o germe da vida brotar no vosso trigo. Em seguida moei o vosso grão e fazei obreiras finas, como faziam seus antepassados quando partiam do Egito a casa da servidão. Tornai a pô-las debaixo do sol quando ele aparece e, quando ele subir ao ponto mais alto dos céus, virai-as do outro lado para que elas sejam abraçadas ali também pelo anjo da luz solar e deixai-as onde estão até que o sol se ponha. Pois os anjos da água, do ar da luz solar alimentaram e amadureceram o vosso trigo do campo e, da mesma forma, precisam também preparar o vosso pão” (SZEKELY, O Evangelho Essênio da Paz,1981, pp. 43-44).

Trocando em miúdos, se lembra daquele moedor de carne da vovó? Então, é ele mesmo…

Comece germinando as sementes de trigo!

À noite, coloque as sementes de molho na água dentro de um vidro coberto por umfiló e elástico.

Pela manhã, tire as sementes da água e lave-as. Coloque-as para respirar no ar. Use um escorredor de pratos para colocar o vidro inclinado de cabeça para baixo, em um ângulo de 45 graus e escorrer o excesso de água que fica no fundo do vidro.
À noite, lave as sementes novamente. E coloque-as no ar para respirar mais (da mesma forma como mencionado acima). O trigo começa a germinar aqui, mas ainda não está no ponto.
Pela manhã, o trigo está no ponto ideal do pão, maiorzinho… Mais pré-digerido pelo processo de germinação no ar e, portanto, mais macio.
 
Desse modo, o ponto ideal para germinação do PÃO ESSÊNIO são sementes de trigo germinadas: 8 horas na água e 24 horas no ar…

Sementes germinadas às mãos… vamos fazer pão

Agora, é só moer as sementes germinadas por três vezes. A massa é linda e dá uma liga ótima!

Modelagem do pão essênio

Aperte bem a massa com as duas mãos até formar uma bola.
Bata a massa de trigo germinado em uma mesa de mármore para dar uma liga boa.
Se não tiver mesa de mármore… Estique a massa com o auxílio de um tecido de voal por baixo, se preferir. Este tecido dá aderência e permite deixar a massa bem fininha, sem grudar.
Faça formatos circulares, rodelas finas e leve ao sol, pelo menos por 1 h. Se preferir, cubra com tecido de voal, que é bem fino e leve, para proteger seu pão de visitantes indesejados.
Seque a massa dos dois lados!
Está pronto!
Para saber se está bom… prove. Seu paladar é o melhor indicador do sucesso da sua pesquisa.
E se não tiver sol?

Então, aprenda a administrar o forno do seu fogão e transformá-lo em um desidratador doméstico.

Nível mínimo de temperatura e tampa entreaberta para deixar sair a água dos alimentos.

Lembre-se que DES-HIDRATAR significa tirar as águas. Então, você cuida para o forno não fechar, senão vai superaquecer seu pão.

Uma boa dica de medição da temperatura é que suas mãos regem o termômetro do fogo da vida. nesse caso, use-as para saber se a temperatura está quente demais ou de menos.
Desejo a todos vocês muito sucesso com os pães da Vida!
Aline Chaves
Pesquisadora dos ciclos alimentares e alquimista de vegetais vivos

 
A PAZ ESTEJA CONTIGO…
Anúncios

Açúcar Cristal Orgânico


sugar

Tema dirigido somente à quem tem o hábito do açúcar.

O Açúcar que usamos por aqui tem origem da cana de açúcar. Na Holanda, por exemplo, é extraído da beterraba.

O açúcar da cana é a sacarose, das frutas é a frutose e do leite é a lactose. Sim, é diverso e é encontrado em diversos compostos orgânicos naturais.

O açúcar tem função no organismo: fornecer energia.

Então daí já percebemos duas coisas:

ingerimos açúcar em diversos momentos do dia, sem perceber;

temos o domínio de mensurar a quantidade e a qualidade do açúcar ingerido, nos alimentos que preparamos.

O açúcar orgânico é extraído da cana de açúcar cultivada sem fertilizantes químicos, os agrotóxicos, e em terrenos tratados com adubagem natural e procedimentos em fidelidade à sustentabilidade do meio ambiente. Esse açúcar tem o diferencial de manter os macro e micronutrientes naturais importantes ao organismo humano como o cálcio e o ferro.

O açúcar cristal orgânico tem origem na cana de açúcar moída de onde se extrai suco de extrema doçura. A primeira versão de açúcar  é o açúcar mascavo, cujo paladar é intenso e interfere no sabor dos alimentos. Combina muito com pães, bolos, tortas e doces. Voltando ao açúcar cristal: o caldo passa por  processos de purificação, evaporação, cristalização, centrifugação e  secagem e, por fim, no cozimento, surgem os cristais que são selecionados e distribuídos para a nossa mesa. Pode ser encontrado em diversas casa de produtos naturais e seção de supermercados, além das feiras orgânicas. Seu custo é baixo em relação ao benefício: saúde.

Flor de Sal


guer

Flor de Sal é a camada superior do sal das salinas, cristais mesmo, alguns parassem ter pétalas.

Esse sal é colhido cuidadosamente por uma ferramenta artesanal de madeira, sem choque, sem trauma, e seca no vento e no sol.

Sua cor é acinzentada e contém traços de vida marinha, contendo micronutrientes e iodo em sua forma orgânica. 

Em resumo, os micronutrientes são poções mínimas de minerais que precisamos repor para “manter” um bom terreno biológico, revitalizando células e permitindo a todo o organismo a plena realização das suas funções.

O iodo é importante para o bom funcionamento da  glândula tireóide, glândula responsável pelos hormônios, substâncias químicas fundamentais para o controle e funcionamento de todo o corpo.

Escolhi Guérande para ilustrar pois é a Salina mais famosa do mundo, fica na França e a tradição de colheita do sal nessa região remonta à espoca dos Celtas. Famoso no mundo da culinária, pode ser comprado na internet e em alguns mercados.

Existem outros, e todos são tem propriedades terapêuticas ou medicinais.

No Brasil temos a marca Cimsal , do Rio Grande do Norte, região grande produtora de sal.

Boas opções: o Sal do Himalaia . Isso mesmo, vem do Himalaia, é rosado, tem grande tradição e poder nutritivo.

Do Hawai temos o sal vermelho e o Negro; O sal azul da Pérsia… suas cores se relacionam com os tipos de solo e minerais de região, desde lavas vulcânicas às algas do mar. Material rico e nutritivo.

Opção mais em conta é o sal marinho Guérande, não é a flor do sal, mas contém as propriedades nutritivas indicadas.

Como uma relíquia, assim é o seu preço. Contudo é um investimento em saúde, nesse entendimento temos várias opções para tomar por comparativo e, por fim, entender que o preço não é alto.

Esses sais, alimento comum do passado, privilégio de grandes cozinhas e Chefs internacionais atualmente, estão entrando na nossa cozinha através da informação e da divulgação. Estão vindo  para a nossa mesa, no nosso lar,  nos auxiliando da transição para uma melhor qualidade de vida.

Thuya – Personalidades Homeopáticas


ThuyaBaixa autoestima, sensação de minusvalia, Thuya occidentalis é o representante completo da Sicose (inibição; ver Teoria Miásmática).

É uma sensação bem comum, muitos sentem em algum momento, mas em Thuya não é só sensação,  a pessoa não sabe  quem é, o que é, e busca copiar modelos prontos mascarando o imenso vazio que carrega dentro de si.

Thuya vive personagens, usa falas prontas, copia modelos de comportamento, estilos, objetos… mas não é por inveja, tenta compor uma personalidade aceitável ou condizente. Thuya não se vê. Não enxerga a própria beleza. Tenta existir, num tempo e espaço em que ela simplesmente não acredita que exista, que ocupe, que esteja lá e tenha um papel propriamente seu nesse arranjo.

Tristeza. Raciocínio lento.

Mau humor. Indeciso.

Hipersensibilidade emocional. Chora quando ouve música. Impressionável.

Não gosta de ser tocado. É frágil e pode quebrar-se.
Tem ideias fixas, sujeito a bulimia e anorexia. Olha-se o tempo todo no espelho. Retorna, Confere  para ver se esqueceu algo, revê o que faz.

Mania de perseguição, acha-se olhado o tanto quanto olha.

Sente algo mexendo em seu ventre, acredita estar grávida.

Fortes dores de cabeça, como um prego encravado na testa, na fronte.

Tem vertigem quando fecha os olhos. Tersol. Otite. Ponta língua dolorida

Sensibilidade extrema na vagina.

Secreções:  Corrimento nasal crónico, pele oleosa, suor excessivo, urina com frequência, leucorréia abundante.

Melhora espreguiçando, esticando os membros.

Cherry Plum – do excesso de tensão, para o relaxamento


 

Cherry PlumCherry Plum

a flor da serenidade

do excesso de tensão para o relaxamento

Qual a verdade que preciso compreender melhor?

Somos parte de um Todo maior, um pequeno sistema energético num grande sistema energético; um microcosmo no macrocosmo. Só quando mantemos aberta a ligação com o sistema imediatamente superior, através da nossa orientação interior, podemos vibrar e nos desenvolver junto com esse sistema. Então estamos seguros, então estamos nas mãos de Deus.

Qual a decisão que me faz entrar em contato com a minha orientação interior?

Quando sinto que uma situação escapa ao meu controle mental, conscientemente decido me abrir, tornando-me receptivo às instruções do meu Eu Superior – e depois ajo com confiança, segundo essa orientação interior.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Cherry Plum:

Cherry Plum: “consigo perceber mais depressa os meus impulsos emocionais, aceita-los melhor eme expressar antes que se acumule demasiada tensão. por isso, em muitas situações reajo de modo mais sereno do que antes.”